Pular para o conteúdo principal

Rondoniense como bom anfitrião decidiu o jogo nos primeiros 45 minuntos

E tudo que foi falado com relação ao local do jogo de Rondoniense e Ariquemes, pelo campeonato sub-20 foi de água abaixo. O que se viu no CT Lago do Tucunaré foi: um ótimo campo de jogo, PMs e Ambulância durante todo o jogo, muita gente compareceu - vários pais e familiares de atletas - e, muitos profissionais da Imprensa Esportiva da capital.

O jogo em si - como os comentaristas falam, foi de dois tempos distintos -, ora é claro que são dois tempos de 45 min, o deste sábado conforme presença do blogueiro foi de uma intensidade fora do comum por parte do anfitrião. O placar de 3 a 0 no primeiro tempo fala tudo, e graças ao bom goleiro Eduardo do Ariquemes. E o Tucunaré mostrou como se trabalha como anfitrião, como sabe respeitar e receber adversários.


Por lá também a presença do presidente do RSC o Sr. Ailton Artur, muito feliz pela vitória e o caminho que o clube projeta para chegar a uma Copa SP, e consequentemente o profissional do próximo ano. Ainda dessas presenças - reencontrei no CT o ex-presidente do TJD-RO, Dr. Edmar Silva Santos, advogado brilhante e agora também presta serviços ao Jurídico do Rondoniense.

Claro que não serei idiota de afirmar que ali dá pra suportar um Rondoniense e Genus. Mas, e sempre tem um mas, os outros jogos do grupo A pode mandar todos no Ulisses Guimarães, sim. Por que não! Ainda fico pensando o porquê do último jogo desta volta contra o Real Desportivo, será no Aluizio Ferreira. Mas falo já, sobre este último jogo.

Neste sábado volto a afirmar, jogando em casa com a intensidade que foi os primeiros 45 minutos, com harmonia, entendimento, marcação homem a homem, três atacantes - com Kelvin, Mineiro e Charles -, com o camisa 7 Wilton Jr sendo o termômetro da equipe, com Bú batendo falta daquele jeito um meio de zaga seguro, onde Théo a cada dia se aprimorando mais e o Kaíque aproveitando até pra golear.

O que esperar de um elenco desses? No mínimo, no mínimo a garra do primeiro tempo. O resultado de vitória ou de elaboração de um gol vem por osmose. Portanto, de parabéns o Tucunaré pela excelente vitória de 3 a 0 e, no segundo tempo como bom anfitrião que é. Não tirou o pé, mas assegurou o placar.

Com relação ao Ariquemes FC, apresenta muitos bons valores como o caso do goleiro Eduardo, o zagueiro Weslei, o baixinho Natanael, o parrudo bom de bola Eduardo Biscola e o Rafael Ferraço, podem muito bem fazer parte do elenco profissional do Tambaqui no próximo campeonato.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rondoniense de 17 anos vai disputar o concorrido Sub-20 em SP

Olha que notícia maravilhosa. Vem daqui de perto do distrito de Jaci-Paraná, a 80 km de Porto Velho, um filho do distrito chamado Jardson Medeiros, zagueiro de 1,85 m com 17 anos, pé esquerdo, pelo visto um prodígio - na acepção da palavra -, daqueles com habilidades próprias para pessoas com mais idade.
Acompanhe o histórico de Jardson: foi bicampeão da copa treze sub-15 pelo Avaí-PVH; em 2015 disputou o sub-16 pelo SC Genus; já o ano passado foi campeão do Interdistrital pela seleção de Jaci-Paraná, quando foi muito elogiado pela postura em campo e personalidade.
Desta temporada o garoto começou a viajar. Entenda-se viajando para fazer o que mais gosta, e sabe fazer. Foi para Confins-MG, disputou o campeonato mineiro sub-17 pelo Bonsucesso EC, sucesso garantido seu time foi eliminado na semifinal mineira. Algumas equipes de base da terra de Tiradentes tentaram ficar com o zagueiro.
Porém, seu destino acabou sendo São Paulo, primeiro jogou pelo Osvaldo Cruz FC, interior paulista. Ao vol…

Atacante Gabriel Henrique está de partida do SC Genus

Virada do ano já começa bem movimentado pelo lado do time Aurigrená da Capital. Primeiro a polêmica das camisas para 2018, com dois escudos: Genus/Avaí, e hoje(2/jan) a desistência do ótimo atacante Gabriel Henrique, 21 anos, que recebeu uma proposta muito boa de Alagoas.
O novo time de Gabriel chama-se Santa Rita, é da cidade de Boca da Mata e fundado em 25/05/1974. O atleta estava com pré-contrato com SC Genus, para o ano de 2018. (Gabriel Henrique está saindo do Genus - foto: Fanpage do Clube)

Tanaka faz acordo amigável e dá adeus ao Periquito

Foram somente três minutos vestindo a camisa oficial do RSC. Falo de Alessandro Tanaka, camisa 16 que entrou ao final do jogo entre RSC 0 x 0 Cuiabá pela Copa Verde, no último domingo. O ambiente no ninho do periquito já não estava legal para o atleta estrela de Guajará-mirim, ontem, segunda-feira entornou de vez.
E, agora à tarde o rápido atacante Tanaka, entrou em acordo com a diretoria do clube, e deu adeus ao RSC. Agora vem a surpresa maior. Sabe para onde voa o Tanaka, ou melhor, sai do ninho do periquito e vai para o Acre, isso mesmo o novo clube será no estado do Acre. E quem pensava no Tanaka no Galo da BR, tire o cavalo da chuva.
O blog chegou a conversar com Eder Marques, um dos diretores do Jipa, e ele assim se expressou: "Luis, na verdade era intenção da gente trazer o Tanaka para cá, como foi um acordo amigável e ele resolveu ir para o Acre, que seja feliz não vamos entrar em leilão". (Tanaka deixou o RSC nesta terça(7), vai para o Acre)