Pular para o conteúdo principal

TJD: Servílio Patrício pode pegar gancho de UM ano, e atleta do Efeito Suspensivo nem entra na pauta

O Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) publicou edital de citação e intimação, para sessão de instrução e julgamento que será realizada, na quinta-feira,22, às 18h no Plenário do TJD, no mesmo prédio da FFER em Porto Velho-RO.

No total cinco processos em pauta: nºs 008; 010; 015; 016 e 022/TJD-17. Alguns detalhes chamam atenção - 1º) no processo nº 008 um dos denunciados o atleta Marcos Paulo Rodrigues (Marcão) da equipe do Genus, ele está incurso no Art. 258, II, do CBJD.

2º) processo nº 010 jogo: Barcelona e Ariquemes, realizado no dia 30/04/2017, denunciado Rogério de Souza Jorge, ATLETA do Genus - Art. 258, II, do CBJD (detalhe: vejam qual foi o jogo, e a Procuradoria ainda afirma que é ATLETA do Genus).

Tem mais...,

Quem lembra da decisão do presidente do TJD em conceder Efeito Suspensivo em favor do atleta Vagner Andrelino Júnior do Real Ariquemes, justamente para jogar contra o Genus no primeiro jogo da semifinal no Aluizão.

Pois bem, ao mesmo tempo em que liberava o atleta para aquele jogo, o presidente encaminhava à Procuradoria do TJD, URGÊNCIA no tocante a incluir o referido atleta no Processo nº 022/TJD-17, e eis que o último processo a ser julgado na próxima quinta-feira, nem aparece o nome do até então liberado Vagner Jr, como aparece o árbitro Servilio Patrício CITADO e incurso no Art. 266 do CBJD.

Processo nº 022/TJD/17 - Jogo: Guajará x Real Desportivo, realizado no dia 07/06/2017, válido pelo campeonato rondoniense sicoob série A - 2017.

Denunciados

Anderson Pereira Ortiz - Atleta do GEC - Art. 254-A do CBJD
Servilio Patricio Oliveira - Árbitro da partida - Art. 266 do CBJD
Johny Wilian dos Santos - Atleta do GEC - Art. 254-A do CBJD
Guajará Esporte Clube - Art. 191, III, do CBJD

O que diz os artigos mais pesados destes denunciados

Art. 258, II - Assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou ética desportiva e II - desrespeitar os membros da equipe de arbitragem, ou reclamar desrespeitosamente contra suas decisões.
PENA - Suspensão de um a seis jogos. 
O atleta citado (Marcão do Genus) foi expulso por reincidência de cartão amarelo.

Art. 266 - Deixar de relatar as ocorrências disciplinares da partida. Impossibilitar ou dificultar, deturpar os fatos ocorridos ou fazer contar fatos que não tenha presenciado.
PENA - Suspensão de 30 a 360 dias, cumulada com multa de 100 a 1.000 reais.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rondoniense de 17 anos vai disputar o concorrido Sub-20 em SP

Olha que notícia maravilhosa. Vem daqui de perto do distrito de Jaci-Paraná, a 80 km de Porto Velho, um filho do distrito chamado Jardson Medeiros, zagueiro de 1,85 m com 17 anos, pé esquerdo, pelo visto um prodígio - na acepção da palavra -, daqueles com habilidades próprias para pessoas com mais idade.
Acompanhe o histórico de Jardson: foi bicampeão da copa treze sub-15 pelo Avaí-PVH; em 2015 disputou o sub-16 pelo SC Genus; já o ano passado foi campeão do Interdistrital pela seleção de Jaci-Paraná, quando foi muito elogiado pela postura em campo e personalidade.
Desta temporada o garoto começou a viajar. Entenda-se viajando para fazer o que mais gosta, e sabe fazer. Foi para Confins-MG, disputou o campeonato mineiro sub-17 pelo Bonsucesso EC, sucesso garantido seu time foi eliminado na semifinal mineira. Algumas equipes de base da terra de Tiradentes tentaram ficar com o zagueiro.
Porém, seu destino acabou sendo São Paulo, primeiro jogou pelo Osvaldo Cruz FC, interior paulista. Ao vol…

Atacante Gabriel Henrique está de partida do SC Genus

Virada do ano já começa bem movimentado pelo lado do time Aurigrená da Capital. Primeiro a polêmica das camisas para 2018, com dois escudos: Genus/Avaí, e hoje(2/jan) a desistência do ótimo atacante Gabriel Henrique, 21 anos, que recebeu uma proposta muito boa de Alagoas.
O novo time de Gabriel chama-se Santa Rita, é da cidade de Boca da Mata e fundado em 25/05/1974. O atleta estava com pré-contrato com SC Genus, para o ano de 2018. (Gabriel Henrique está saindo do Genus - foto: Fanpage do Clube)

Tanaka faz acordo amigável e dá adeus ao Periquito

Foram somente três minutos vestindo a camisa oficial do RSC. Falo de Alessandro Tanaka, camisa 16 que entrou ao final do jogo entre RSC 0 x 0 Cuiabá pela Copa Verde, no último domingo. O ambiente no ninho do periquito já não estava legal para o atleta estrela de Guajará-mirim, ontem, segunda-feira entornou de vez.
E, agora à tarde o rápido atacante Tanaka, entrou em acordo com a diretoria do clube, e deu adeus ao RSC. Agora vem a surpresa maior. Sabe para onde voa o Tanaka, ou melhor, sai do ninho do periquito e vai para o Acre, isso mesmo o novo clube será no estado do Acre. E quem pensava no Tanaka no Galo da BR, tire o cavalo da chuva.
O blog chegou a conversar com Eder Marques, um dos diretores do Jipa, e ele assim se expressou: "Luis, na verdade era intenção da gente trazer o Tanaka para cá, como foi um acordo amigável e ele resolveu ir para o Acre, que seja feliz não vamos entrar em leilão". (Tanaka deixou o RSC nesta terça(7), vai para o Acre)