terça-feira, 30 de março de 2010

Jogador do Shallon manda árbitra ir prá cozinha lavar pratos e leva cartão vermelho

Pois é meus caros leitores, os jogadores de futebol "importados" pelos clubes rondonienses para este XX Campeonato de Futebol, principalmente o Gênus e o Shallon parecem que acham que aqui é o fim do mundo. Não fora aquele imbróglio danado entre jogadores do Gênus e os PMs da COE, no caso do Spray de Pimenta, que rodou o mundo através da Net.

Pois bem. Mais um caso de jogador de fora que resolve testar a capacidade, competência e agilidade da arbitragem tupiniquim. Jogo Moto x Shallon dia 27 de março, às 19h30 no Aluizio Ferreira. Primeiro tempo bem disputado, Shallon termina os primeiros 45 min à frente do placar por um a zero gol de Palermo camisa número oito.

No segundo tempo, o Moto empata. Final de jogo 1 x 1, mas os jogadores do Shallon inconformados com o placar resolvem xingar a arbitragem, e sobra justamente para a mais categorizada do trio ali presentes a assistente Fifa Márcia Bezerra Lopes Caetano.

Justamente o atleta da número 8 do Shallon, o "cara" que fez o gol. Meu caro, coloque na sua cabeçinha quando no próximo ano você estiver por ai na sua vida nômade e bem legal de jogador de futebol e essa mesma mulher que você mandou ir prá cozinha, estiver ai neste mundão trabalhando em Libertadores, em Copa do Mundo: você poderá dizer, "puxa vida eu joguei um dia em que ela era a assistente"? Pense bem!

Aqui vai ao pé da letra e da súmula o texto do árbitro central Almir Belarmino, neste jogo: "Após o apito final da partida expulsei diretamente, o jogador nr. 8 Sr. Elton Cabral de Souza, da equipe Shallon, por ter depois de haver sido substituído, quando encontrava-se em pé ao lado de seu treinador, no banco de reservas e momento em que a árbitra assistente Sra. Marcia Bezerra Lopes Caetano, dirigia-se(caminhava) ao centro do campo de jogo. O referido jogador proferiu-lhe as seguintes linguagens ofensivas: vai pra cozinha, teu lugar é na cozinha, tú tens que lavar roupa, bandeira...."

segunda-feira, 29 de março de 2010

O Futebol Brasileiro está de luto: morre, Armando Nogueira aos 83a

Sempre que me perguntam no Curso de Jornalismo, porque essa admiração pelo jornalismo esportivo - principalmente o futebol -, respondo com muita humildade: "Ah, um dia escrever como Armando Nogueira, Tostão, PVC, Juca e porque não os vizinhos Domingues Jr., Divino Caetano" que também são do ramo.

Pois bem, hoje ao abrir os sites especializados deparo-me com essa triste notícia da morte do acreano mais que talentoso em todas as áreas do Jornalismo, e em especial ao Esportivo. Homem de palavras fáceis e brilhantes, cobriu todas as Copas desde 1954. Descobriu que estava com câncer desde 2007, e morreu hoje (29) por volta das 7 h da manhã em seu apartamento, na Lagoa, Rio de Janeiro aos 83 anos.

domingo, 28 de março de 2010

Moto 1x 1Shallon: artilheiros saem em branco

Em um jogo onde se esperava muita movimentação de gols, principalmente por contar com os dois artilheiros da competição: pelo lado do Moto - Alex Carioca com cinco gols - e do lado do Shallon - Kastor com quatro -, mas o que se viu foi o lado apagado dos dois, como entraram em campo sairam sem marcar.

Aliás o jogo todo foi de muita marcação, e as opções dos dois "professores" muito parecidas. De um lado aparecia a figura do ala Guarate e do outro o ala Renatinho (Shallon), o que corre esses dois. O Moto, jogo todo perdeu várias oportunidades de gols, o Shallon também.

Quem abriu o placar foi o time da Costa e Silva, aos 37' do primeiro tempo o estreante Diego Flores lançou seu companheiro Palermo, que na saída do goleiro Dida fez 1 x 0 Sahllon. Daí até o final do primeiro o Moto ataca, ataca e só não empata em virtude do capricho do destino - Alex Carioca parece que não quer fazer gol feio - dá de bico meu caro, pois o gol vale do mesmo jeito.

Para o segundo tempo o Moto vem com Cafú na vaga de Paulo César, e nem parece que o time teve um jogador expulso. Os ataque são intensos, Robe que voltou a jogar bem volta dando tudo de si, ele e o grandalhão Wagner jogam o que sabe e o que não sabem tentando o empate no jogo.

Mas o gol não é apenas um detalhe, como diria aquele nosso treinador Tetra-Campeão Mundial. O gol nos pés do craque de bola Marcos Canhoto, é uma perfeição, uma pintura, e coube a ele essa tarefa. Tarefa que no final do primeiro tempo ele já tinha deixado o Alex sozinho com o goleiro Sérgio e o chute saiu fraquinho que só.

Pois bem, aos 4' do segundo depois de um escanteio em favor do Moto, a bola vem na cabeça do carioca que toca para Alfredo e também de cabeça toca para o Canhoto, esse não perdoa e faz de cabeça o empate em 1 x 1. Com este pontinho, e com a derrota do Ariquemes o Moto volta a frequentar o G-4 ali juntinho com o próprio Shallon.

Outros resultados deste sábado: VEC 4 x 1 Ariquemes e Rolim de Moura 5 x 0 Cruzeiro.

quinta-feira, 25 de março de 2010

Sorteados os árbitros da 5a rodada e do primeiro jogo da 6a rodada

A comissão de arbitragem da ffer sorteou na tarde desta quinta(25), os árbitros que irão trabalhar em quatro jogos da 5a rodada, assim como o quarteto que trabalhará no primeiro jogo da 6a rodada dia 30 de março em Rolim de Moura.

Dia 27 sábado: Moto x Shallon, no Aluizão apita Almir Belarmino, com assistências de Márcia Bezerra e Cristiano Lopes. VEC x Ariquemes, em Cerejeiras apita Arnoldo Figarella, com assistências de Davi da Silva e Gildo da Silva. Rolim de Moura x Cruzeiro, no Cassolão apita Benildo Lima, com assistências de Arildo Pereira e Nelson Ned. Todos os jogos às 19h30 min.

No domingo 28: Espigão x Genus, no Luizinho Turatti apita Sidnei Pereira, com assistências de Valdecir Ferreira e Sérgio Carlos Rodrigues - às 18h10 min. Na terça-feira(30/03), Rolim de Moura x Genus, no Cassolão apita Adolfo Alves Macedo, com assistências de Lindomar Kuhn e Valdecir Ferreira da Silva, o quarto árbitro será Edmar Rodrigues Araújo - às 19h30 min - válido pela 6a rodada.

As Zebras estão sendo pintadas de outras cores

A Zebra no futebol está relacionada àquele resultado inesperado numa partida de futebol. E não é que nesta quarta (24), ela resolveu dar as caras em vários campeonatos brasileiros. Por exemplo em São Paulo: Palmeiras 2 x 2 Rio Branco, o Corinthians perdeu de 1 x 0 para o Paulista com o fenômeno e tudo, o São Paulo sonolento perdeu também para o Bragantino por 1 a zero.

O Vasco estreou camisas novas e perdeu para o Americano por 3 a 2, e está quase fora das semifinais da Taça Rio, e o Internacional lá nos pampas caiu de 3 x 0 para o São José. O que está acontecendo com o futebol dos grandes gente?

Ah, o culpado de tudo é sempre o comandante, o técnico. Não concordo. Existe o nivelamento, a euforia dos "pequenos" que lá dentro se igualam. E aqui em nosso reduto? Já vamos para a quinta rodada da 1a. fase, ninguem disparou ainda, alguns fatos já marcam o XX Campeonato da era profissional, será que teremos Zebra(s) até o dia 28?

Só para lembrar, teremos três jogos no sábado: Moto x Shallon, VEC x Ariquemes e Rolim x Cruzeiro todos às 19h30 e um no domingo Espigão x Genus às 18h10. Repito, as Zebras daqui podem não ser alvinegras, são...cala-te boca.

terça-feira, 23 de março de 2010

Departamento Técnico da FFER volta atrás e homologa resultado de 3 x 0 em favor do Moto

O Diretor do Dep. Técnico da FFER Sr. João Dalmo da Silveira, já havia até anunciado em entrevista à TV Rondônia, o complemento do jogo entre Genus x Moto que houvera sido suspenso aos 19' do segundo tempo, no dia 20 de março. Dia do "banho" de Spray de Pimenta em vários atletas do Genus, por parte de uma equipe da COE.

Pois bem, o filiado Genus protocolou um documento junto à FFER dando conta de vários problemas após os incidentes, inclusive com a rescisão de sete atletas dos 18 relacionados naquele fatídico dia, e mais, o Genus reconhece o resultado em seu desfavor de 3 x 0.

Leia aqui

Campeonato rondoniense: quatro rodadas e dois técnicos dão adeus

Final da quarta rodada do Campeonato de 2010 e dois treinadores dão adeus à competição. O primeiro a sair foi o técnico Samuel Esteves do Genus, ele e toda comissão técnica após reunião com a diretoria ouviram a sentença fatal nesta segunda (22).

O outro que também está de saída, chama-se Roni Silva que não suportou nenhuma vitória, aliás o Cruzeiro comandado por ele, nem ganhou e nem empatou nestes quatro confrontos do ano. Ainda não há a confirmação da saída de Roni, porém, seu desejo é este.

domingo, 21 de março de 2010

Jogo entre Genus e Moto é suspenso e PMs dão show de falta de preparo

Uma das cenas de maior despreparo por parte daqueles que estão escalados para trabalhar em um jogo de futebol, aconteceu na noite deste sábado (20) no estádio Aluizio Ferreira. Falo da gloriosa Polícia Militar de Rondônia - especificamente dos componentes do COE, escalados neste jogo.

Vamos aos fatos: jogo de dois times da capital, um na 5a. colocação (Genus) contra o 6. colocado (Moto), o primeiro jogo entre os dois na era profissional. Ambos vinham de derrotas no meio de semana, um tem um técnico falastrão (Genus) e outro caladão - aliás um paizão para os atletas (Moto).

Primeiro tempo de jogo. O Moto tem a iniciativa, parte para cima do Genus o goleiro do time grená faz defesas milagrosas, é tanto que somente um gol aos 16' através de Alex Carioca (Moto). O Genus ainda teve duas oportunidades, porém, não conseguiu transformar em gols.

Segundo tempo de jogo. Mais pegado ainda, o técnico do Genus faz uma modificação no intervalo, tirou o Bruno Lessi que levava um baile do ala Guarate (Moto) e colocou Erivan - continuou a mesma pegada -, nessas alturas vem os gols, o desespero do Genus, as expulsões e, ah! o despreparo dos PMs.

Então. Aos 9' Alex Carioca de cobertura faz o segundo do Moto e o quinto dele no campeonato. Aos 14' numa bobeada geral do Genus, quando todos seus atletas numa bola "espirrada" não correram, pensando que a mesma houvera saido. O Alex esperto que só, recupera essa bola como se fora um ponta esquerda dá de bandeja ao Marcos Canhoto que não perdoa e faz Genus zero Moto três aos 14' do segundo tempo.

Daí meus seis seguidores, começa o show negativo por parte de uns oito membros da COE. O segundo atleta do Genus ao levar cartão vermelho do árbitro Arnoldo Figarella, o número quatro Robson - já que o número dois Guilherme também já havia sido excluído do jogo -, pois bem como é de praxe o citado atleta não gostou de receber o vermelho, demorou a sair e fora chamada os homens de traje de selva.

Pra quê tudo aquilo! Todos paramentados com escudos, pistolas, escopetas e o famoso spray de pimenta, ao aproximar-se dos "perigosos" jogadores do Genus - armados de chuteiras, caneleiras e o suor do trabalho - sem muita conversa, sem negociações foram logo "abatendo-os" com o famoso spray.

Neste ínterim, a torcida do lado das arquibancadas começou a xingar os "homens da COE" e tome pimenta também para os torcedores, sobrando para crianças como foi o caso de um ex-vereador que estava com seu filhinho de mais ou menos uns cinco anos. Sem contar jovens senhoras, inclusive grávidas ali presentes.

Ah! Como estou reprovando a atitude do grupo lá dentro, quero parabenizar os PMs e as PMs que estavam justamente com a farda azul e atuavam nas arquibancadas, tiveram que agir com rigor ao que o caso sugeria, souberam dominar e controlar uma multidão. Bem diferente de seus colegas lá dentro de campo que não controlaram uns dez "perigosos" homens de amarelo do Genus.

E agora, como fica esse abacaxi? Como está no Regulamento Geral das Competições da FFER, art.14 parágrafo 1. - Uma partida só poderá ser adiada, interrompida ou suspensa quando ocorrerem os seguintes motivos, que impeçam sua realização ou continuação:
01. Falta de garantia;
02. Mal estado do campo, que torne a partida impraticável ou perigosa;
03. Falta de iluminação inadequada;
04. Conflitos ou distúrbios grave no campo ou no estádio;
05. Procedimentos contrários à disciplina por parte dos componentes dos clubes e de sua torcida;
06. Motivo extraordinário, não provocado pelos clubes e que represente uma situação de comoção incompatível com a realização ou continuidade da partida.

Esperemos pois o relatório do árbitro da partida. Mas a cena ficou gravada na mente de muitos jovens e adultos alí presentes.

sábado, 20 de março de 2010

Lion Silva relaciona 18 jogadores para o jogão deste sábado contra o Genus

O alvirrubro da BR através de seu técnico Lion Silva, relacionou 18 atletas para o jogão de logo mais às 19h30 entre Genus x Moto, no estádio Aluizio Ferreira. Jogo válido pela quarta rodada do rondoniense de 2010. São eles:

Goleiros: Dida e Caju; Laterais: Guarate, Bruno Braúna e Cafu; Zagueiros: Alfredo, Anderson Magrão e Bruno Costa; Volantes: Quintino Braúna, Quel e PauloCesar; Meias: Roby, Pipa, Ivon e Wagner; Atacantes: Marco Canhoto, Alex Carioca e Gilberto Uchôa.

quinta-feira, 18 de março de 2010

Moto Clube mais um vez decepciona seu torcedor

Ainda não foi dessa vez que o torcedor motense saiu do Aluizão com o grito de uma vitória, por parte do timão. Na estréia contra o Rolim de Moura, o time perdeu de 1 x 0 mas fez dois gols anulados pelo árbitro.

Nesta quinta (18), já pela terceira rodada com charanga, torcida terremoto e outros, e o time vindo de ótimo jogo contra o Espigão - vitória por 5 x 1 -nem parecia aquele Moto. Em meu entender o time jogando em casa as pernas pesam, a adrenalina sobe e começam a errar passes de 10m, com isto o adversário que não é bobo tira proveito e vai goleando.

Hoje foi o Ariquemes, ontem o Rolim e sábado será o Genus. Será que todos vão tirar uma casquinha do alvirrubro da BR? Voltando prá hoje, o time muito apático e tentando resolver tudo na base do chutão.

Aos 4' Tardelli (Ariq) que substituiu ao grande Cezar ainda no vestiário, numa bobeira da defesa do Moto faz 1 x 0 em seu favor. O Moto erra muitos passes como fora dito, e não leva perigo nenhum à meta do goleiro Zanetti. Aos 43' escanteio em favor do Moto, bem cobrado mas a zaga do Ariquemes rebate, e quem aparece justamente o baixinho Saulo que aos 44 frente ao goleirão Dida colocou por cima, 2 x 0 Ariquemes.

E o segundo tempo:

Logo aos 14'ao ser substituído Cesar Baiano (Ariq) jogou a tarja de Capitão no gramado, porém, fez um ato de Capitão, e cumprimentou seu substituto.

Um minuto depois, bola no gramado e na grande área, tabela inteligente entre Vagner, Pipa e Alex Carioca. A bola sobra para o pé esquerdo de Marco Canhoto que sem alvoroço toca para o fundo das redes do Ariquemes. Tentou-se mais uma, mais vezes, sem êxito para o gol de empate.

Os times voltam a jogar neste final de semana, da seguinte forma: o Moto (sáb) enfrenta ao Genus, enquanto o Ariquemes joga domingo contra o Rolim de Moura.

Ficha técnica

Moto 1 x 2 Ariquemes

Moto: Dida; Guarate, Alfredo, Del(Ramon) e Bruno; Paulo Cesar, Quel(Merenda),Pipa, Robe(Wagner) e Marcos Canhoto.Téc: Lion Silva

Ariquemes: Zanetti; Fabinho, Marcone, Biro e Andrade(Diniz); Adelar, Reginaldo, Rafael, Cesar Baiano(Zezinho); Tardelli e Saulo(Washington). Téc: Pery Santana

Terceira rodada do campeonato com 12 gols em três jogos

Muitos gols, muitas viradas. Foi o que de melhor aconteceu nestes três jogos da 3a rodada. Ela será completada com o jogo entre Moto x Ariquemes nesta quinta(18), às 19h30 no velho Aluizão.

Estive acompanhando Cruzeiro 1 x 5 Shallon, e fiquei bem otimista em relação ao rubro-negro da Costa e Silva - Shallon -, os outros jogos acompanhei pela Rádio Caiari com Jesivan Oliveira, o melhor plantonista da capital.

Bem e o jogo? Logo aos 5' surpresa, o Cruzeiro faz 1 a zero. Quem mandou mexer em abelhas, daí prá frente só deu Shallon: Palermo aos 16' empata, Marciano aos 21' virou, Leo aos 29'ampliou para 3 x 1, Kastor de pênalti e de cabeça deixa sua marca aos 33' e 44', fechando o caixão do time azul em 5 x 1.

Próximo compromisso do líder Shallon, será fora de casa em Espigão do Oeste, domingo(21) contra o Espigão, que hoje perdeu em Rolim de Moura por 3 a 1, de virada após fazer 1 x 0. Outro que perdeu feio o Genus em Cerejeiras, por 2 x 0 frente ao VEC.

Ficha Técnica do Jogo

Cruzeiro 1 x 5 Shallon
Local: Estádio Aluizio Ferreira/19h30
Árbitro: Fledes Rodrigues
AA1: Ronieri Ramon
AA2: Cristiano Lopes
4Ar: Paulo Pereira

Cruzeiro: Aranha; Skul(Santana), Maicon, Edinho, Fernando(Jackson Video); Alemão(Wellington), Edno(expulso), Roni e Índio; Rafael Muniz e Renato. Téc: Roni Silva.

Shallon: Sergio; Renatinho, Marciano, Mineiro e Welece; Leo(Renato), Douglas, Alessandro e Palermo(Adriano); Kastor(Dinho) e Pato. Téc: Dacosta.

Gols: Renato(Cruz) aos 5', Palermo, Marciano, Leo, Kastor e Kastor aos 16', 21', 29', 33' e 44' todos do Shallon e no primeiro tempo.

Renda: R$ 575,00. Público total 123, sendo 75 pagantes e 48 não pagantes.

Classificação até o momento:

1) Shallon em 3 jogos tem 7 pontos e 5 gols de saldo.
2) Rolim em 3 jogos tem 7 pontos e 3 gols de saldo.
3) VEC em 3 jogos tem 5 pontos e 2 gols de saldo.
4) Genus em 3 jogos tem 4 pontos e 1 gol de saldo (-).
5) Moto em 2 jogos tem 3 pontos e 3 gols de saldo.
6)Arique. em 2 jogos tem 3 pontos e 0 gols de saldo.
7) Espig. em 3 jogos tem 1 ponto e 6 gols de saldo (-).
8) Cruz. em 3 jogos tem 0 pontos e 6 gols de saldo (-).

quarta-feira, 17 de março de 2010

Nem bem terminou a segunda rodada do rondoniense 2010, e já há suspeita de jogador irregular


O ambiente esportivo local ouviu do treinador Samuel Esteves, do Genus a denúncia de supostas irregularidades em relação a jogadores do Shallon. O caso é o seguinte: o atleta profissional para poder atuar por sua equipe, terá que aparecer seu nome até às 18h00 do último dia útil que antecede a partida - Art. 6. parágrafo 12. do Regulamento da Competição. Bem, o nome da vez saindo da boca de Samuel era de Kastor (Shallon) e alguns colombianos que vieram para o time da Costa e Silva.

Esse modesto blog fez uma inserção no site da ffer e cbf - lá consta o seguinte - o nome Fabiano Kastor e Ronier, realmente estão liberados via on-line pela ffer, mas, e sempre tem um mas, pela cbf ainda não consta o nome de Kastor.
Ah, antes que eu esqueça o atleta RONIER GUEDES DE SOUZA, inscrição 148.023/cbf foi outro que arrebentou na Jornada. Detalhe: RONIER foi inscrito às pressas, liberado e jogou dia 7 de março contra o Ariquemes.

E o BID da CBF somente o liberou dia 9 de março.
Mas o presidente da ffer Sr. Heitor Costa, diz ao blog: "conforme art. 6 e parágrafo 12 a ffer tem autonomia para liberar qualquer jogador, fazer as correções necessárias, preservando o bom andamento da competição".

segunda-feira, 15 de março de 2010

Arnoldo Figarella volta a apitar na Copa BR

Em sorteio realizado na tarde desta segunda(15) na sede da CBF, o árbitro rondoniense Arnoldo Figarella foi o escolhido para trabalhar no jogo entre São José/AP e Goiás/GO, válido pela segunda fase da Copa do BR.

Local: estádio Glicério Marques/ Macapá/AP
data: 17.03.2010 às 21h00
Arnoldo Figarela de RO
A1: Ivo Fernando da Costa do AM
A2: Luis Claudio Rodrigues do AM
4A: José Mario de Souza do AP

Viver o dia-a-dia de um clube de futebol - II

Pois é como estava devendo a parte dois, aqui vai o resultado. Jogo marcado para às 17h00, entre Espigão e Moto, horário cumprido à risca o árbitro Benildo Lima dos Santos trila o apito e os atletas fazem aquela que está sendo considerada a melhor partida das duas rodadas.

Nos primeiros 15' de jogo, o Espigão ataca o Moto se defende e ataca até com mais propriedade que os donos da casa. Pelo lado do Moto, o técnico Lion Silva tirou dois atletas que estiveram na estreia - André Merenda e Vagner - e colocou o Alex Carioca e Marcos Canhoto, bastou essa mexida para o time deslanchar.

Alex Carioca fez três, sim vale repetir três gols no primeiro tempo em favor do Moto. E o torcedor espigoense desacreditou em seu time? Até ai não, porém, sempre tem um porém. No segundo tempo o técnico Tiago Batizoco, fez mudanças em sua equipe e logo aos 6' Geilson de pênalti diminuiu para 1 a 3.

Ai entra o "dedo" do treinador, o que fez o Lion Silva(Moto) colocou Cafu e Vagner, para obstruir os ataques intermitentesdo Espigão, e deu certo o Pipa um dos melhores em campo pelo Moto, acertou o tirambaço fez o quarto gol do time da BR aos 23'.

E o que faltava para abrilhantar essa jornada do alvirubro, claro que o craque do ano passado que acabara de chegar do Ceará, aos 26' somente três minutos do gol de Pipa acabou de vez com as esperanças de Espigão. Pois bem, falo de Marcos Canhoto que entrou como uma luva no esquema do Lion, ele já tinha aplicado um lindo banho no cabeludo Antunes que o torcedor até aplaudiu.

Enfim, um 5 a 1 para ficar na história do futebol rondoniense e também nas estórias dos "peladeiros" como o Marquinhos que é o mordomo do clube, diz que só chuta pedra na lua, mas que é muito competente em seu mister.

domingo, 14 de março de 2010

Viver o dia-a-dia de um clube de futebol

Nestas duas postagens deixo à amostra de meus seis seguidores, o dia-a-dia de um grande clube de futebol. Falo do Moto Esporte Clube, clube que já foi um dos grandes da era amadora do futebol rondoniense, e que agora volta com toda "pinta" de quem vai figurar entre os maiorais do estado.

Fomos designados (eu e o Márcio Dias), narrador da Rádio Caiari para fazermos o jogo entre Espigão do Oeste x Moto, pela segunda rodada do campeonato. Aqui um breve relato desta viagem: saimos de Porto Velho por volta de 15h00 deste sábado (13).

Jantamos em Ji-Paraná por volta de 19h30, neste percurso de PVH a JIPA tudo perfeito, sem problemas, muito papo legal entre os membros da comissão técnica - Lion Silva, Ivan, Babinha, Geraldo, Guido Quetto e Josinaldo.

Ah! Sem esquecer dos craques do time, entre eles: Dida, goleirão que num ato de fé iniciou uma oração para que todos ali presentes fossem acompanhados por Deus e voltassem em paz ao seio de seus familiares.

No meio do caminho, vem o Marcos Canhoto um dos craques do time que faz sua reestreia após uma boa passagem pelo futebol alencarino. Conta coisas boas, e recente do Tiradentes seu último clube. Daí a pouco quem bate papo conosco é o Wagner, considerado também um dos astros do Futsal e que agora presta serviços e bem no futebol de campo.

Nestes bate-papos, nestas conversas bem salutar. Passam por ali, Alex Carioca, Cafu, Roby o Gilberto, que parece bem concentrado para a estreia de logo mais contra o time do Batizoco. E falando em treinador, notei o respeito que os atletas tem pelo Lion Silva que é caladão, mas aqui e acolá ele também solta da suas com seu comandados.

Enfim, chegamos em Espigão do Oeste por volta das 23h00. Hora de se recolher, de descanso total pois domingo é dia de luta, logo mais 17h00 no estádio Luizinho Turatti frente ao perigoso Espigão que começou muito bem o campeonato, conquistando um ponto frente ao campeão VEC, e agora quer de qualquer maneira fazer os três pontos, frente ao campeão da segunda divisão.

E nós, da Caiari vamos estrear também no Luizinho Turatti - logo mais, teremos mais detalhes.

quinta-feira, 11 de março de 2010

Diego Flores somente um detalhe para retornar

Em entrevista ao programa Caiari Esportes nesta terça (9), o supervisor do Clube da Paz - Shallon, João Damasceno falou da possibilidade do retorno do craque de bola Diego Flores.

Um pequeno detalhe porém, está impedindo-o de viajar do Rio Grande do Sul à Rondônia, e é somente o bilhete aéreo. A diretoria do Shallon está se mobilizando, para que Diego apresente-se o mais rápido possível ao técnico Dacosta.

domingo, 7 de março de 2010

Moto Clube estreia com derrota na elite do futebol rondoniense

O Campeão rondoniense da 2a. divisão estreou com derrota na elite do futebol. O jogo aconteceu na tarde/noite deste domingo (7), no "velho" Aluizio Pinheiro Ferreira contra a equipe do Rolim de Moura, placar final 1 x 0 em favor dos visitantes.

A equipe alvirrubra do Moto apesar de um esquema altamente defensiva, foi quem partiu para construir a conquista dos três pontos, logo aos três minutos após um bate-rebate a bola sobra para o grandalhão Wagner que coloca no canto esquerdo do goleiro Jean Carlo, que faz grande defesa.

Aos 9' minutos Pipa leva a bola pelo lado esquerdo do ataque motense, dá voltando e o André Merenda dá uma de Merenda e perde gol feito. Mas quem pensou que o Rolim estava sendo dominado, mero engano pois começa a aparecer a categoria de Fernandinho e a habilidade de Abilio, um dos bons do time da zona da mata.

Aos 28' Fernandinho ficou frente a frente com o goleiro Dida, e colocou a bola na trave esquerda do goleirão do Moto, estava sendo configurado o gol do Rolim. Aos 41' o Rolim consegue fazer seu gol, bobeira total da zaga motense. Um minuto antes, o zagueiro Alfredo houvera feito falta num atacante rolimourense, cobrado rapidamente a falta na cabeça dele Fernandinho que coloca no peito de Gil e fuzila o canto esquerdo baixo de Dida, estava decretado o primeiro e único gol do jogo.

Aliás o primeiro e único válido, pois dai prá frente vem as lambanças dos "homens" de preto. Senão vejamos: por volta de 43' ainda do primeiro tempo, o ala direita Maicon Paulista sozinho dentro de sua área, foi dominar a bola e deu uma ajeitadinha a la Henry (França), Sr. Esmerindo não viu nada.

Vamos ao segundo tempo de jogo: Moto e Rolim, de início sem alterações a não ser aquela do Rolim ainda no primeiro tempo em virtude da torção sofrida por Rilla (Rolim). O Moto pressiona ao Tigre da Zona da Mata, e aos 16' após bola levantada por Pipa o goleiro Jean Carlo não consegue segurar e Alex Carioca coloca de cabeça no fundo da rede adversária, neste lance o árbitro estica o braço assinalando o gol, porém, o assistente número um Túlio Sobreira fica estático em seu lugar, e Esmerindo Ferreira resolve atender seu assistente marca falta no goleiro.

Aos 24' o Moto Clube chega a assinalar mais um gol, e dessa vez mais um absurdo da arbitragem Braúna lança da direita para a esquerda seu companheiro Cafu, que leva a bola à linha de fundo dá voltando Alex Carioca domina sozinho ao goleiro Jean Carlo e faz o gol, e quem fica estático o assistente Túlio Sobreira. Todos do Moto correm prá cima, o árbitro estava bem colocado e sabe mais do que eu, se a bola vem voltando de um cruzamento da linha de fundo, e se o atacante recebeu sozinho atrás da linha da bola, NUNCA existirá o impedimento.

E Mais...

Parabéns ao torcedor motense, apesar da derrota foram ao Aluizão 708 pessoas, sendo 532 que passaram pela catraca eletrônica e 176 utilizaram a "queixo-duro", renda total de R$ 4.740,00.
Próximos jogos: Moto vai a Espigão do Oeste e o Rolim em casa joga contra o VEC - no próximo domingo (14).

Shallon, Rolim e Genus dividem a liderança com três pontos; VEC e Espigão teem um ponto, enquanto Cruzeiro, Ariquemes e Moto ainda estão zerados.

O craque Marcos Canhoto, chegou do aeroporto Jorge Teixeira direto ao Aluizão e viu com calma e serenidade que naquele time tem uma vaga prá ele, contrato batido e assinado, treinando (aliás) jogando ele estava lá no Tiradentes de Fortaleza/CE, e o torcedor gritou o nome do goleador.

Muito atraso e pouco futebol marcam o início do campeonato para a Capital

Exatamente às 19h43 deste sábado(6) teve início o XX campeonato de futebol para Genus e Cruzeiro, no estádio Aluizio Ferreira em Porto Velho. São exatos 13 minutos de atraso do horário estabelecido pelo Depto. Técnico. Será que a culpa cabe ao delegado do jogo? Aos times? Menos ao mandante do jogo, pois o Genus encontrava-se no gramado pelo menos com mais de 30 min de antecedência.

Mas isso é coisa para o TJD começar a julgar os culpados. E o jogo? Um verdadeiro purgante, para quem como eu, saiu lá do bairro Ulisses Guimarães às 18h00 de "buzão" chego ao estádio às 18h55 e, torcendo que o jogo comece no horário anunciado de 19h30 - nada, somente quase 20h00.

Genus e Cruzeiro em campo, muitos fogos por parte da torcida Genocídio, tudo pronto, ai vem uma voz conhecida e diz: "Atenção, atenção, senhoras e senhores está aberto o campeonato rondoniense de futebol profissional de 2010, neste momento os times irão perfilar-se e ouviremos a execução do Hino Nacional".

Sabe aquela coisa do purgante - não que o Hino Nacional seja um purgante, pelo contrário -, mas termos que ouví-lo através do som de uma radiola (é o novo!), é desrespeitar um dos nossos maiores símbolos.

Mas, e o jogo cara-pálida! Um dos meus seis seguidores, já me perguntou ai vai: quem esperava o time vice-campeão, pelo menos com um futebol perto daquele de 2009, quebrou a cara. Vão dizer que é início de temporada, vou dar um desconto. Porém, se não melhorar e muito principalmente a parte física o Genus passa longe do G4.

E o Cruzeiro do Loló, esse sim surpreendeu positivamente. A ideia que se tinha do estrelado, era de que talvez não tivesse os onze para entrar em campo, foi com dificuldade que conseguiram liberar 15 atletas para o jogo.

E o gol. Isso mesmo, um minguado gol do Genus aos 4' do primeiro tempo quando numa cobrança de falta Bauru levantou para dentro da área do Cruzeiro, falhou toda a zaga e Val (Gen) somente tocou e tirou do alcance do goleiro Aranha. 1 x 0 Genus.

Daí somente aos 24' Messias de fora da área chutou forte, e ótima defesa de Aranha. Final do primeiro tempo aos 47' de jogo. Critério do árbitro Almir Caetano, só prá castigar.

Segundo tempo: e o tempo mágico dos 4' agora o Cruzeiro quase faz o empate através de falta bem cobrada por Skull um bom ala do Cruzeiro, Marlon teve que espalmar a escanteio. Aos 9'Bauru chutou forte, arrancou suspiros do torcedor genocidio.

Após os 20'do segundo tempo, só deu Genus. Aos 37' o goleiro Aranha sai atabalhoado e na ponta da grande área lado direito, sem apresentar perigo nenhum de gol em seu desfavor o mesmo derruba o atacante do Genus, pênalti bem marcado por Almir Caetano que não apresentou nem amarelo ao goleiro.

Guilherme que sofrera o pênalti, fora o encarregado e sem paradinha colocou no canto direito de Aranha, que saiu bem e espalmou a bola a lateral.

E Mais...

Genus 1 x 0 Cruzeiro
Local: Estadio Aluizio Ferreira
Público: 307 pagantes
Renda: R$ 2.565,00
Árbitro: Almir Belarmino Caetano
AA1: Marcia Bezerra Caetano
AA2: Cristiano Pereira Lopes
Genus: Marlon; Kiko, Val e Edilson; Bauru, Robson(Bruno Lessa), Embu, Gil e Messias(Maicon),Maciel(Alex) e Guilherme. Téc: Samuel Esteves.
Cruzeiro: Aranha; Skull, Brito, Edinho e Roni; Jackson(Heber) e Pablo, Rafael Muniz, e Ed(Ronaldinho); Welington e Renato. Téc: Roni Silva.

Os melhores em campo:
Genus: Bauru, Messias e Guilherme.
Cruzeiro: Aranha, Skull e Brito.

sábado, 6 de março de 2010

International Board não aprova uso de Tecnologia e a paradinha fica para depois

A IFAB - International Board, em seu 124o. encontro acontecido neste sábado (6) decidiu vetar as experiências tecnológicas para ajudar os árbitros em decisões polêmicas durante uma partida. A entidade deixou de lado sistemas conhecidos como "bola inteligente" e o uso de vídeos.

Além disso, a discussão em torno da paradinha - no momento da cobrança de um pênalti - ficou adiado para maio. "Este é o fim do potencial uso da tecnologia dentro do futebol. A tecnologia não deve entrar no jogo, como ficou bem claro. O elemento humano do futebol é um componente crítico dele. Esta é a beleza do jogo e o que mantém as conversas das pessoas nos bares", afirmou Jérôme Valcke, secretário-geral da FIFA.

Fonte: UOL

sexta-feira, 5 de março de 2010

As Caras novas (e nem tanto) no futebol rondoniense de 2010

A bola rola neste sábado e domingo (6 e 7), e o blog traz uma relação das caras novas - e outras não tão novas -, que desfilarão nos campos de futebol desde 06/03 até 05/06/2010. Bom campeonato a todos.

a) Rolim de Moura: Marcus Vinícius; Maykon Paulista, César, Rila e Guajará; Gerson (Jaimilson), Paulinho, Fialho (Gil) e Fernandinho; Carioca e Abílio./téc. Lourival Cachopa

b) Espigão do Oeste: Charles; Joel, Lucas, Diego e Michel; Rodrigo Antunes, Rincón, Kadu (Danilinho) e Geilson; Aderlan e Regiano./téc: Tiago Batizoco.

c) Moto Clube: Dida; Guarate, Alfredo, Del e Bruno Braúna; Quel, Paulo César, Vagner (Ramón) e Alex Carioca (Ivon); Robby e André Merenda (Gilberto)./téc: Lion Silva

d) VEC: Junior; Luizinho, Braz, Senegal (Rui) e Celinho; Cucaú, Sorbará, Magrão e Marcelo Soares; Augusto César (Edilson) e Souza (Casemiro). Técnico: Ivair Cenci.

e) Ariquemes: Ari (Zanetti); Batista, Marcone e Biro (Cafu); Zezinho, Adelar (Rafael), Fabinho, Reginaldo e Edinho (André Diniz); Cezar e Andrezinho (Kekel)./ Pery Santana.

f) Cruzeiro:Aranha(gol), Benito, Edinho(zag), Fernando Piaui(le), Muniz(mc), Alemão(atac), Edno, Fabinho e Welington.téc. Roni Silva.

g) Shallon: Castor, téc. Dacosta

h) Genus: Marlon, Embu, Grafite./téc. Samuel Esteves.


quarta-feira, 3 de março de 2010

Arbitragem para 1a. rodada do estadual 2010

Primeira rodada/primeira fase/jogos de ida:
Data: 06/03/2010 (sábado)
Hora: 19h30
Estádio: Aluizio Ferreira/Porto Velho
Jogo: Genus x Cruzeiro
Árbitro: Almir Belarmino Caetano
AA1: Márcia Bezerra Lopes Caetano
AA2: Cristiano Pereira Lopes
ARe: Wilson Gonçalves Aquino

Data: o6/03/2010 (sábado)
Hora: 19h30
Estádio: Rosalino Baldin/Cerejeiras
Jogo: VEC x Espigão
Árbitro: Sidnei Pereira Oliveira
AA1: Isaqueo Nunes da Silva
AA2: Gildo da Silva Aguiar
ARe: Jurandir Lico de Camargo


Data: o7/03/2010 (domingo)
Hora: 17h00
Estádio: Aluizio Ferreira/Porto Velho
Jogo: Moto x Rolim de Moura
Árbitro: Esmerindo Ferreira Filho
AA1: Tulio Nells Sobreira
AA2: Roniere Ramon Costa
ARe: Fledes Rodrigues Santos

Data: o7/03/2010 (domingo)
Hora: 17h00
Estádio: Gentil Valério/Ariquemes
Jogo: Ariquemes x Shallon
Árbitro: Benildo Lima dos Santos
AA1: Greice Valdo Rodrigues
AA2: Davi da Silva Oliveira
ARe: José Carlos Sana

Corrida do Fogo é o tema desta terça(19), no Esporte Show

A convidada de hoje no Esporte Show, será Lucelma Cordeiro, ela que faz parte do quadro de oficiais do Corpo de Bombeiros de Rondônia. O te...