sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

A saída de Janio Guerreiro do Genus, merece uma explicação do Blog

Manhã de sexta-feira(14), após a publicação por parte deste humilde Blog, da saída do atleta Janio Guerreiro do time Aurigrená da capital rondoniense, a caixa de mensagens ou de notificações no facebook do blogueiro simplesmente "bombou" com vários torcedores do Genus, querendo saber o motivo da palavra "dispensado" utilizado por este cabeça-chata.

(Foto: arquivo pessoal do ex-árbitro Wilson Aquino)

Na verdade eu tinha esta informação desde a terça-feira(11), dos cinco primeiros a deixar o clube e, a primeira vista ou melhor dizendo estava escrito por mim, assim: a relação dos dispensados são estes...etc...e tal. Com relação ao atleta citado aqui, ele que naquele domingo não jogou contra o Cabral FC - fez somente voltas ao redor do campo -, reforçou meu pensamento torto de que o mesmo estaria contundido.

Mas, como o próprio nome diz: Janio Guerreiro, ele estava simplesmente reforçando seu poderio muscular para fazer sua estreia contra o Ji-Paraná FC no próximo dia 23. Coisa que não vai mais acontecer em virtude de seu pedido de afastamento do clube por motivos pessoais - como é pessoal vamos respeitar a decisão do Guerreiro.

Durante o dia de hoje(sexta-feira), entrei em contato com Janio mas ele foi irredutível, somente deixou um recado de respeito e admiração, por: Evaldo, Sr. Gladstone, Sr. Gregorio, Edney, Tais Leite e o Sr. Geraldo, quanto a torcida Genocídio ele disse que um dia ainda volta a vestir a camisa do Genus.

Para deixar bem claro essa explicação, fui conversar com três torcedores do Genus para falar sobre Janio Guerreiro:

Evaldo Silva, ex-presidente do time e hoje um colaborador; "conheço o atleta Janio Guerreiro, sei de sua capacidade e competência, foi o próprio atleta que pediu para voltar à sua cidade. Tendo portas abertas para voltar ao clube, lamentável que hajam outras conversas. Se fosse por minha vontade de torcedor ele não iria embora, por isso reputo minha consideração, respeito e admiração pelo atleta Janio".

Gerson Saraiva; "em 2010 ele foi peça chave daquele timaço do Genus. Íntegro e raçudo. Volante dos bons. Larga bagagem no futebol nordestino e também no Amazonas. Força para que ele seja bem feliz para onde for".

Tais Leite; "trabalhei na Assessoria de Imprensa do Genus, na época em que nosso capitão Janio Guerreiro, sem desmerecer os outros atletas chegava a derramar literalmente seu sangue pelo Genus, pra mim foi uma surpresa essa notícia no seu Blog Pereira, e fico contente por que foi ele que solicitou a saída e não como foi noticiado".



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sub-20: SC Genus goleia o Porto Club, com três gols de Caio Leite

Fim dos jogos de ida do Grupo A do Sub-20, para: Porto Club e SC Genus, jogo das 20h desta quinta-feira,19, de julho dia nacional de futebo...