Pular para o conteúdo principal

Encerrada a 5ª rodada com um zero a zero insosso e desencontros na arbitragem

Foi um jogo digamos, bem insosso. Apesar do apelo, mais uma vez do Real solicitar a  presença do torcedor com um kg de alimento não perecível, para trocar pela entrada no Valerião - ah, sem o sal - taí o ingrediente que faltou. Bem, se foi de gosto amargo para o Real empatar a quarta seguida, tendo que ouvir ligeiros gritos de vaias do torcedor.

Para o Genus não. Apesar de que pelo relato do ótimo narrador Amauri e comentários brilhantes de Alexandre Jabá - ambos da Rádio Verde Amazônia -, nas entrelinhas deu pra deduzir, se teve um time que merecia melhor sorte, ou que produziu um pouco mais, este time foi o Genus. Mas como eu digo, um empate fora de casa ficou de bom tamanho.

O bom é que o aurigrená vem crescendo na hora certa. No momento de definição dos quatro semifinalistas, hoje faltando duas rodadas para se conhecer quem vai à semi, o Genus chegou na terceira colocação com 8 pontos, dois atrás de Barça. Ou seja, o Genus pode até pensar ainda em ganhar o turno e, decidir em casa. Falta jogar com o Guajará e VEC(*) no aluizão.

Bem, o placar final foi zero a zero. Quando falei em desencontros na arbitragem, anotem ai: mais uma vez em um jogo envolvendo o Real Ariquemes, os árbitros teimam em entrar em campo com o material quase igual ao do Furacão. Lembro que em Porto Velho, o trio somente foi mudar as camisas no intervalo do jogo, mesmo assim demoraram uma eternidade.
(Os árbitros com material diferente somente meiões, bandeiras e a bola - créd: Alexandre Jabá - clique para ampliar)

Outro "desencontro", pra não chamar outra palavra diz respeito ao atendimento do atleta Hurtado do Genus - a ambulância teve que se deslocar até um PA próximo ao Valerião - para exame mais detalhado ao colombiano, e neste intervalo de tempo o árbitro deu sequência ao jogo. Não consta que havia outra ambulância no estádio. E ai, Comissão de Arbitragem.

(*) Corrigindo: o jogo será contra o Barcelona FC

A classificação ficou assim

No 2º turno

1º) Barça 10 pts
2º) VEC 10 pts
3º) Genus 08 pts
4º) Jipa 07 pts
5º) Real 07 pts
6º) Ariquemes 06 pts
7º) RSC 03 pts
8º) GEC 01 pt.

No GERAL

1º) Barça 26 pts
2º) Real 24 pts
3º) VEC 18 pts
4º) Genus 16 pts
5º) RSC 14 pts
6º) Ariquemes 13 pts
7º) Jipa 12 pts 
8º) GEC 01 pt.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rondoniense de 17 anos vai disputar o concorrido Sub-20 em SP

Olha que notícia maravilhosa. Vem daqui de perto do distrito de Jaci-Paraná, a 80 km de Porto Velho, um filho do distrito chamado Jardson Medeiros, zagueiro de 1,85 m com 17 anos, pé esquerdo, pelo visto um prodígio - na acepção da palavra -, daqueles com habilidades próprias para pessoas com mais idade.
Acompanhe o histórico de Jardson: foi bicampeão da copa treze sub-15 pelo Avaí-PVH; em 2015 disputou o sub-16 pelo SC Genus; já o ano passado foi campeão do Interdistrital pela seleção de Jaci-Paraná, quando foi muito elogiado pela postura em campo e personalidade.
Desta temporada o garoto começou a viajar. Entenda-se viajando para fazer o que mais gosta, e sabe fazer. Foi para Confins-MG, disputou o campeonato mineiro sub-17 pelo Bonsucesso EC, sucesso garantido seu time foi eliminado na semifinal mineira. Algumas equipes de base da terra de Tiradentes tentaram ficar com o zagueiro.
Porém, seu destino acabou sendo São Paulo, primeiro jogou pelo Osvaldo Cruz FC, interior paulista. Ao vol…

Vila Nova FC - GO contrata dois do futebol rondoniense

Um é "veterano" dos seus 34 anos, mas a função talvez exija uma pessoa dessa estirpe, com formação superior em Ciências Contábeis; foi observador da base do próprio Vila Nova; trabalhou como Coordenador de Esportes e, portanto, na formação do Rondoniense SC onde sagrou-se campeão do 1º turno de 2016 no Periquito do Ulisses Guimarães - com às mãos nas costas -, depois saiu e foi especializar-se em Coaching na área esportiva, lá em Manaus-AM.
Falo de Welmer  Bueno(f), que já assumiu o cargo de Coordenador Geral da Base do Vila. Os objetivos traçados para o time goiano são alvissareiros e factiveis, senão vejamos: 1) tornar a base do Vila Nova, uma base profissional; 2) captar recursos financeiros para viabilizar todo o projeto; e 3) trabalhar a formação e liderança da equipe, captação de jogadores para a base, disciplina e compromisso. Falando em compromisso, a primeira grande batalha do Vila é a Copa SP com início dia 3 de janeiro próximo. (Welmer Bueno - reprodução/facebook)
A …

Tanaka faz acordo amigável e dá adeus ao Periquito

Foram somente três minutos vestindo a camisa oficial do RSC. Falo de Alessandro Tanaka, camisa 16 que entrou ao final do jogo entre RSC 0 x 0 Cuiabá pela Copa Verde, no último domingo. O ambiente no ninho do periquito já não estava legal para o atleta estrela de Guajará-mirim, ontem, segunda-feira entornou de vez.
E, agora à tarde o rápido atacante Tanaka, entrou em acordo com a diretoria do clube, e deu adeus ao RSC. Agora vem a surpresa maior. Sabe para onde voa o Tanaka, ou melhor, sai do ninho do periquito e vai para o Acre, isso mesmo o novo clube será no estado do Acre. E quem pensava no Tanaka no Galo da BR, tire o cavalo da chuva.
O blog chegou a conversar com Eder Marques, um dos diretores do Jipa, e ele assim se expressou: "Luis, na verdade era intenção da gente trazer o Tanaka para cá, como foi um acordo amigável e ele resolveu ir para o Acre, que seja feliz não vamos entrar em leilão". (Tanaka deixou o RSC nesta terça(7), vai para o Acre)