Pular para o conteúdo principal

Copa do Brasil de FF: com gol polêmico Genus faz UM a zero no Assemurb-AC e passa de fase

O futebol feminino do estado de Rondônia faz história. E que  história. A equipe do Genus sempre desacreditada, desde a disputa do estadual quando ganhou do Espigão na casa do adversário e sagrou-se campeã de 2014. 

Dai vem os problemas de sempre, sem estádio para mandar seus jogos em nível nacional. Vem o bom time da Assemurb-AC e, dentro do velho aluizão, embaixo de um sol de torrar miolos, o Genus não jogou bem. Viu uma Isabela salvar um pênalti que seria o 1º gol das visitantes, viu uma Flávia fazer um golaço de fora da área e, mais um pênalti em favor das acrianas bater na trave. Enfim, 1 a 1 o placar do jogo e em casa.

Vem a semana para tentar a classificação fora de casa, como foi em dezembro. O time perde logo dois apoios fortes do início da campanha: Lion Silva (técnico) e Christian Santos (prep. físico). Pensa que o time arrefeceu, nada. Quem tem uma Viviane, Sirly, Silvana, Juliane, Angelina, Isabela, Isamara, Karine, Ariana, Rosinha, Helen, Evelin, Monique Correa, Geraldo, Zé Francisco e Babinha, não abre nem para o trem.

O trem seria a Assemurb? Nada disso, o que se viu hoje foi um time aguerrido não dando espaços ao time acriano, em nenhum momento pela narração de Paulo Roberto, com reportagens de Alberto Casas e Paulo Henrique, ainda o ótimo plantonista Damião Viana, que trouxeram as emoções desse jogo pela Rádio Difusora Acreana e, daqui fizemos a conexão com a Rádio futebol do Norte.

Pelo menos mandando os principais lances, pois por problemas nosso da Radio FN não conseguimos e pensar que seria esta nossa transmissão inaugural e torcendo pelo bom andamento do time aurigrená. Mas, como o Genus gosta de emoções o gol segundo os companheiros da Rádio citada, a bola não entrou totalmente e, isto a Monique autora do gol disse que realmente "entrou a metade", ora, ora, se estávamos necessitando de pelo menos meio gol - o juizão validou - e estamos na 2ª fase.



Que venha o Vitória de PE. Hoje o time pernambucano goleou o União-RN por 5 a zeros. Fica a pergunta no ar. Aluizão? Onde mandaremos o jogo se já andam falando que o velho Aluizão vai abaixo nesta semana de carnaval. Duvido!!

Complementando a postagem às 23h10

Na verdade o Genus como 1º colocado do grupo 14, irá formar o grupo 23 na segunda fase junto com o vencedor do grupo 13 União-AL ou América-PE, que decidem nesta quinta-feira,12. No primeiro jogo deu empate em 2 a 2.

Ficha Técnica do Jogo
Assemurb/AC 0 x 1 SC Genus/RO

Assemurb: Sol; Valéria, Cristiane, Tatiana e Adriana; Daniela, Caroline, Josilene e Neide; Jucelia e Milcilene. Téc: Socorro Siqueira.

Genus: Iza: Angelina, Ariana (Elen)(Karina), Josiane e Adelaine; Viviane, Rosane, Flaviana e Isamara; Monique Correa e Karina. Téc: Silvana Menezes.

Gol: Monique Correa (Gen) aos 44' 2ºT 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rondoniense de 17 anos vai disputar o concorrido Sub-20 em SP

Olha que notícia maravilhosa. Vem daqui de perto do distrito de Jaci-Paraná, a 80 km de Porto Velho, um filho do distrito chamado Jardson Medeiros, zagueiro de 1,85 m com 17 anos, pé esquerdo, pelo visto um prodígio - na acepção da palavra -, daqueles com habilidades próprias para pessoas com mais idade.
Acompanhe o histórico de Jardson: foi bicampeão da copa treze sub-15 pelo Avaí-PVH; em 2015 disputou o sub-16 pelo SC Genus; já o ano passado foi campeão do Interdistrital pela seleção de Jaci-Paraná, quando foi muito elogiado pela postura em campo e personalidade.
Desta temporada o garoto começou a viajar. Entenda-se viajando para fazer o que mais gosta, e sabe fazer. Foi para Confins-MG, disputou o campeonato mineiro sub-17 pelo Bonsucesso EC, sucesso garantido seu time foi eliminado na semifinal mineira. Algumas equipes de base da terra de Tiradentes tentaram ficar com o zagueiro.
Porém, seu destino acabou sendo São Paulo, primeiro jogou pelo Osvaldo Cruz FC, interior paulista. Ao vol…

Vila Nova FC - GO contrata dois do futebol rondoniense

Um é "veterano" dos seus 34 anos, mas a função talvez exija uma pessoa dessa estirpe, com formação superior em Ciências Contábeis; foi observador da base do próprio Vila Nova; trabalhou como Coordenador de Esportes e, portanto, na formação do Rondoniense SC onde sagrou-se campeão do 1º turno de 2016 no Periquito do Ulisses Guimarães - com às mãos nas costas -, depois saiu e foi especializar-se em Coaching na área esportiva, lá em Manaus-AM.
Falo de Welmer  Bueno(f), que já assumiu o cargo de Coordenador Geral da Base do Vila. Os objetivos traçados para o time goiano são alvissareiros e factiveis, senão vejamos: 1) tornar a base do Vila Nova, uma base profissional; 2) captar recursos financeiros para viabilizar todo o projeto; e 3) trabalhar a formação e liderança da equipe, captação de jogadores para a base, disciplina e compromisso. Falando em compromisso, a primeira grande batalha do Vila é a Copa SP com início dia 3 de janeiro próximo. (Welmer Bueno - reprodução/facebook)
A …

Tanaka faz acordo amigável e dá adeus ao Periquito

Foram somente três minutos vestindo a camisa oficial do RSC. Falo de Alessandro Tanaka, camisa 16 que entrou ao final do jogo entre RSC 0 x 0 Cuiabá pela Copa Verde, no último domingo. O ambiente no ninho do periquito já não estava legal para o atleta estrela de Guajará-mirim, ontem, segunda-feira entornou de vez.
E, agora à tarde o rápido atacante Tanaka, entrou em acordo com a diretoria do clube, e deu adeus ao RSC. Agora vem a surpresa maior. Sabe para onde voa o Tanaka, ou melhor, sai do ninho do periquito e vai para o Acre, isso mesmo o novo clube será no estado do Acre. E quem pensava no Tanaka no Galo da BR, tire o cavalo da chuva.
O blog chegou a conversar com Eder Marques, um dos diretores do Jipa, e ele assim se expressou: "Luis, na verdade era intenção da gente trazer o Tanaka para cá, como foi um acordo amigável e ele resolveu ir para o Acre, que seja feliz não vamos entrar em leilão". (Tanaka deixou o RSC nesta terça(7), vai para o Acre)