segunda-feira, 22 de junho de 2015

Brilhou: Sport Club Genus traz a Copa Verde para Porto Velho

E o Genus heim! Entrou em campo neste domingo no Portal da Amazônia, já na condição de campeão do returno. Entrou e saiu com brilhantismo. Teve um atleta expulso ainda no primeiro tempo e, outros "amarelados" pelo péssimo homem de preto - ou melhor de azul -, no final ainda foi penalizado com o gol de empate do VEC em condições duvidosas.

Postura tática perfeita, dos comandados de Pontin - aliás, o time se apresentou melhor hoje do que na quinta-feira passada -, o goleirão Dida esteve impecável. A zaga mais uma vez com um miolo perfeito não dando chances ao ataque do VEC. Meio de campo, vai ser difícil tirar o Vitão dali, Alex para quem o criticou no primeiro jogo, hoje andou fazendo lançamentos de até 50 metros.

E o forte do Genus reside nos dois homens de frente, onde Tcharles mais uma vez infernizou os zagueiros do VEC, e o pequeno craque Fernandinho que só é parado na base da pancada. Pancada que o medíocre apitador fingia que não via, para ter-se uma ideia foi necessário tirar o Fernandinho no intervalo do jogo.

Quem pensou que o Profº faria igual a um certo Dunga, ou seja, povoar a defensiva do Genus. Nada disso, Pontin coloca então Pemaza e as características de ataque mudam completamente. Aos 16 minutos quando o VEC estava no ataque e Edilsinho tenta um lançamento na direita, Dodô lateral esquerdo do Genus se antecipa, rouba a bola e entrega para Alex. Este lança para Tcharles que na corrida ganha da zaga do VEC e bate rasteiro no canto esquerdo de Naldo. VEC 0 x 1 Genus.

Se o empate de zero a zero já dava o turno para o Genus, imagine agora com a vitória na casa do adversário. Tenho que ressaltar a jogada do gol do Genus, bem trabalhada - de treino mesmo -, porque digo isso: porquê 15 minutos depois uma réplica da mesma jogada, só que a bola caiu nos pés de Pemaza.

A bola procura, e quem é do ramo de centro-avante a intenção maior é claro que é o gol. Já peguei no pé do Pemaza no jogo passado lembram? Quando eu disse que ele poderia ter feito o segundo gol do Genus no Aluizão com um chute na "orelha" da bola. Dessa vez ele fez tudo direitinho, homem de força, de pique, ganhou na corrida e na saída do ótimo goleiro Naldo colocou no mesmo cantinho que Tcharles fez aos 16', desta vez Naldo colocou a escanteio.

A pergunta que fica é: será que o Pemaza desse uma olhadinha para sua esquerda e tocasse para Tcharles, não estaria ali decretada a derrota do VEC por 2 a 0. E não haveria impedimento, pois na pior das hipóteses o Pemaza estaria tocando a bola para trás.

Nestas alturas do campeonato o VEC já era puro coração com: Sousa, Salatiel, Cabixi e Roalase no ataque. O Genus se defendia sem o goleiro Dida, mas com Johnatan sem comprometer. E o juizão queria jogo para mostrar seu alto grau de "caseiro" autorizou mais seis(6) minutos. Isso mesmo um apitador 51 minutos. O VEC empatou já nos acréscimos, pelo lance na TV o goleiro do Genus até para porque Cabixi recebeu a bola de cabeça e, em posição duvidosa empata aos 49'.

Placar final

VEC 1 x 1 Genus, com este resultado o Genus sagra-se campeão do 2º turno. Placar agregado Genus 2 x 1 VEC. Agora vem a decisão do campeonato em duas partidas entre os mesmos times de hoje, a primeira dia 28/6 e a segunda dia 05/7.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arbitragem para 3ª rodada do Sub-20

A Comissão de Arbitragem da Federação de Futebol do Estado de Rondônia (FFER), divulga a escala dos árbitros e assistentes para os jogos vá...