Pular para o conteúdo principal

Sub-16: canhotos definem dentro de campo, e torcida aprova nas arquibancadas

Foi aberto oficialmente o campeonato juvenil sub-16, na manhã deste domingo(28). Quando o presidente da FFER Heitor Costa, após a execução dos hinos do Brasil e de Rondônia disse: "está aberto oficialmente o campeonato  juvenil sub-16". Ai a bola rolou para R-1 EC e Rondônia EC.

Em campo as duas mais jovens equipes filiadas à Federação de Futebol do Estado de Rondônia. Os primeiros 40min - aliás mais de 45min, pois nem o árbitro Servílio Patrício e nem seus assistentes sabiam que o tempo de jogo para o sub-16 é de 40 e 40 -, pois bem nesta primeira etapa só deu REC.

(Rondônia EC - foto: Alexandre Almeida)

Nem parecia que jogava em casa o R-1 EC, muitos passes errados. Parecia com os nervos à flor da pele os garotos de vermelho comandos por Ronald Lage. A pressão era grande principalmente em cima do garoto Alexandre nº 4 que foi "amarelado" e chegou a ser substituído ainda no primeiro tempo.

(R-1 EC - foto: Alexandre Almeida)

Pelo time de branco do REC, prevalecia a força do capitão Alemão, a boa performance de Osvaldo e a categoria de um Léo Mineiro, do Wesley nº 10 e a esperteza do canhoto, Matheus Castro. E falando de canhoto aos 18min falta no bico da grande área do goleiro Gabriel (R-1), por lá: Wesley e Matheus Castro, coube a este colocar com perfeição no canto superior esquerdo de Gabriel. 

O primeiro gol do Rondônia Esporte Clube em competição oficial. Para alegria da torcida do Curumim. Neste diapasão e com amplo domínio do REC foi assim o primeiro tempo, pelo menos até os 40min pois os últimos 5min o R-1 quase empata.

(R-1 com 9 atletas na defensiva - foto: LuisCarlosPereira)

Segunda etapa. Uma outra história, enquanto o técnico Ronald Lage saiu de seu tradicional sistema tático 1-3-5-2 e voltou no 1-4-3-3, ou seja, aumentou o poderio de ataque. O técnico Guido Quêtto por seu lado esperava um contra-ataque - a famosa bola do jogo -, levou um tremendo sufoco. Sorte que a pontaria do R-1 não estava para colocar a bola nos fundos das redes.

Essa indefinição perdurou até os 37min, quando após a marcação de uma falta em favor do R-1 o atleta Leandro Bu nº 7 de pé esquerdo, quase do mesmo local onde aconteceu o primeiro gol fez de maneira indefensável o empate de 1 a 1.

Vale acrescentar que o atleta Matheus Castro do REC fez uma falta aos 12min e recebeu amarelo, logo em seguida 1min o mesmo atleta fez nova falta e, recebeu o 2º amarelo e, logicamente acompanhado do cartão vermelho.

No mais parabenizar aos mais de 400 torcedores que foram ao estádio - e digo sem medo de errar - tinha mais torcida do REC do que o próprio R-1. O R-1 EC volta a jogar no próximo sábado(4), às 9h contra o Genus, a equipe do REC que faz uma excursão até Rio Branco/AC, volta a jogar dia 11 de outubro.

(Torcida no DNA do Futebol - foto: LuisCarlosPereira)

Ficha Técnica

R-1 EC 1 x 1 REC
Sub-16
Estádio DNA do Futebol
Horário: 9h do dia 28/9/14
Árbitro: Servilio Patricio 
Assistentes: Reginaldo Alves de Melo e Cristiano P. Lopes

R-1 EC
Gabriel; Alexandre(Guilherme), Eduardo(William), Serginho, Daniel e J. Victor; Leandro Bu, Pedro e Wilton; Alexandre Jr e Izac. Téc: Ronald Lage

REC
Mateus Cruz; Teco(André), Alemão, Luis Carlos e Pantoja; Osvaldo, Welington, Leo Mineiro(Isaac) e Wesley(Rafinha); Gomes(Lucas) e Matheus Castro. Téc: Guido Quêtto

Gols: Matheus Castro(18'/1º/T/REC) e Leandro Bu(37'/2º/T/R-1)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Atacante Gabriel Henrique está de partida do SC Genus

Virada do ano já começa bem movimentado pelo lado do time Aurigrená da Capital. Primeiro a polêmica das camisas para 2018, com dois escudos: Genus/Avaí, e hoje(2/jan) a desistência do ótimo atacante Gabriel Henrique, 21 anos, que recebeu uma proposta muito boa de Alagoas.
O novo time de Gabriel chama-se Santa Rita, é da cidade de Boca da Mata e fundado em 25/05/1974. O atleta estava com pré-contrato com SC Genus, para o ano de 2018. (Gabriel Henrique está saindo do Genus - foto: Fanpage do Clube)

Guajará fez Gato e Sapato do Urso

Falta de aviso não foi. Deixar tudo para a última hora, deu no que deu. Agora é juntar os cacos e tentar pontuar fora de casa. O jogo em si não foi um espetáculo por parte do Guajará, o time do Tinho Damasceno tem alguns atletas interessantes, que jogam juntos há algum tempo - não falo no Guajará, mas que ele Tinho trouxe sempre em dupla - por exemplo os dois meias Bibio e Tatico, os atacantes Marcos Bahia e Jaiminho, a zaga com Diego Norberto - seguro, pra passar por ele tem que ter moral.
Sabe qual tinha sido a última vitória do Guajará no estadual? Justamente no dia 1º de abril do ano passado, quando venceu ao Galo da BR por 3 a 1 lá no João Saldanha - e não é que seja o dia consagrado à mentira - pois não é que o Glorioso, quase um ano depois faz 3 a 1 no Genus e no velho Aluizão.
Antes dos primeiros 2 minutos de jogo Marcos Bahia recebeu em profundidade de Bibio, passou pelo meio da zaga do Genus derivando para o lado direito, chutou com força rasteiro no canto direito do goleiro G…

Atletas de Porto Velho são titulares em times goianos

Recebi a informação e, claro que passo à frente. Vários atletas de Porto Velho estão integrados a algumas equipes do futebol goiano: Isaac, volante dos bons no Goiânia; Gabriel, zagueiro no Abecat; Pablo, meia no Abecat; Isaias, atacante rápido pelas pontas no Abecat e Wendell, meia está no Vila Nova. (Wendell camisa 10 é de Porto Velho - foto: facebook)
Alguns disputam a Taça Mané Garrincha que tem o patrocínio da FGF - Federação Goiana de Futebol -, as categorias vão de sub-17 ao sub-19. Nesta quarta-feira,23, já tivemos a estreia de Wendell pelo Vila Nova onde ajudou o Tigrão a fazer 3 a 0 no Hidrolândia. (Vila Nova-GO categorias Sub-17 - foto: facebook)