quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Semifinal do Sub-16: Dois jogos, duas histórias

Aconteceu na noite desta terça-feira, 8, os dois jogos da semifinal do Metropolitano Sub-16. E quem foi ao Aluizão com certeza saiu de lá esperançoso de que, muito em breve veremos esses jovens talentos portovelhenses fazendo sucesso no futebol profissional.

No primeiro jogo da rodada tivemos Rondoniense Social Clube jogando contra a equipe do Gênus/Daniel Neri. Para quem como o Rondoniense que no início deste Metropolitano chegou a ganhar de seu adversário por goleada, pensou-se que seria a mesma moleza. Nada disso, o Gênus surpreendeu e chegou até a abrir o marcador com Hugo, porém, ainda no primeiro tempo Gabriel empatou para o time azul do Ulisses Guimarães.

Final do primeiro jogo: 1 a 1. Os dois técnicos "escalam" então os cobradores dos pênaltis, pelo lado do Rondoniense - números 8, 3, 7, 20 e 11 e do Gênus 8, 11, 7, 17 e 1 -, começa o Gênus o número 8 (perde), o número 11 (faz), o 7 (faz), os números 17 e 1 (perdem). Pelo lado do Rondoniense, números 8, 7 e 20 (fazem), o número 3 (perde) e o número 11 nem cobra. Ganha o Rondoniense por 3 a 2 nos pênaltis.

Ficha do jogo: Rondoniense com, Anderson; Gedean, Mateus, Edson, Sávio e Leonardo; Gabriel, Geovani e Jorge Luis (expulso); Alan e Léo. Téc: Raimundo Tadeu. 
Gênus: Carlos; Frank, Alan, Ronaldo, Anderson e Infia; Reginaldo, Bolinha e Marcus; Túlio e Hugo. Téc: José Francisco. 

Segundo jogo da noite. E que jogão! 

Em campo, SantosPVH e A.C.C.D (Associação Centro de Convivência Desportiva). Também a história desses dois aponta uma goleada do Santos lá no princípio do campeonato. Mas a noite era diferente para o time verde da ACCD, o sonho de chegar à grande final contra o rondoniense já classificado na preliminar. 

O time peixeiro sob o comando do técnico Guido, martelou, criou várias oportunidades no primeiro tempo mas, não conseguiu abrir o placar. O técnico Elson Araújo do ACCD armou uma verdadeira retranca, deixou somente o Lucas na frente, no meio das feras do Santos e com isso não conseguiu abrir o placar. Final do 1* tempo: 0 x 0.  

Segundo tempo do jogo. Os dois times voltam sem haver trocas, sinal de que os dois treinadores gostavam do rendimento de seus comandados. Pelo lado do Santos, é de praxe o jovem técnico Guido Quêtto não mexer no que está dando certo. Um detalhe chamou a atenção. Na escalação oficial do Santos constava o nome Garcia com a camisa 7, porém, o massagista Marquinhos avisou ao delegado do jogo Sr. Levir: "quem vai no jogo é o camisa 18 Diegão, o Garcia ainda não chegou".

Pois bem, sabe quem fez os gols do Santos? Ele, Diegão o primeiro aos 12 min de cabeça, e aos 17 min num belo chute em que o goleiro Gabriel nem viu por onde passou a bola. E aquela frase; "quem vai ao vento, perde o assento", sei não acho que o Garcia perdeu a posição.

Destaques deste jogo: pelo lado do Santos, no geral um time bem certinho, mas como joga bola o número 10 Robinho, o destaque maior claro Diegão, assim como o capitão Rafael, o centroavante Douglas. Pelo lado do ACCD, parabenizar a meninada do time que em momento algum partiu para a botinada e, isso deve-se a quem está à beira do gramado comandando.Final SantosPVH 2 x 0 A.C.C.D.

Agora é fazer o convite para o torcedor(a) comparecer no dia 15/11 a tarde, afinal é um feriado nacional e com certeza quem gosta de futebol não irá arrepender-se de vê uma molecada que joga pra caramba. 

Ficha do jogo:  Santos com; Jonathan; Emídio, Mateus, Renan, Rafael(Hilgner) e William; Diegão, Serrate e Robinho(Biró); Douglas e Victor Braga. Téc: Guido Quêtto.
ACCD com: Gabriel; Junior, Juninho, Bocão, Jhonny e Felipe; Rato, Pelado e Mascote; Anderson e Lucas. Téc: Elson Araújo.

Registrar também a seriedade que a FFER dá ao campeonato, em relação a arbitragem pois, nada mais nada menos que dois árbitros CBF comandaram os dois jogos: no primeiro o Fledes Santos e no segundo jogo Arnoldo Figarella e como assistentes; Reginaldo, Franciney e Cristiano.

























Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ji-Paraná FC comunica falecimento de seu massagista

Nota de pesar O Ji-Paraná Futebol Clube vem a público lamentar o precoce falecimento do famoso massagista "Zói", vítima de...