Pular para o conteúdo principal

No meio do campeonato tinha um Lobo; um Galo e um Urso

Juro que ainda estou remoendo alguns acontecimentos deste campeonato, que já findou-se para duas equipes - Jipa e VEC - nada menos do que 50% dos maiores ganhadores dos canecos em Rondônia: Jipa (09) títulos de campeão e o Lobo do Cerrado, VEC com (05). Portanto, 14 dos 28 campeonatos disputados. Uma pena.

Neste rol de desafortunados, incluo nosso Aurigrená SC Genus - quase que ia pra degola -, não fosse a desistência do VEC. Sei não, penso que o Genus estaria junto com o Jipa. Diz um ditado antigo lá do Ceará; "o pau que nasce torto, morre torto", ou seja, o presidente Evaldo pode até ter fomentado (ele adora essa palavra), algo a mais para seu currículo com a parceria Genus/Avaí, mas a torcida desde o início (em sua grande maioria), foi contrária.

No entendimento desse velho blogueiro - era para ter injetado mais sangue da casa -, ou seja, o caminho ainda é; trabalhar a base, melhor trabalhar com a base. Daquele time de quinta-feira, que começou até bem contra o Barcelona, mas levou um gol, perdeu um pênalti e daí foi definhando, definhando até perder por 2 a 1.

Quantos se destacaram? Quantos lutaram até o fim, quantos derramaram sangue pela causa comum, os três pontos - alguma coisa no ar - em certo momento bateu uma falta de interesse. Será que alguns problemas internos não afetaram dentro das quatro linhas. Penso que sim.

Para finalizar esse meu texto, não poderia deixar uma notinha sobre o árbitro Caio Nunes Cazuza; o que está acontecendo com esse rapaz, tem DNA de um dos melhores árbitros que vi trabalhar aqui em Rondônia o Osvaldo Cazuza, já fez trabalhos bons, inclusive era um dos promissores da C.A., mas anda muito disperso, teve um momento - da expulsão do Jorginho/Barça - que já merecia uns dois lances antes.

Pois bem, um dos atletas do Barcelona só faltou tomar o cartão dele Caio, impedindo que ele mandasse o atleta para a banheira mais cedo. Vamos esperar o relatório do árbitro, mas não foi boa a escolha do Caio para este jogo tão importante. Aliás, esta 7ª e última rodada do 2º turno esperamos que a C.A. tenha menos dor de cabeça. Mas o Caio tão cedo. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Atacante Gabriel Henrique está de partida do SC Genus

Virada do ano já começa bem movimentado pelo lado do time Aurigrená da Capital. Primeiro a polêmica das camisas para 2018, com dois escudos: Genus/Avaí, e hoje(2/jan) a desistência do ótimo atacante Gabriel Henrique, 21 anos, que recebeu uma proposta muito boa de Alagoas.
O novo time de Gabriel chama-se Santa Rita, é da cidade de Boca da Mata e fundado em 25/05/1974. O atleta estava com pré-contrato com SC Genus, para o ano de 2018. (Gabriel Henrique está saindo do Genus - foto: Fanpage do Clube)

Guajará fez Gato e Sapato do Urso

Falta de aviso não foi. Deixar tudo para a última hora, deu no que deu. Agora é juntar os cacos e tentar pontuar fora de casa. O jogo em si não foi um espetáculo por parte do Guajará, o time do Tinho Damasceno tem alguns atletas interessantes, que jogam juntos há algum tempo - não falo no Guajará, mas que ele Tinho trouxe sempre em dupla - por exemplo os dois meias Bibio e Tatico, os atacantes Marcos Bahia e Jaiminho, a zaga com Diego Norberto - seguro, pra passar por ele tem que ter moral.
Sabe qual tinha sido a última vitória do Guajará no estadual? Justamente no dia 1º de abril do ano passado, quando venceu ao Galo da BR por 3 a 1 lá no João Saldanha - e não é que seja o dia consagrado à mentira - pois não é que o Glorioso, quase um ano depois faz 3 a 1 no Genus e no velho Aluizão.
Antes dos primeiros 2 minutos de jogo Marcos Bahia recebeu em profundidade de Bibio, passou pelo meio da zaga do Genus derivando para o lado direito, chutou com força rasteiro no canto direito do goleiro G…

Atletas de Porto Velho são titulares em times goianos

Recebi a informação e, claro que passo à frente. Vários atletas de Porto Velho estão integrados a algumas equipes do futebol goiano: Isaac, volante dos bons no Goiânia; Gabriel, zagueiro no Abecat; Pablo, meia no Abecat; Isaias, atacante rápido pelas pontas no Abecat e Wendell, meia está no Vila Nova. (Wendell camisa 10 é de Porto Velho - foto: facebook)
Alguns disputam a Taça Mané Garrincha que tem o patrocínio da FGF - Federação Goiana de Futebol -, as categorias vão de sub-17 ao sub-19. Nesta quarta-feira,23, já tivemos a estreia de Wendell pelo Vila Nova onde ajudou o Tigrão a fazer 3 a 0 no Hidrolândia. (Vila Nova-GO categorias Sub-17 - foto: facebook)