quinta-feira, 14 de março de 2019

Clássico no Aluizão com cinco gols e reabilitação

Pra quem pensava que o jogo entre: PVH EC e Genus fosse um xinfrim, se enganou redondamente. Para quem ficou em casa vendo: Copa da Brasil, ou Libertadores, só digo; perdeu uma grande chance de ver um belo espetáculo com cinco gols de bela feitura e, muita intensidade dos dois lados.

O SC Genus no caso o visitante, que tem uma longa batalha pela frente, em menos de 20 dias terá que ganhar 4 das 4 partidas que lhe restava até ontem à noite. E o time foi guerreiro, do goleiro ao ponta esquerda ninguém destoou.

Já o PVH EC podemos dizer que o sistema adotado por seu treinador, em trabalhar com três zagueiros, em certos momentos dá uma espécie de apagão. O meio de campo do PVH é seu centro de massa - hoje o Alex não foi o de outras jornadas, assim como o excelente Cabelo teve momentos de esquentar a cabeça com seu adversário.

O primeiro tempo terminou num zero a zero - mas sem aquele chato zero que dá até sono -, cheguei a indagar do técnico Tinho Damasceno, se ele não notou atletas do Genus querendo abrir o placar de qualquer jeito. A resposta do experiente Profº: "sim, e vou corrigir pra o segundo tempo".

Veio o segundo tempo, e as previsões se concretizaram: primeiro a manutenção do Imperador, e foi dele o 1º gol da noite, aos 5' Tatico fez um lançamento milímetrico e Welington Imperador pegou do lado direito de seu ataque, invadiu a área, na saída do goleiro Gabriel ele chutou forte à meia altura.

Durou 15' para sair ou o empate, coube ao Fernandinho(PVH) num misto de esperteza, receber na pequena área e empatar o jogo aos 20'. Mas o Genus estava predestinado e, não se entregava nem a pau. Aos 23' portanto, somente 3' durou do segundo gol para o terceito da noite.

Ele Jaiminho que acabara de entrar na vaga do Imperador, recebeu na pequena área e colocou no canto esquerdo de Gabriel Sarges, era os 2-1 Genus.

Aos 27' saiu o 4º gol do jogo, e um golaço Dadai um ds mehores do time aurigrená, recebeu em profundidade e, quase sem ângulo chutou no canto direito alto de Gabriel, era o 1-3 do Genus em cima do PVH EC.

Aos 36' Ávila, de 1,99m acho que é por isso chamado de Torres Gêmeas recebeu com açúcar
e, não falhou de cabeça (parece até um chute), de cima para o chão fez o segundo do Porto Velho EC, e quase fura a rede.

O PVH EC jogou melhor na segunda etapa - sim, teve muitas iniciativas - mas esbarrou no paredão chamado Douglas Silva.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arbitragem para 4ª rodada

A 4ª rodada do estadual-2020, dará continuidade neste próximo final de semana com: um jogo no sábado(22) e quatro no domingo(23). Seria a r...