Pular para o conteúdo principal

Mateus Evangelista estreia com a amarelinha nos Jogos Mundiais na Holanda com Prata

O Brasil estreou no Iwas World Games 2013, nesta quarta-feira, 18, com seis ouros, quatro pratas  e um bronze. Na natação, os brasileiros conquistaram sete pódios e, no atletismo, quatro, até o momento. A competição, que ocorre em Stadskanaal, na Holanda, vai até 22 deste mês.

A delegação do Brasil tem 17 atletas, sendo quatro do atletismo, seis da natação e sete do tiro com arco – únicas modalidades disputadas no evento. O objetivo do grupo de nadadores é ganhar experiência internacional visando, principalmente, os Jogos Paralímpicos de 2016. Alguns dos melhores nadadores do país, como Andre Brasil, participaram no Iwas World Games, em 2007.

(foto: site do CPB)


No atletismo, Taise Zimmermann, Matheus Evangelista(RO) e Bruno Marins participaram do Iwas Junior World Games em Porto Rico, medalhando em todas as provas que disputaram.  Bruno esteve também, junto com Jenifer Martins, no Mundial de Atletismo em Lyon, na França, em julho. No tiro com arco, o Brasil levou a Seleção principal.
  Confira os atletas da delegação do Brasil 

Andrey Muniz de Castro
Andrey Pereira Garbe
Bruno Marins Araújo
Diogo Rodrigues de Sousa
Eric Tavares dos Santos
Fernando José de Oliveira Chagas
Francisco Macicledes Barbosa Cordeiro
Jenifer Martins dos Santos
Júlio Cesar de Oliveira
Luan Carlos da Silva Sanros
Luciano Reinaldo Rezendde
Mateus Evangelista Cardoso(RO)(*)
Pamella Cristina Cruz de Andrade
Patrícia France Marie O’Neill Layolle
Ruan Felipe Lima de Souza
Tais Bobato de Souza
Taise Zimmermann

(*) medalha de prata nos 100m rasos masc. classe T-37 

(foto: facebook - Mateus Evangelista 4º da esq p/ dir)



Comunicação CPB – (imprensa@cpb.org.br) Daniel Brito Ezequiel Trancoso (estagiário) Nádia Medeiros Rafael Moura Thiago Rizerio

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rondoniense de 17 anos vai disputar o concorrido Sub-20 em SP

Olha que notícia maravilhosa. Vem daqui de perto do distrito de Jaci-Paraná, a 80 km de Porto Velho, um filho do distrito chamado Jardson Medeiros, zagueiro de 1,85 m com 17 anos, pé esquerdo, pelo visto um prodígio - na acepção da palavra -, daqueles com habilidades próprias para pessoas com mais idade.
Acompanhe o histórico de Jardson: foi bicampeão da copa treze sub-15 pelo Avaí-PVH; em 2015 disputou o sub-16 pelo SC Genus; já o ano passado foi campeão do Interdistrital pela seleção de Jaci-Paraná, quando foi muito elogiado pela postura em campo e personalidade.
Desta temporada o garoto começou a viajar. Entenda-se viajando para fazer o que mais gosta, e sabe fazer. Foi para Confins-MG, disputou o campeonato mineiro sub-17 pelo Bonsucesso EC, sucesso garantido seu time foi eliminado na semifinal mineira. Algumas equipes de base da terra de Tiradentes tentaram ficar com o zagueiro.
Porém, seu destino acabou sendo São Paulo, primeiro jogou pelo Osvaldo Cruz FC, interior paulista. Ao vol…

Tanaka faz acordo amigável e dá adeus ao Periquito

Foram somente três minutos vestindo a camisa oficial do RSC. Falo de Alessandro Tanaka, camisa 16 que entrou ao final do jogo entre RSC 0 x 0 Cuiabá pela Copa Verde, no último domingo. O ambiente no ninho do periquito já não estava legal para o atleta estrela de Guajará-mirim, ontem, segunda-feira entornou de vez.
E, agora à tarde o rápido atacante Tanaka, entrou em acordo com a diretoria do clube, e deu adeus ao RSC. Agora vem a surpresa maior. Sabe para onde voa o Tanaka, ou melhor, sai do ninho do periquito e vai para o Acre, isso mesmo o novo clube será no estado do Acre. E quem pensava no Tanaka no Galo da BR, tire o cavalo da chuva.
O blog chegou a conversar com Eder Marques, um dos diretores do Jipa, e ele assim se expressou: "Luis, na verdade era intenção da gente trazer o Tanaka para cá, como foi um acordo amigável e ele resolveu ir para o Acre, que seja feliz não vamos entrar em leilão". (Tanaka deixou o RSC nesta terça(7), vai para o Acre)

Ariel Mamede e Welmer Bueno, juntos na mesma equipe

É isso mesmo, o mundo do futebol gira rápido demais. Assim como o mundo da política, da economia e das fofocas. Assim foi com o amigo e técnico de futebol Ariel Mamede, saiu daqui de Porto Velho-RO com um pé na taça de campeão-2016, e uma das mãos já levantando a mesma. Antes disso saiu do também RSC o dirigente Welmer Bueno, ambos retornaram ao estado de Goiás.
Enquanto Ariel foi dirigir um time goiano querendo subir da segunda divisão para a primeira, Welmer Bueno voltou para "seu" Vila Nova, no comando administrativo das divisões de base. Nesta copinha que ainda está rolando a bola, o que aconteceu: o Vila saiu de Goiás com status da melhor equipe do paraíso verde na categoria, acabou caindo na fase de grupos.
Enquanto o maior rival do Vila Nova, o Atlético Clube Goianiense ora dirigido por Ariel passou de fase. E aí vem as raquetadas da vida, neste sábado(14) o Vila Nova dispensa Lucas Oliveira, e foi buscar no Dragão o jovem comandante de lá. E agora estarão juntos em um …