sábado, 28 de junho de 2014

Calma Seleção: Respira e Dribla

Em condições normais, deixaria a Copa passar, sem dizer nada. Talvez até preferisse comentar algo sobre o quanto os "protestos" nesse Mundial ajudam a manter a "política profissional" alerta ou coisas assim. Mas vou dizer algo diferente, dessa vez, pelo que senti depois desse primeiro jogo eliminatório.
Seleção Brasileira de Futebol,
Todos os dias -- e por jogar em casa, ainda mais -- seus jogadores e seus treinadores escutam que devem "dar a vida em campo", "que a alma de tod@s @s brasileir@s está com vocês no jogo"... Mas acho que frases como essas podem ser compreendidas de várias maneiras...
Vocês demonstraram ser bons guerreiros, demonstraram que não se entregarão, que "não desistem nunca" -- sem dúvida, isso é um lado de ser Brasil. Nesse sentido, vocês representam todos os nossos sofredores, os 99% que acordam para trabalhar, enfrentam todos os maus serviços públicos, enfrentam a dureza de sobreviver no Terceiro e no Quarto Mundos e ainda tentam, todo dia, fazer com que amanhã seja melhor que ontem. Este é o país do povo que apanha, que sofre, que chora, que é roubado, mas, não se sabe como, arranja esperança de que conseguirá transformar a própria vida e a de tod@s e arranja determinação para fazer isso.
No entanto, falta demonstrar um outro lado importante de ser Brasil: a alegria na adversidade. O sorriso, o humor, a brincadeira. O futebol deste país se tornou conhecido por ser "plástico", por ser "bonito", por revelar "craques". E "craques" são aqueles que fazem uma jogada que ninguém espera. Que desconsertam o adversário. Esse Brasil tentou aparecer contra Camarões, depois recuou. Achou que perderia a seriedade. Pois bem. Percam um pouco a seriedade. É Brasil!
É muito difícil jogar uma Copa em casa. A gente sabe, Seleção. A última vez que um jogador brasileiro precisou ficar tão nervoso foi há 64 anos... Imaginem! Querem um conselho: deixem o nervosismo com a gente. Torcida é pra isso. Torcer é isto: gritar, cantar, pular, roer a unha. Jogar não. Jogar é dar show. É participar num espetáculo. É encantar os outros países, mostrando pedalada, tabelinha, chapéu, elástico, drible da vaca, caneta, lambreta, bicicleta... Essa é a grife brasileira. A Seleção de 1982 ficou na história sem ganhar um Mundial. A seleção de 1970 ficou na história, inclusive por ganhar um Mundial -- mas não apenas, a gente sabe que não.
Portanto, se a Colômbia ganha jogando limpo, driblando, fazendo "gol de placa", vocês pensam que ela aprendeu isso com quem?
É preciso, então, lembrar que não basta ser guerreiro. Tem de ser artista. O coração é garra, mas é emoção também. Se vocês, que "não desistem nunca", mostrarem, agora, talento, habilidade, finta, agilidade, leveza, nós ficaremos felizes. O Brasil continua sendo o país do Carnaval. Não precisamos perder o sorriso para arrumar nossa política, nossos gastos, nossa corrupção. Quase todos os protestos, hoje, são alegres (esqueceram dos cartazes, das músicas?). Há um jeito engraçado até de embaraçar políticos e "cartolas" nas cerimônias. De tirar onda nas redes sociais.
A minha mensagem, portanto, se vocês quiserem essa sexta estrela é‪#‎calmaSeleção‬, brinquem mais em campo, façam aquilo que levou vocês todos para os melhores clubes do futebol mundial e fizeram de vocês atletas (re)conhecidos. Lutem com calma. Há duzentos milhões de nervosos, mas o que a gente quer, de verdade, é que vocês mostrem talento. Gol. Animação. Folia nos pés. Esse é nosso orgulho. Futebol pragmático não é nossa marca.
É muita pressão. É verdade. Mas esqueçam que é Copa, um pouco. Voltem aos campinhos de bairro. Às ruas perto de casa. Aos treinamentos do sub-20. Todos vocês começaram assim. E chegaram tão longe assim..
O autor: Péricles Sousa é Procurador da Fazenda Nacional, atualmente está concluindo em Coimbra/Portugal seu Doutoramento em Direito. Apesar de muito jovem, desde a tenra idade aprecia um bom Futebol e, colabora com o Blog.

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Cacoal e Espigão do Oeste, a bola rola neste sábado(28)

Dando sequência ao calendário pré-estabelecido, a ffer abre o campeonato junior neste sábado,28, em dois municípios: Cacoal e Espigão do Oeste. O campeão será o representante do estado na famosa copa SP de 2015.

O dept. de arbitragens já sorteou os árbitros e escalou os assistentes e delegados dos dois jogos, lembrando que ambos teem início às 17h30.

Em Cacoal. Apita o jogo entre Cacoal x Rolim o experiente Edmar Rodrigues com assistencias de Edson Alves e Hugo Ribeiro.

Já em Espigão o time da casa recebe o Pimentense e terá o comando de Adailton de Sousa com as assistências de: Gilmar Holanda e Valdeli Pedro.

Os estádios serão: Aglair Tonelli e Luizinhi Turatti respectivamente.

terça-feira, 24 de junho de 2014

Atletas reduzem salários

Duas notícias que chamam atenção no futebol do norte: 1) atletas do Ariquemes resolvem ganhar 40% do que recebiam no campeonato rondoniense, para disputar a Série D; 2) o ex-presidente do S.C.Genus, detonou o diretor de competições da ffer por ter perdido o prazo de inscrição, para o sub-20.

Aqui vou eu

1) sabe que é uma bela inovação esta dos atletas do Ariquemes, pense bem: já pensou se eles(atletas) resolvem negociar uma parcela dos valores das rendas - penso que ganha ambas partes -, o Ariqumes com possível subida para a série C e os atletas com a chegada de vitórias, vem o torcedor.

2) aqui só perdem: o Genus que sempre participa de todas competições promovidas pela ffer, o torcedor que fica sem um clube na capital. Por outro lado se não estou enganado, a ffer havia publicado um calendário de atividades no início do ano.

Só pra fechar

E porque todos os clubes do interior conseguiram a tempo? Será que esta falta de comunicação não está acontecendo é dentro do S.C. Genus?

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Sport Club Genus começa a se despedir de competições oficias

Saiu a tabela oficial do campeonato de juniores. A FFER dando sequencia ao seu calendário pré estabelecido, colocou seis clubes interessados em conquistar a primeira colocação e, consequentemente a Copa SP do proximo ano.

Quem observar com maiores detalhes, verá que a capital saiu definitivamente  do circuito futebolístico. Antes o Moto já havia desistido, agora até o Genus e também o maior campeão do estado o Ji-Paraná FC, assim não dá...

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Queda de braço entre Falcão e Aécio da CBFS, deu...

... O presidente da CBFS - Confederação Brasileira de Futebol de Salão - Aécio de Borba Vasconcelos, após 35 anos à frente da entidade criada por ele em 1979 e, após várias denúncias de irregularidades, inclusive com um dossiê elaborado por Falcão neste ano de 2014. O atleta chegou a dizer que não vestiria mais a camisa amarelinha da seleção, enquanto o cearense estivesse à frente da CBFS...
 
... Neste domingo(8), com a participação de 25 Federações fora homologado tanto a RENÚNCIA oficial de Aécio, assim como aprovação dos nomes de Renan Tavares para a presidência e Louise Bedê para a vice-presidência administrativa da CBFS, até o final de 2017 quando finalizaria o mandato da gestão anterior...
 
... Apesar do ato do Sr. Aécio Vasconcelos, o craque Falcão não confirma se voltará à seleção brasileira logo. O jogador quer mais, p.ex. que não seja indicado um novo gestor por Assembleia e sim por eleição direta. "Foi sim um presente de aniversário", disse Falcão que completou 38a no domingo, dia da saída de Aécio...

sábado, 7 de junho de 2014

Ofício nº 08 do Ariquemes FC confirma o time na disputa da Série D

Apraz de cumprimentar Vossa Excelência vimos através do presente, CONFIRMAR a participação do Ariquemes Futebol Clube no Campeonato Brasileiro da Série D do ano de 2014. Este o teor do ofício assinado pelo Presidente Alex Sarkis, encaminhado ao Presidente da FFER Dr. Heitor Costa, nesta sexta-feira,6.
 
O vice-campeão rondoniense estreia dia 20 de julho em casa contra o representante 1 acriano. A tabela já divulgada pela CBF incluiu o Ariquemes no Grupo A1 com mais cinco clubes, aliás serão 7 Grupos de 5 clubes e um de 6, justamente o A1 com: Acre (Rio Branco e rep. 1), Amazonas (Princesa do Solimões), Amapá (Santos), Roraima (São Raimundo) e Rondônia (Ariquemes).
 
A Tabela para o grupo A1
 
dia 20 de julho: Ariquemes x Acre 1
dia 27 de julho: S. Raimundo-RR x Ariquemes
dia 03 de agost: Ariquemes x Princesa do Solimões-AM
 
dia 10 de agost: Rio Branco-AC x Ariquemes
dia 17 de agost: Santos-AP x Ariquemes
dia 24 de agost: Ariquemes x Santos-AP
 
dia 31 de agost: Princesa do Solimões-AM x Ariquemes
dia 07 de setem Ariquemes x Rio Branco-AC
dia 14 de setem  Ariquemes x S. Raimundo-RR
 
dia 21 de setem Acre 1 x Ariquemes. Serão 10 rodadas, todas aos domingos. O Ariquemes FC joga fora de casa na 4ª e 5ª rodada, porém, tem na 8ª e 9ª amplas possibilidades de ir até o Acre na última rodada da 1ª fase já classificado. Por que não?






quarta-feira, 4 de junho de 2014

Férias...

O blogueiro está em merecidas férias...O Blog não, porisso teremos noticias logo, logo da Série D para Rondônia.

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Reminiscências de um sábado de decisão

Imagino que quase tudo foi falado com relação ao jogão de bola da final do campeonato rondoniense. Final histórica de um dos mais disputados dos últimos anos. Agora já foram disputados 24 edições: VEC e Ariquemes já chegaram a 12 finais - metade e metade - vejam:

O VEC em  2005, 2008, 2009, 2010, 2013 e 2014. Não ganhou em 2008, já o Ariquemes disputou as finais de 1993, 1994, 1996, 2010, 2011 e 2014, ganhou em 93 e 94. Embora sejam useiros e vezeiros em chegar ao último jogo, este ano foi apenas a segunda vez que ambos se encontraram.

Ao longo da história ambos se encontraram 18 vezes. O VEC leva grande vantagem com 9 vitórias e, somente 3 do Ariquemes - dias 07/5/2009, 21/4/2013 e 16/3/2014 -, o VEC não ganhava do Ariquemes desde maio de 2012.

A classificação final do campeonato em termos de gols marcados: VEC, Ariquemes e Pimentense todos fizeram 25 gols cada time. O saldo de gols do campeão foi igual ao saldo de Ariquemes e Pimentense somados (18 gols). A defesa do VEC tomou somente 7 gols em 16 jogos, média de 0,4 gol/jogo.

Mais alguns dados...

O dirigentes Natal Jacob esteve presente em todos os cinco títulos do VEC, e nunca foi presidente. O projeto é aumentar a capacidade do estádio Portal da Amazônia e, se o Ariquemes desistir da Série D o VEC tem interesse sim, mesmo sabendo que o representante legal seria o 3º colocado etc...

Falei com o presidente Alex Sarkis do Ariquemes, ele disse que sem apoio não entra na Série D. Vai preparar o time para 2015. 

A seleção do ano para este Blogueiro: Dalton(VEC), Rocha(Ariq) e Thiago(Genus) os goleiros; Murilo(Ariq) e Portela(VEC) lateral direito; Tayron(VEC), Kaique(Rolim), Wagner Leonardeli(Ariq) e Douglas(Piment) zagueiros; Edson Bahia(Ariq) e Ricardo(Gen) lateral esquerdo; Marinho(VEC) e Ronald(Piment) volantes; Valtinho(VEC) e Paulinho(Rolim) meia direito; Edilsinho(VEC) e Diego Siqueira(Ariq) meia esquerda; Souza(Ariq) e Cabixi(VEC) atacantes.

Árbitros: Arnoldo Figarella e Túlio Sobreira; assistentes: Márcia Caetano, Reginaldo Melo, Valdebrânio Silva. Dirigentes: Alex Sarkis e Natal Jacob; Técnico: Marcos Birigui; Atletas revelações: Thiago, Fernandinho, Roger todos do Sport Club Genus.

Torcida do Lobo do Cerrado compareceu em massa
 

Final do jogo em Vilhena

SC Genus anuncia mais três novidades

A equipe do Genus continua se reforçando para a temporada 2019. Neste domingo(16), o Diretor Investidor Nilton Rocha em conjunto com o técn...