Pular para o conteúdo principal

Genus consegue um empate insosso e deve pegar o tricampeão

Final da 1ª fase do XXIII Campeonato Rondoniense Chevrolet 2013. As quatro equipes da semifinal foram conhecidas à noite desta quinta-feira,9. Duas já estavam classificadas - Genus e Pimentense - as outra duas sairam dos seguintes jogos:

Em Vilhena, o time da casa tricampeão estadual, uma equipe que desde 2004 sempre visita o G-4 final, recebeu o Espigão um vizinho indigesto que sempre perturba o Lobo do Cerrado. Desta vez o comandante do azulão Tiago Batizoco, trancou a boca e publicou em sua página na internet que não falaria sobre o clássico contra o VEC.

Dito e feito, impedido de sentar no banco de reservas, viu seu auxiliar técnico comandar a equipe e bem, é tanto que no 1º tempo com mais de 60% de posse de bola, mesmo assim o Espigão viu sair um gol contra e o VEC fazer 2 a zero, para ao final dos 45min Luciano diminuir. Na segunda etapa, ao invés do VEC "pregar", quem arregou de vez foi o Espigão que tomou mais um. Final: VEC(17pts-4º) 3 x 1 Espigão(15pts-6º).

No Gentil Valério em Ariquemes, o time da casa recebeu a sensação dos últimos jogos. Sim, falo do Rolim de Moura que chegou a 15 pontos graças a 5 vitórias, o mesmo número de vitórias do Genus. Um detalhe com relação ao Rolim, zero empates o Ariquemes empatou sete vezes. Jogo equilibradíssimo, bola lá e cá. 

Pesou o fator mandante, a contratação de goleador, entendo que sim. Já nos acréscimos dado pelo árbitro do jogo, eis que Souza aos 45min mais 3min fez o gol da vitória do Auriverde do Jamari, gol que deverá levar o time para a semifinal: Ariquemes(19pts-3º) 1 x 0 Rolim(15pts-5º).

E para fechar a 14ª rodada lá no município coração de Rondônia, o Genus afim de minimizar gastos levou sua equipe para jogar no Biancão, ou seja, de mandante levou seu jogo para o terreiro do Galo Tissoka - em entrevista nesta quinta-feira antes do jogo para o Cairi Esportes, o diretor financeiro do Genus, Gladstone Farias falava que o interesse do time era sim terminar em 1º -, não deu.

Vejam como é o futebol. O Genus com todos os desfalques possíveis, mesmo assim o Jipa não seria um páreo duro, um time já rebaixado, com somente 12 atletas, ou seja um no banco. Sendo que este um era o goleiro e, se alguém machucasse do ataque ou do meio, era o jeito esse reserva entrar.

O Genus até mostra que veio para faturar os três pontos, Quintino de cabeça abre o placar. Este um a zero foi o placar do 1º tempo. No 2º tempo o Aurigrená da capital esteve irreconhecível, levou a virada do Ji-Paraná com Witalo e Raul, com Oscar empatando em 2 a 2 já nos acréscimos. Desta maneira o comandante Profº Neneca, que entrou em campo com a segunda colocação assegurada, viu-se ao final na mesma situação do que lhe aconteceu o ano passado quando comandava o Espigão, dai disputou contra o Ariquemes e foi à final contra um certo Galo que hoje lhe bicou.

E como ficou a semifinal

Com os resultados de hoje (campo), seria: dia 12/5 VEC(4º) x Pimentense(1º) e Ariquemes(3º) x Genus(2º). Dia 19/5 inverte-se os mandantes. Mas, sempre tem um mas. Nesta sexta-feira,10, tudo deve mudar no TJD. Explico, o Presidente do TJD-RO marcou sessão de instrução e julgamento às 12h30min na sede da FFER, relacionado ao Processo nº 23-TJD/2013 que diz:

- Descumprimento de decisão por parte do Ariquemes Futebol Clube, proveniente do julgamento realizado pelo TJD-RO em 25/04/2013.
Denunciados: Ariquemes Futebol Clube - Infringência aos artigos 214 e 223 ambos do CBJD.

O que diz o Art. 214
- Incluir na equipe, ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta em situação irregular para participar de partida, prova ou equivalente.

PENA: perda do número máximo de pontos atribuídos a uma vitória no regulamento da competição, independentemente do resultado da partida, prova ou equivalente, e multa de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais).

O Art. 223
- Deixar de cumprir ou retardar o cumprimento de decisão, resolução, transação disciplinar desportiva ou determinação da Justiça Desportiva.

PENA: multa, de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais).
Parágrafo único. Quando o infrator for pessoa natural, a pena será de suspensão automática até que se cumpra a decisão, resolução ou determinação, além de suspensão por noventa a trezentos e sessenta dias e, na reincidência, eliminação.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rondoniense de 17 anos vai disputar o concorrido Sub-20 em SP

Olha que notícia maravilhosa. Vem daqui de perto do distrito de Jaci-Paraná, a 80 km de Porto Velho, um filho do distrito chamado Jardson Medeiros, zagueiro de 1,85 m com 17 anos, pé esquerdo, pelo visto um prodígio - na acepção da palavra -, daqueles com habilidades próprias para pessoas com mais idade.
Acompanhe o histórico de Jardson: foi bicampeão da copa treze sub-15 pelo Avaí-PVH; em 2015 disputou o sub-16 pelo SC Genus; já o ano passado foi campeão do Interdistrital pela seleção de Jaci-Paraná, quando foi muito elogiado pela postura em campo e personalidade.
Desta temporada o garoto começou a viajar. Entenda-se viajando para fazer o que mais gosta, e sabe fazer. Foi para Confins-MG, disputou o campeonato mineiro sub-17 pelo Bonsucesso EC, sucesso garantido seu time foi eliminado na semifinal mineira. Algumas equipes de base da terra de Tiradentes tentaram ficar com o zagueiro.
Porém, seu destino acabou sendo São Paulo, primeiro jogou pelo Osvaldo Cruz FC, interior paulista. Ao vol…

Atacante Gabriel Henrique está de partida do SC Genus

Virada do ano já começa bem movimentado pelo lado do time Aurigrená da Capital. Primeiro a polêmica das camisas para 2018, com dois escudos: Genus/Avaí, e hoje(2/jan) a desistência do ótimo atacante Gabriel Henrique, 21 anos, que recebeu uma proposta muito boa de Alagoas.
O novo time de Gabriel chama-se Santa Rita, é da cidade de Boca da Mata e fundado em 25/05/1974. O atleta estava com pré-contrato com SC Genus, para o ano de 2018. (Gabriel Henrique está saindo do Genus - foto: Fanpage do Clube)

Tanaka faz acordo amigável e dá adeus ao Periquito

Foram somente três minutos vestindo a camisa oficial do RSC. Falo de Alessandro Tanaka, camisa 16 que entrou ao final do jogo entre RSC 0 x 0 Cuiabá pela Copa Verde, no último domingo. O ambiente no ninho do periquito já não estava legal para o atleta estrela de Guajará-mirim, ontem, segunda-feira entornou de vez.
E, agora à tarde o rápido atacante Tanaka, entrou em acordo com a diretoria do clube, e deu adeus ao RSC. Agora vem a surpresa maior. Sabe para onde voa o Tanaka, ou melhor, sai do ninho do periquito e vai para o Acre, isso mesmo o novo clube será no estado do Acre. E quem pensava no Tanaka no Galo da BR, tire o cavalo da chuva.
O blog chegou a conversar com Eder Marques, um dos diretores do Jipa, e ele assim se expressou: "Luis, na verdade era intenção da gente trazer o Tanaka para cá, como foi um acordo amigável e ele resolveu ir para o Acre, que seja feliz não vamos entrar em leilão". (Tanaka deixou o RSC nesta terça(7), vai para o Acre)