Pular para o conteúdo principal

Genus e Rondoniense não conseguem desgarrar

Rodada de número 4 do rondoniense 2017 neste domingo(2), chamada também dos clássicos.

O primeiro dos quatro jogos foi no sábado(1º), com o clássico dos desesperados entre Guajará 3 x 1 Ji-Paraná FC.

No domingo, só empate: Barça 0 x 0 VEC, Real 1 x 1 Ariquemes e Genus 2 x 2 RSC.

Enquanto a bola rolava aqui no Aluizão e em Vilhena no mesmo horário às 16h, em Ariquemes o jogo começou às 17h.

No Aluizão quem começou bem foi o Genus, isso durou menos de 15' pois ai por volta dos 14' Pemaza(RSC), recebeu um lançamento de Quintino e foi em velocidade em direção ao gol.

Bom zagueiro do Genus, Hurtado por trás derruba o atacante e, pênalti que ele mesmo cobrou e abriu o placar aos 15'.

O jogo cresceu muito de emoções, para um estádio vazio, aos 28' Gabriel(Gen) viu Álisson no meio da zaga, e cruzou no pé de Álisson, ele ajeitou e mandou uma bomba no canto direito de Biro. 

Era o empate do aurigrená. Aos 32', ou seja, 3' após o empate em 1 x 1 Paulão cruza uma bola na cabeça de Alesson - comentários de que havia impedimento -, o assistente e o árbitro não viram assim, ele ajeita a bola com açúcar para Careca.

Era o 1 a 2 para o Periquito. Placar que prevaleceu até o final do 1º tempo.

Intervalo

Na volta para o segundo tempo, nenhum dos chefes mudou o time. Foi a vez do RSC mostrar eficiência e por duas vezes quase amplia o placar.

A preocupação do Elias Santana, é com relação a contusões. Neste jogo, via-se claramente o peso da jornada do RSC, com jogos na quarta e domingo.

Saíram sentindo, os atletas: Biro, Paulão e Quintino, agora relaxar que o foco passa a ser a Copa Verde já na próxima quarta,05.

Enquanto isso, o Barcelona perdia pênalti no Portal da Amazônia. No Aluizão, o jogo era bom, Elias chama Wesley. Este entra na vaga de Hércules.

Sangue novo e mais duas alterações no RSC: sai Careca e entra Fernandinho, depois ele saca Careca e Fernandinho entra no seu lugar, quase no apito final de Fledes, Elias tira o Pemaza e coloca Tanaka.

Aos 44' - olha os minutos finais e preocupantes - para o Periquito. Mais uma vez o time sofre empate. Luciano Mourão o iluminado - dessa vez não foi Vágner Léo - recebeu uma bola na ponta da grande área do lado direito de seu ataque.

Com muita facilidade, deriva para o lado esquerdo - e quem disse que ele não chuta de esquerda - mandou um belo chute cruzado no canto esquerdo rasteiro de Biro. Era 0 2 a 2.

Bom jogo, para um estádio vazio - pena aplicada ao Genus -, lá em Vilhena o jogo terminava como no início, sem mexer no placar.

Em Ariquemes a partida já estava no começo do segundo tempo: 0 x 1 Ariquemes, esse placar magrinho representava o que os 22 atletas não mostraram para sair um vencedor. Aos 38' o experiente Bida fez um golaço de fora da Área, final: Real 1 x 1 Ariquemes.

Com esses resultados, a classificação ficou assim: Barcelona e Real Ariquemes, os dois juntinhos em 1º e 2º; Ariquemes e VEC, os dois com 5 pontos ganhos, 3º e 4º lugares. Se a fase de classificação terminasse hoje RSC e Genus estariam na 5ª e 6º agarradinhos e misturado. 

Na "rabeira" da classificação em 7º e 8º justamente Jipa e Guajará.

Próxima rodada com novidades no dia 9 de abril

Barcelona x Guajará às 10h da manhã; Ariquemes x RSC (17h30); Jipa x VEC e Genus x Real às 16h.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rondoniense de 17 anos vai disputar o concorrido Sub-20 em SP

Olha que notícia maravilhosa. Vem daqui de perto do distrito de Jaci-Paraná, a 80 km de Porto Velho, um filho do distrito chamado Jardson Medeiros, zagueiro de 1,85 m com 17 anos, pé esquerdo, pelo visto um prodígio - na acepção da palavra -, daqueles com habilidades próprias para pessoas com mais idade.
Acompanhe o histórico de Jardson: foi bicampeão da copa treze sub-15 pelo Avaí-PVH; em 2015 disputou o sub-16 pelo SC Genus; já o ano passado foi campeão do Interdistrital pela seleção de Jaci-Paraná, quando foi muito elogiado pela postura em campo e personalidade.
Desta temporada o garoto começou a viajar. Entenda-se viajando para fazer o que mais gosta, e sabe fazer. Foi para Confins-MG, disputou o campeonato mineiro sub-17 pelo Bonsucesso EC, sucesso garantido seu time foi eliminado na semifinal mineira. Algumas equipes de base da terra de Tiradentes tentaram ficar com o zagueiro.
Porém, seu destino acabou sendo São Paulo, primeiro jogou pelo Osvaldo Cruz FC, interior paulista. Ao vol…

Atacante Gabriel Henrique está de partida do SC Genus

Virada do ano já começa bem movimentado pelo lado do time Aurigrená da Capital. Primeiro a polêmica das camisas para 2018, com dois escudos: Genus/Avaí, e hoje(2/jan) a desistência do ótimo atacante Gabriel Henrique, 21 anos, que recebeu uma proposta muito boa de Alagoas.
O novo time de Gabriel chama-se Santa Rita, é da cidade de Boca da Mata e fundado em 25/05/1974. O atleta estava com pré-contrato com SC Genus, para o ano de 2018. (Gabriel Henrique está saindo do Genus - foto: Fanpage do Clube)

Tanaka faz acordo amigável e dá adeus ao Periquito

Foram somente três minutos vestindo a camisa oficial do RSC. Falo de Alessandro Tanaka, camisa 16 que entrou ao final do jogo entre RSC 0 x 0 Cuiabá pela Copa Verde, no último domingo. O ambiente no ninho do periquito já não estava legal para o atleta estrela de Guajará-mirim, ontem, segunda-feira entornou de vez.
E, agora à tarde o rápido atacante Tanaka, entrou em acordo com a diretoria do clube, e deu adeus ao RSC. Agora vem a surpresa maior. Sabe para onde voa o Tanaka, ou melhor, sai do ninho do periquito e vai para o Acre, isso mesmo o novo clube será no estado do Acre. E quem pensava no Tanaka no Galo da BR, tire o cavalo da chuva.
O blog chegou a conversar com Eder Marques, um dos diretores do Jipa, e ele assim se expressou: "Luis, na verdade era intenção da gente trazer o Tanaka para cá, como foi um acordo amigável e ele resolveu ir para o Acre, que seja feliz não vamos entrar em leilão". (Tanaka deixou o RSC nesta terça(7), vai para o Acre)