domingo, 7 de abril de 2019

Porto Velho sai de campo com 1 a 1, graças a São Dida

Ele voltou, e de forma triunfal. Assim tem sido a carreira desse fenomenal goleiro Dida do PVH EC. Não fosse a bela atuação de seu goleiro, o tricolor da capital estaria nesse momento amargando a perda de três pontos para o belo representante do cone sul do estado.

Companheiros de rádio pediram minha opinião sobre o jogo - eu disse lá no ar, disse na saída do estádio ao presidente Maranhão, e aqui -, Porto Velho EC não chegou aos pés daquele time do início do campeonato. Faltou hoje, verticalização, maior participação do grupo, tem gente querendo decidir sozinho, futebol é grupo, é equipe.

Os principais momentos do jogo: aos 5' Tafarel (PVH) chuta de longe, goleiro Gil(VILHN) segurou firme; aos 22' gol do (VILHN) contra-ataque bem feito e China (Vilhn) chutou com força Dida espalmou, não apareceu um defensor do PVH e Tukinha chutou para conferir; PVH 0-1 Vilhen. Aos 33' bate rebate na área do Leão, bola foi cabeçeada e um zagueiro tirou o gol do empate.

Não era legal virar o primeiro tempo com placar adverso, mas foi.

Para a segunda etapa, ninguém mexeu. Mas o PVH veio mudado taticamente, Paulo Eduardo puxou o Leandro para atuar mais na direita de seu ataque, fechando em diagonal para cima da zaga do Vilhenense, não deu outra em 2' o time fez mais do que em 48' do primeiro tempo. No toque de bola, na tabelinha, jogando pra frente Tafarel recebeu a bola do Leandro e, soltou uma bomba.

Goleirão Gil foi nela, mas a bola passou entre ele e o pau da trave, golaço e empate. PVH 1-1 Vilhenense. Eu disse 2 min, os 1400 espectadores (desses 90% eram do PVH EC), entenderam que era a hora da virada. O PVH até tentou, mas nada de sair o segundo gol. Aos 8' Luan (PVH), de fora da área em bola parada chutou forte, Gil mandou a escanteio.

Aos 33' Dida salvou com categoria e coragem, o gol Vilhenense quando Tukinha frente a frente com ele, chutou forte e a bola bateu no seu rosto. Aos 44' foi a vez do Alex de falta, chutou a bola subiu, subiu, quando deu a descaída foi em cima do travessão do Gil.

Daí aos 47' numa bola de escanteio, ou seja, a famosa bola parada, eis que entra em campo o provérbio: bola na trave não altera o placar, verdade Wembley de cabeça tirou do goleiro Dida, a bola bateu na trave e voltou para a pequena área.

Minha opinião, até nas traves deu empate. Melhores em campo (pelo PVH), vou escolher dois - Dida e Leandro, pelo Vilhenense também dois (Gil e Tukinha).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caiu o número de gols da 3ª rodada

Os dados da 3ª rodada do estadual-2020, apresenta diminuição no número de gols foram somente 07 gols assinalados em 5 jogos, ou seja, média...