domingo, 19 de fevereiro de 2012

Time peruano que disputaria a Copa Sul-Americana fecha as portas após greve

Enquanto diversos clubes brasileiros já enfrentaram problemas com ameaças de greves em seus elencos profissionais, por conta de salários atrasados, o Deportivo La Coruña San Martín, do Peru, viu o temor de qualquer dirigente se tornar realidade neste fim de semana. A equipe, que estava classificada para a disputa da Copa Sul-Americana, afirmou que abandonará o futebol profissional após os atletas se negarem a jogar com os vencimentos do grupo comprometidos.

A decisão de encerrar suas atividades profissionais partiu da diretoria do clube, que admitiu não ter a quantia exigida pelos funcionários em caixa. O time esperava que as dívidas fossem canceladas no prazo máximo de um ano, mas sofreram um duro baque ao serem notificados pela Associação Esportiva de Futebol Profissional que os pagamentos deveriam ser feitos em, no máximo, 24 meses.

"Por causa desta situação, onde o clube viu que seus próprios ativos, que são os jogadores, lhe deram as costas, tomou esta decisão, isso não pode ser tolerado. San Martín fecha suas portas e vai avaliar outro mecanismo para investir. Os dirigentes foram muito exatos com os jogadores ao manifestar as consequências desta falta grave", afirmou o gerente do San Martín, Álvaro Barco, em entrevista à rádio Ovación.

Além do San Martín, clubes tradicionais do Peru, como Alianza Lima, Sport Boys e Cienciano, enfrentam o mesmo problema trabalhista com seus elencos. No entanto, a Federação Peruana de Futebol rechaçou a possibilidade do Campeonato Nacional ser cancelado e assegurou que a competição será disputada com equipes compostas por reservas ou com jogadores das categorias de base de cada time.

Fonte: ESPN.com.br com Agência Gazeta Press.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sem papas na língua: presidente do Ji-Paraná FC mostra transparência na gestão do Galo da BR

Em entrevista concedida ao Radialista Jota Lima, à noite desta quarta(17), o jovem presidente do Ji-Paraná FC José Carlos Victor, foi enfát...