Pular para o conteúdo principal

Copa do Brasil de FF: com gol polêmico Genus faz UM a zero no Assemurb-AC e passa de fase

O futebol feminino do estado de Rondônia faz história. E que  história. A equipe do Genus sempre desacreditada, desde a disputa do estadual quando ganhou do Espigão na casa do adversário e sagrou-se campeã de 2014. 

Dai vem os problemas de sempre, sem estádio para mandar seus jogos em nível nacional. Vem o bom time da Assemurb-AC e, dentro do velho aluizão, embaixo de um sol de torrar miolos, o Genus não jogou bem. Viu uma Isabela salvar um pênalti que seria o 1º gol das visitantes, viu uma Flávia fazer um golaço de fora da área e, mais um pênalti em favor das acrianas bater na trave. Enfim, 1 a 1 o placar do jogo e em casa.

Vem a semana para tentar a classificação fora de casa, como foi em dezembro. O time perde logo dois apoios fortes do início da campanha: Lion Silva (técnico) e Christian Santos (prep. físico). Pensa que o time arrefeceu, nada. Quem tem uma Viviane, Sirly, Silvana, Juliane, Angelina, Isabela, Isamara, Karine, Ariana, Rosinha, Helen, Evelin, Monique Correa, Geraldo, Zé Francisco e Babinha, não abre nem para o trem.

O trem seria a Assemurb? Nada disso, o que se viu hoje foi um time aguerrido não dando espaços ao time acriano, em nenhum momento pela narração de Paulo Roberto, com reportagens de Alberto Casas e Paulo Henrique, ainda o ótimo plantonista Damião Viana, que trouxeram as emoções desse jogo pela Rádio Difusora Acreana e, daqui fizemos a conexão com a Rádio futebol do Norte.

Pelo menos mandando os principais lances, pois por problemas nosso da Radio FN não conseguimos e pensar que seria esta nossa transmissão inaugural e torcendo pelo bom andamento do time aurigrená. Mas, como o Genus gosta de emoções o gol segundo os companheiros da Rádio citada, a bola não entrou totalmente e, isto a Monique autora do gol disse que realmente "entrou a metade", ora, ora, se estávamos necessitando de pelo menos meio gol - o juizão validou - e estamos na 2ª fase.



Que venha o Vitória de PE. Hoje o time pernambucano goleou o União-RN por 5 a zeros. Fica a pergunta no ar. Aluizão? Onde mandaremos o jogo se já andam falando que o velho Aluizão vai abaixo nesta semana de carnaval. Duvido!!

Complementando a postagem às 23h10

Na verdade o Genus como 1º colocado do grupo 14, irá formar o grupo 23 na segunda fase junto com o vencedor do grupo 13 União-AL ou América-PE, que decidem nesta quinta-feira,12. No primeiro jogo deu empate em 2 a 2.

Ficha Técnica do Jogo
Assemurb/AC 0 x 1 SC Genus/RO

Assemurb: Sol; Valéria, Cristiane, Tatiana e Adriana; Daniela, Caroline, Josilene e Neide; Jucelia e Milcilene. Téc: Socorro Siqueira.

Genus: Iza: Angelina, Ariana (Elen)(Karina), Josiane e Adelaine; Viviane, Rosane, Flaviana e Isamara; Monique Correa e Karina. Téc: Silvana Menezes.

Gol: Monique Correa (Gen) aos 44' 2ºT 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rondoniense de 17 anos vai disputar o concorrido Sub-20 em SP

Olha que notícia maravilhosa. Vem daqui de perto do distrito de Jaci-Paraná, a 80 km de Porto Velho, um filho do distrito chamado Jardson Medeiros, zagueiro de 1,85 m com 17 anos, pé esquerdo, pelo visto um prodígio - na acepção da palavra -, daqueles com habilidades próprias para pessoas com mais idade.
Acompanhe o histórico de Jardson: foi bicampeão da copa treze sub-15 pelo Avaí-PVH; em 2015 disputou o sub-16 pelo SC Genus; já o ano passado foi campeão do Interdistrital pela seleção de Jaci-Paraná, quando foi muito elogiado pela postura em campo e personalidade.
Desta temporada o garoto começou a viajar. Entenda-se viajando para fazer o que mais gosta, e sabe fazer. Foi para Confins-MG, disputou o campeonato mineiro sub-17 pelo Bonsucesso EC, sucesso garantido seu time foi eliminado na semifinal mineira. Algumas equipes de base da terra de Tiradentes tentaram ficar com o zagueiro.
Porém, seu destino acabou sendo São Paulo, primeiro jogou pelo Osvaldo Cruz FC, interior paulista. Ao vol…

Atacante Gabriel Henrique está de partida do SC Genus

Virada do ano já começa bem movimentado pelo lado do time Aurigrená da Capital. Primeiro a polêmica das camisas para 2018, com dois escudos: Genus/Avaí, e hoje(2/jan) a desistência do ótimo atacante Gabriel Henrique, 21 anos, que recebeu uma proposta muito boa de Alagoas.
O novo time de Gabriel chama-se Santa Rita, é da cidade de Boca da Mata e fundado em 25/05/1974. O atleta estava com pré-contrato com SC Genus, para o ano de 2018. (Gabriel Henrique está saindo do Genus - foto: Fanpage do Clube)

Tanaka faz acordo amigável e dá adeus ao Periquito

Foram somente três minutos vestindo a camisa oficial do RSC. Falo de Alessandro Tanaka, camisa 16 que entrou ao final do jogo entre RSC 0 x 0 Cuiabá pela Copa Verde, no último domingo. O ambiente no ninho do periquito já não estava legal para o atleta estrela de Guajará-mirim, ontem, segunda-feira entornou de vez.
E, agora à tarde o rápido atacante Tanaka, entrou em acordo com a diretoria do clube, e deu adeus ao RSC. Agora vem a surpresa maior. Sabe para onde voa o Tanaka, ou melhor, sai do ninho do periquito e vai para o Acre, isso mesmo o novo clube será no estado do Acre. E quem pensava no Tanaka no Galo da BR, tire o cavalo da chuva.
O blog chegou a conversar com Eder Marques, um dos diretores do Jipa, e ele assim se expressou: "Luis, na verdade era intenção da gente trazer o Tanaka para cá, como foi um acordo amigável e ele resolveu ir para o Acre, que seja feliz não vamos entrar em leilão". (Tanaka deixou o RSC nesta terça(7), vai para o Acre)