Pular para o conteúdo principal

Cai o 2º técnico no rondoniense chevrolet-13

Estrutura zero. Falta de organização. Sem apoio da diretoria, ao final do treinamento na tarde desta terça-feira,5, no campo do 5º BPM o antes empolgado Lourival Domingos (Becão), comunicou à imprensa que naquele momento estava entregando o cargo de técnico do Moto Clube de maneira irrevogável.

(foto do Facebook)


O que pesou para esta decisão:

- Olha eu cheguei ao Moto no dia 1º de fevereiro. No início até que houve algumas reuniões, com a AEGA e alguns diretores, muita empolgação, corri atrás de atletas, atrás de campo para treinamentos, enfim, os quatro carregadores de piano: eu, Bacu, sr. Brasil e Paulão.

Mas Becão aquela entrevista que você deu ao Blog, aceleoru tua demissão?

- Não, não ontem segunda-feira já tinha dado sinal ao Sr. João Lima que estava por aqui com esta situação. Ele até me pediu que eu ficasse até quarta-feira,6.

Mas hoje, terça-feira você entregou para quem, o cargo?

- Ao Mazaropi que apareceu pela 1ª vez nestes 30 e poucos dias em que estou à frente do Moto E. Clube.

Insisto nas perguntas. Mas, enfim e o que foi a gota dágua?

- Olha hoje pela manhã já era para eu nem aparecer mais. Estive com o Sr. Wilmar a fim de pegar um vale para pagar a lavadeira e, comprar água. Você acredita que a resposta foi negativa, então não deu mais. Uma vergonha, um time grande está sendo tratado dessa maneira.

- Falei também com o Angel (Gestor da AEGA) com relação a contratações, nada por enquanto, dinheiro não existe, assim como há a indefinição com relação a liberação ou não das arquibancadas do Aluizão.

Mas Becão, era teu sonho, o time que você escolheu, as pessoas ao teu lado. Esta decisão é irrevogável mesmo? Neste momento já não houve uma resposta para este insistente escrevinhador. Aqui minha opinião, vou até colocar entre aspas, pois conheço essa fera desde, desde...1992, portanto, desde o século passado.

"Tenho a mais pura certeza de que, não é uma decisão sem volta. Espero sinceramente que os dirigentes do Moto reúnam-se, avaliem essa situação e tragam de volta os quatro citados acima e, o mais interessante segurar os 15 atletas que vem treinando. Com um esforço a mais, contratem uns três. Ou na pior hipótese, digam logo que não irão entrar para ser saco de pancadas."


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Atacante Gabriel Henrique está de partida do SC Genus

Virada do ano já começa bem movimentado pelo lado do time Aurigrená da Capital. Primeiro a polêmica das camisas para 2018, com dois escudos: Genus/Avaí, e hoje(2/jan) a desistência do ótimo atacante Gabriel Henrique, 21 anos, que recebeu uma proposta muito boa de Alagoas.
O novo time de Gabriel chama-se Santa Rita, é da cidade de Boca da Mata e fundado em 25/05/1974. O atleta estava com pré-contrato com SC Genus, para o ano de 2018. (Gabriel Henrique está saindo do Genus - foto: Fanpage do Clube)

Guajará fez Gato e Sapato do Urso

Falta de aviso não foi. Deixar tudo para a última hora, deu no que deu. Agora é juntar os cacos e tentar pontuar fora de casa. O jogo em si não foi um espetáculo por parte do Guajará, o time do Tinho Damasceno tem alguns atletas interessantes, que jogam juntos há algum tempo - não falo no Guajará, mas que ele Tinho trouxe sempre em dupla - por exemplo os dois meias Bibio e Tatico, os atacantes Marcos Bahia e Jaiminho, a zaga com Diego Norberto - seguro, pra passar por ele tem que ter moral.
Sabe qual tinha sido a última vitória do Guajará no estadual? Justamente no dia 1º de abril do ano passado, quando venceu ao Galo da BR por 3 a 1 lá no João Saldanha - e não é que seja o dia consagrado à mentira - pois não é que o Glorioso, quase um ano depois faz 3 a 1 no Genus e no velho Aluizão.
Antes dos primeiros 2 minutos de jogo Marcos Bahia recebeu em profundidade de Bibio, passou pelo meio da zaga do Genus derivando para o lado direito, chutou com força rasteiro no canto direito do goleiro G…

Atletas de Porto Velho são titulares em times goianos

Recebi a informação e, claro que passo à frente. Vários atletas de Porto Velho estão integrados a algumas equipes do futebol goiano: Isaac, volante dos bons no Goiânia; Gabriel, zagueiro no Abecat; Pablo, meia no Abecat; Isaias, atacante rápido pelas pontas no Abecat e Wendell, meia está no Vila Nova. (Wendell camisa 10 é de Porto Velho - foto: facebook)
Alguns disputam a Taça Mané Garrincha que tem o patrocínio da FGF - Federação Goiana de Futebol -, as categorias vão de sub-17 ao sub-19. Nesta quarta-feira,23, já tivemos a estreia de Wendell pelo Vila Nova onde ajudou o Tigrão a fazer 3 a 0 no Hidrolândia. (Vila Nova-GO categorias Sub-17 - foto: facebook)