Pular para o conteúdo principal

Reminiscências de um sábado de decisão

Imagino que quase tudo foi falado com relação ao jogão de bola da final do campeonato rondoniense. Final histórica de um dos mais disputados dos últimos anos. Agora já foram disputados 24 edições: VEC e Ariquemes já chegaram a 12 finais - metade e metade - vejam:

O VEC em  2005, 2008, 2009, 2010, 2013 e 2014. Não ganhou em 2008, já o Ariquemes disputou as finais de 1993, 1994, 1996, 2010, 2011 e 2014, ganhou em 93 e 94. Embora sejam useiros e vezeiros em chegar ao último jogo, este ano foi apenas a segunda vez que ambos se encontraram.

Ao longo da história ambos se encontraram 18 vezes. O VEC leva grande vantagem com 9 vitórias e, somente 3 do Ariquemes - dias 07/5/2009, 21/4/2013 e 16/3/2014 -, o VEC não ganhava do Ariquemes desde maio de 2012.

A classificação final do campeonato em termos de gols marcados: VEC, Ariquemes e Pimentense todos fizeram 25 gols cada time. O saldo de gols do campeão foi igual ao saldo de Ariquemes e Pimentense somados (18 gols). A defesa do VEC tomou somente 7 gols em 16 jogos, média de 0,4 gol/jogo.

Mais alguns dados...

O dirigentes Natal Jacob esteve presente em todos os cinco títulos do VEC, e nunca foi presidente. O projeto é aumentar a capacidade do estádio Portal da Amazônia e, se o Ariquemes desistir da Série D o VEC tem interesse sim, mesmo sabendo que o representante legal seria o 3º colocado etc...

Falei com o presidente Alex Sarkis do Ariquemes, ele disse que sem apoio não entra na Série D. Vai preparar o time para 2015. 

A seleção do ano para este Blogueiro: Dalton(VEC), Rocha(Ariq) e Thiago(Genus) os goleiros; Murilo(Ariq) e Portela(VEC) lateral direito; Tayron(VEC), Kaique(Rolim), Wagner Leonardeli(Ariq) e Douglas(Piment) zagueiros; Edson Bahia(Ariq) e Ricardo(Gen) lateral esquerdo; Marinho(VEC) e Ronald(Piment) volantes; Valtinho(VEC) e Paulinho(Rolim) meia direito; Edilsinho(VEC) e Diego Siqueira(Ariq) meia esquerda; Souza(Ariq) e Cabixi(VEC) atacantes.

Árbitros: Arnoldo Figarella e Túlio Sobreira; assistentes: Márcia Caetano, Reginaldo Melo, Valdebrânio Silva. Dirigentes: Alex Sarkis e Natal Jacob; Técnico: Marcos Birigui; Atletas revelações: Thiago, Fernandinho, Roger todos do Sport Club Genus.

Torcida do Lobo do Cerrado compareceu em massa
 

Final do jogo em Vilhena

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Atacante Gabriel Henrique está de partida do SC Genus

Virada do ano já começa bem movimentado pelo lado do time Aurigrená da Capital. Primeiro a polêmica das camisas para 2018, com dois escudos: Genus/Avaí, e hoje(2/jan) a desistência do ótimo atacante Gabriel Henrique, 21 anos, que recebeu uma proposta muito boa de Alagoas.
O novo time de Gabriel chama-se Santa Rita, é da cidade de Boca da Mata e fundado em 25/05/1974. O atleta estava com pré-contrato com SC Genus, para o ano de 2018. (Gabriel Henrique está saindo do Genus - foto: Fanpage do Clube)

Guajará fez Gato e Sapato do Urso

Falta de aviso não foi. Deixar tudo para a última hora, deu no que deu. Agora é juntar os cacos e tentar pontuar fora de casa. O jogo em si não foi um espetáculo por parte do Guajará, o time do Tinho Damasceno tem alguns atletas interessantes, que jogam juntos há algum tempo - não falo no Guajará, mas que ele Tinho trouxe sempre em dupla - por exemplo os dois meias Bibio e Tatico, os atacantes Marcos Bahia e Jaiminho, a zaga com Diego Norberto - seguro, pra passar por ele tem que ter moral.
Sabe qual tinha sido a última vitória do Guajará no estadual? Justamente no dia 1º de abril do ano passado, quando venceu ao Galo da BR por 3 a 1 lá no João Saldanha - e não é que seja o dia consagrado à mentira - pois não é que o Glorioso, quase um ano depois faz 3 a 1 no Genus e no velho Aluizão.
Antes dos primeiros 2 minutos de jogo Marcos Bahia recebeu em profundidade de Bibio, passou pelo meio da zaga do Genus derivando para o lado direito, chutou com força rasteiro no canto direito do goleiro G…

Atletas de Porto Velho são titulares em times goianos

Recebi a informação e, claro que passo à frente. Vários atletas de Porto Velho estão integrados a algumas equipes do futebol goiano: Isaac, volante dos bons no Goiânia; Gabriel, zagueiro no Abecat; Pablo, meia no Abecat; Isaias, atacante rápido pelas pontas no Abecat e Wendell, meia está no Vila Nova. (Wendell camisa 10 é de Porto Velho - foto: facebook)
Alguns disputam a Taça Mané Garrincha que tem o patrocínio da FGF - Federação Goiana de Futebol -, as categorias vão de sub-17 ao sub-19. Nesta quarta-feira,23, já tivemos a estreia de Wendell pelo Vila Nova onde ajudou o Tigrão a fazer 3 a 0 no Hidrolândia. (Vila Nova-GO categorias Sub-17 - foto: facebook)