Pular para o conteúdo principal

Elizeu Cabral e Evaldo Silva falam do ótimo momento vivido pelo Sport Club Genus

Noite de quinta-feira(11/9), local Rádio Caiari. Sabatinados: Elizeu Cabral (Diretor de Futebol do Genus) e Evaldo Silva (ex-presidente e atual colaborador do Genus). Sabe que essa palavra sabatina ou sabatinar está em pleno uso, e o significado dela no caso das duas personalidades citadas cai muito bem. 

Sabatinar - dar ensinamento profundo, detalhados de determinado assuntos -, enquanto isso para determinados candidatos. Meu Deus! 

Elizeu Cabral: "desde o momento que fechei um acordo com o Genus, foi acertado que em algum momento teríamos um encontro de horários entre os jogadores do Cabral FC e algum jogo do Genus"

"O Ronan e o Pinóquio estavam liberados para jogar uma final de campeonato. É tanto que o Pinóquio somente jogou um tempo e veio pro jogo, já o Ronan ficou para decidir nos pênaltis".

"O Cabral FC está saindo de uma competição forte para dar atenção total ao Genus nestas duas últimas partidas da Série D".

"Parcerias serão sempre bem-vindas agora, não era o momento de anunciar nomes ou posições até porque para entrar no time do Genus hoje, tem que ralar muito".

"Campeonato estadual do próximo ano, não tem nada acertado. O que acertei com a diretoria foi a Série D e vou cumprir".

"Com relação a treinador. Não existe Zé nem Manoel, existe sim uma Comissão Técnica eficiente com; Deutz, Zé Francisco e Babinha todos trabalhando em prol do Genus".

Já o Sr. Evaldo Silva, disse: "a FFER tem total liberdade de imprimir, distribuir, vender e saber dos resultados negativos/positivos com relação aos borderôs".

"Quando foi falado a vinda de dois atletas para a Série D, eram; Fernandinho e Roger, ambos com passe preso ao Agente deles o Sr. Mario Augusto".

"Esses mesmos atletas que hoje fazem o maior sucesso na equipe, foram liberados pelo técnico Neneca e foram sondados por Ionay da Luz e Saturnino Neto".

"Então eu Evaldo tinha o dever e a consciência de trazê-los para o Genus. Que bom, que veio até o Cabral, essa parceria vai ser muito duradora".

"Olha desde o Copão da Amazônia que o Genus não fazia uma campanha tão perfeita como esta agora".

"Veja bem, se Vereador, Deputado, Senador participam, colaboram de seus times de coração porque eu não posso cooperar com o meu time do peito que é o aurigrená".

Ao final da entrevista (ops!) da sabatina, os dois convocaram o torcedor a comparecer domingo no Aluizão a partir das 18h, jogão do Genus x S. Raimundo-RR.

(da esq. p/dir; LuisCarlosPereira, Sandeimar Medeiros, Evaldo Silva, Elizeu Cabral e Iomar Pompeu. Foto: Arquivo)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rondoniense de 17 anos vai disputar o concorrido Sub-20 em SP

Olha que notícia maravilhosa. Vem daqui de perto do distrito de Jaci-Paraná, a 80 km de Porto Velho, um filho do distrito chamado Jardson Medeiros, zagueiro de 1,85 m com 17 anos, pé esquerdo, pelo visto um prodígio - na acepção da palavra -, daqueles com habilidades próprias para pessoas com mais idade.
Acompanhe o histórico de Jardson: foi bicampeão da copa treze sub-15 pelo Avaí-PVH; em 2015 disputou o sub-16 pelo SC Genus; já o ano passado foi campeão do Interdistrital pela seleção de Jaci-Paraná, quando foi muito elogiado pela postura em campo e personalidade.
Desta temporada o garoto começou a viajar. Entenda-se viajando para fazer o que mais gosta, e sabe fazer. Foi para Confins-MG, disputou o campeonato mineiro sub-17 pelo Bonsucesso EC, sucesso garantido seu time foi eliminado na semifinal mineira. Algumas equipes de base da terra de Tiradentes tentaram ficar com o zagueiro.
Porém, seu destino acabou sendo São Paulo, primeiro jogou pelo Osvaldo Cruz FC, interior paulista. Ao vol…

Atacante Gabriel Henrique está de partida do SC Genus

Virada do ano já começa bem movimentado pelo lado do time Aurigrená da Capital. Primeiro a polêmica das camisas para 2018, com dois escudos: Genus/Avaí, e hoje(2/jan) a desistência do ótimo atacante Gabriel Henrique, 21 anos, que recebeu uma proposta muito boa de Alagoas.
O novo time de Gabriel chama-se Santa Rita, é da cidade de Boca da Mata e fundado em 25/05/1974. O atleta estava com pré-contrato com SC Genus, para o ano de 2018. (Gabriel Henrique está saindo do Genus - foto: Fanpage do Clube)

Tanaka faz acordo amigável e dá adeus ao Periquito

Foram somente três minutos vestindo a camisa oficial do RSC. Falo de Alessandro Tanaka, camisa 16 que entrou ao final do jogo entre RSC 0 x 0 Cuiabá pela Copa Verde, no último domingo. O ambiente no ninho do periquito já não estava legal para o atleta estrela de Guajará-mirim, ontem, segunda-feira entornou de vez.
E, agora à tarde o rápido atacante Tanaka, entrou em acordo com a diretoria do clube, e deu adeus ao RSC. Agora vem a surpresa maior. Sabe para onde voa o Tanaka, ou melhor, sai do ninho do periquito e vai para o Acre, isso mesmo o novo clube será no estado do Acre. E quem pensava no Tanaka no Galo da BR, tire o cavalo da chuva.
O blog chegou a conversar com Eder Marques, um dos diretores do Jipa, e ele assim se expressou: "Luis, na verdade era intenção da gente trazer o Tanaka para cá, como foi um acordo amigável e ele resolveu ir para o Acre, que seja feliz não vamos entrar em leilão". (Tanaka deixou o RSC nesta terça(7), vai para o Acre)