Pular para o conteúdo principal

Moto vive o mesmo dilema do VEC

Há exatos 13 dias para o Moto Esporte Clube estrear contra o VEC, no Portal da Amazônia pelo XXIII Campeonato de Futebol Profissional, o time parece que chegou ao mesmo dilema de seu adversário, ou seja: tem um grupo gestor de futebol, que igual ao do tricampeão do cone sul do estado, ainda não disse a que veio.

Lá, na última sexta-feira o presidente Dalhanol "dispensou" o falante Henrique Barbosa e, por osmose o técnico Play Freitas que está com dengue, resolveu também pedir o boné. E por aqui? Será que o João Lima - presidente do Moto -, vai dar uma de Dalhanol. Será que o jovem empresário e máster da AEGA o Sr. Angel vai quebrar um contrato de três anos com o alvirrubro da BR.

Ainda fazendo as comparações. Daqui para frente vamos tentar ser bem objetivo, até porque facilita a leitura e o entendimento do torcedor motense, vamos a elas:

Becão técnico do Moto e Play Freitas ex-VEC, duas figuras totalmente opostas. Enquanto o cidadão Play sentiu que iria lhe faltar a base e, segundo as más línguas com a contratação do ídolo do VEC o goleiro Rocha que não iria ficar no banco para um jovem de 22 anos, preferiu sair.

Enquanto Becão no Moto é uma espécie de faz-tudo. Segundo informações existe um quarteto segurando a barra por lá que são: Becão, Sr. Brasil, Bacu e Paulo na parte física. E porquê nominei? Porque há informações de que encontra-se em Porto Velho, um Agente de Atletas chamado Frazão que tem interesse em fazer negócios com o Moto.

E como seria essa negociação: o tal Frazão tem em torno de 10 atletas, que ele vai levar para Bolívia e Malásia, ele empresta esses atletas ao Moto e, também "empresta" o conhecido técnico Dacosta para fazer dobradinha com Becão.

O Blog consultou ao presidente João Lima do Moto, sobre esta possibilidade. A resposta com relação a este Sr. Frazão nem para publicar aqui eu posso. "Até sexta-feira próxima muita coisa vai mudar ainda, esperamos puder utilizar as arquibancadas do Aluizão e, traremos na faixa de seis atletas. Te garanto que não serão nenhum destes 10 do Frazão". Disse João.

Porém, a ansiedade a falta de mais apoio ao quarteto citado nesta matéria é clara. Desde o momento em que foi oficializado o comando técnico da equipe, Becão correu este subúrbio fez contato, trouxe alguns feras para conversar com a Diretoria e nada foi resolvido.

"Enquanto o co-irmão Genus está formando um timaço, inclusive com vários atletas ex-moto eu estou segurando uns 15 atletas aqui, são homens que acreditam nas minhas palavras, mas que necessitam ganhar seu pão do dia a dia". Falou Becão.

"Enquanto eles estão com dificuldade de treinar com bola, eu corri e consegui o 5º BEC e o campo da PM. Enquanto eu listei quatro atletas que o Júnior meu filho tinha me oferecido, já perdemos dois".

Pode falar o nome dos atletas Becão, afinal dois não vem mais.

"Os dois que não vem mais - Fábio Seixas, zagueirão estreou hoje(3) pelo Corinthians de Caicó contra o América-RN e um meia-esquerda chamado Daniel Gibi,26a, craque com a canhota".

Sim você falou dois, faltam mais dois.

"Lucas Marques, jogador comunitário e Naldinho meia-atacante".

Mas o que impediu a vinda desses atletas, salário muito alto.

"Nada. Todos na faixa de três salários, viriam por um pedido do Júnior até porque em junho todos vão embora do Brasil". 

E os que estão aqui com vocês Becão.

"Estes são uns hérois. Quero contar com este grupo, anota ai: Poroca, Guarati, Bárbaro, Marlon, Giovane, André Merenda, Assis de Itapuan, um volante de Manaus, um meia do Atlético Goianiense e tem mais uns quatro do sub-20".

"Ah, anota ai o Fábio Seixas que jogou hoje, fechou com o clube de lá por quatro salários. E que nesta segunda-feira,4, às 15h estaremos nos reapresentado no Cedel da Embratel, e vamos a luta".

Param ai, as comparações. Enquanto o Sr. Play Freitas por toda esta semana já deve estar vestindo uma outra camisa, o Becão com todo este esforço também poderá vestir outra camisa...




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rondoniense de 17 anos vai disputar o concorrido Sub-20 em SP

Olha que notícia maravilhosa. Vem daqui de perto do distrito de Jaci-Paraná, a 80 km de Porto Velho, um filho do distrito chamado Jardson Medeiros, zagueiro de 1,85 m com 17 anos, pé esquerdo, pelo visto um prodígio - na acepção da palavra -, daqueles com habilidades próprias para pessoas com mais idade.
Acompanhe o histórico de Jardson: foi bicampeão da copa treze sub-15 pelo Avaí-PVH; em 2015 disputou o sub-16 pelo SC Genus; já o ano passado foi campeão do Interdistrital pela seleção de Jaci-Paraná, quando foi muito elogiado pela postura em campo e personalidade.
Desta temporada o garoto começou a viajar. Entenda-se viajando para fazer o que mais gosta, e sabe fazer. Foi para Confins-MG, disputou o campeonato mineiro sub-17 pelo Bonsucesso EC, sucesso garantido seu time foi eliminado na semifinal mineira. Algumas equipes de base da terra de Tiradentes tentaram ficar com o zagueiro.
Porém, seu destino acabou sendo São Paulo, primeiro jogou pelo Osvaldo Cruz FC, interior paulista. Ao vol…

Tanaka faz acordo amigável e dá adeus ao Periquito

Foram somente três minutos vestindo a camisa oficial do RSC. Falo de Alessandro Tanaka, camisa 16 que entrou ao final do jogo entre RSC 0 x 0 Cuiabá pela Copa Verde, no último domingo. O ambiente no ninho do periquito já não estava legal para o atleta estrela de Guajará-mirim, ontem, segunda-feira entornou de vez.
E, agora à tarde o rápido atacante Tanaka, entrou em acordo com a diretoria do clube, e deu adeus ao RSC. Agora vem a surpresa maior. Sabe para onde voa o Tanaka, ou melhor, sai do ninho do periquito e vai para o Acre, isso mesmo o novo clube será no estado do Acre. E quem pensava no Tanaka no Galo da BR, tire o cavalo da chuva.
O blog chegou a conversar com Eder Marques, um dos diretores do Jipa, e ele assim se expressou: "Luis, na verdade era intenção da gente trazer o Tanaka para cá, como foi um acordo amigável e ele resolveu ir para o Acre, que seja feliz não vamos entrar em leilão". (Tanaka deixou o RSC nesta terça(7), vai para o Acre)

Ariel Mamede e Welmer Bueno, juntos na mesma equipe

É isso mesmo, o mundo do futebol gira rápido demais. Assim como o mundo da política, da economia e das fofocas. Assim foi com o amigo e técnico de futebol Ariel Mamede, saiu daqui de Porto Velho-RO com um pé na taça de campeão-2016, e uma das mãos já levantando a mesma. Antes disso saiu do também RSC o dirigente Welmer Bueno, ambos retornaram ao estado de Goiás.
Enquanto Ariel foi dirigir um time goiano querendo subir da segunda divisão para a primeira, Welmer Bueno voltou para "seu" Vila Nova, no comando administrativo das divisões de base. Nesta copinha que ainda está rolando a bola, o que aconteceu: o Vila saiu de Goiás com status da melhor equipe do paraíso verde na categoria, acabou caindo na fase de grupos.
Enquanto o maior rival do Vila Nova, o Atlético Clube Goianiense ora dirigido por Ariel passou de fase. E aí vem as raquetadas da vida, neste sábado(14) o Vila Nova dispensa Lucas Oliveira, e foi buscar no Dragão o jovem comandante de lá. E agora estarão juntos em um …