Pular para o conteúdo principal

O que esses times têm em comum

Pelo título da postagem, e considerando a pouca pesquisa que fiz. Porém, espero comentários de vocês com a relação ao nosso futebol e, aos nossos dois clubes de Porto Velho. Bem, todo ano desde 1990 até este 2013 a FFER faz religiosamente seu Conselho Técnico - reúne os clubes que irão participar do campeonato do ano seguinte.

Isto com o advento do Estatuto do Torcedor, ficou mais claro e mais profissional. Profissional digo eu até os presidentes de alguns clubes mudaram. Também não quero radicalizar, mas em relação a FFER e por extensão ao TJD-RO estes dois estão a anos-luz à frente dos "cartolas".

Ora meus caros, dei uma viajada justamente pelos interiores do: Ceará, Santa Catarina e Mato Grosso. E separei os times, vamos a eles:

Barbalha FC - fundado em 2002(11a), irá disputar a Copa do Brasil em 2014 -, já faz parte da elite do futebol cearense. Barbalha tem uma população de 55323hab, distância até a capital Fortaleza é de 553km.

Associação Chapecoense de Futebol - fundada em 1973(40a), irá disputar a Série A em 2014 -, aliás o futebol de Santa Catarina merece um estudo mais aprofundado, dos 10 times que fazem parte da 1ª divisão deles, nada mais do que sete(7) estão em todas as divisões do brasileirão. Chapecó fica a 555km de Floripa e tem 198188hab.

Se a Chapecoense foi este sucesso todo no ano que se finda, o que não se pode falar do Luverdense EC - fundado em 2004(9a), é uma equipe especialista em Copa do Brasil. Este ano foi longe, dando um trabalho danado ao campeão do mundo o Corinthians-SP. Irá disputar a Série B no ano da Copa. O rico município do Mato Grosso, fica a 350km de Cuiabá e tem uma população de 52843hab.

E a nossa briosa, sofredora e querida Porto Velho com seus 484992hab(*). Com governantes, políticos e administradores dos dois únicos representantes da capital no futebol profissional, os quais não apresentam nenhuma melhoria, nenhum sinal de que realmente estão preocupados com a sobrevivência do futebol.

Motivos há de sobra para se pensar em competições futuras, exemplo: Copa do BR, Copa Verde, Copa de Sub-20 e Série D (falando somente do masculino). O pessoal da FFER quando faz suas reuniões já põe à mesa: patrocinadores, apoiadores, premiação até para a arbitragem.

Ah, sei que irão falar do velho assunto de sempre - local para mandar seus jogos -, estes  clubes que apontei acima: Barbalha (tem um estádio para 3mil pessoas), Luverdense (5mil pessoas) e Chapecoense (este o estádio Índio Condá para 30mil). E você Sport Club Genus - fundado em 1981(32a), dois vices campeonatos. E você Moto EC, que voltou a ativa em 2006(7a), vamos acordar gente. 

Vamos despertar o torcedor. Fazer campanhas de melhorias - falo principalmente do Moto, que tem uma baita de uma sede social -, alguém ai viu como o Santa Cruz FC começou a construir  seu estádio denominado Mundão do Arruda. Ai é outra história, porém, tudo começa com o primeiro tijolo. Espero comentários...

(*) Dados do IBGE/2013 para todos os municípios

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Atacante Gabriel Henrique está de partida do SC Genus

Virada do ano já começa bem movimentado pelo lado do time Aurigrená da Capital. Primeiro a polêmica das camisas para 2018, com dois escudos: Genus/Avaí, e hoje(2/jan) a desistência do ótimo atacante Gabriel Henrique, 21 anos, que recebeu uma proposta muito boa de Alagoas.
O novo time de Gabriel chama-se Santa Rita, é da cidade de Boca da Mata e fundado em 25/05/1974. O atleta estava com pré-contrato com SC Genus, para o ano de 2018. (Gabriel Henrique está saindo do Genus - foto: Fanpage do Clube)

Guajará fez Gato e Sapato do Urso

Falta de aviso não foi. Deixar tudo para a última hora, deu no que deu. Agora é juntar os cacos e tentar pontuar fora de casa. O jogo em si não foi um espetáculo por parte do Guajará, o time do Tinho Damasceno tem alguns atletas interessantes, que jogam juntos há algum tempo - não falo no Guajará, mas que ele Tinho trouxe sempre em dupla - por exemplo os dois meias Bibio e Tatico, os atacantes Marcos Bahia e Jaiminho, a zaga com Diego Norberto - seguro, pra passar por ele tem que ter moral.
Sabe qual tinha sido a última vitória do Guajará no estadual? Justamente no dia 1º de abril do ano passado, quando venceu ao Galo da BR por 3 a 1 lá no João Saldanha - e não é que seja o dia consagrado à mentira - pois não é que o Glorioso, quase um ano depois faz 3 a 1 no Genus e no velho Aluizão.
Antes dos primeiros 2 minutos de jogo Marcos Bahia recebeu em profundidade de Bibio, passou pelo meio da zaga do Genus derivando para o lado direito, chutou com força rasteiro no canto direito do goleiro G…

Atletas de Porto Velho são titulares em times goianos

Recebi a informação e, claro que passo à frente. Vários atletas de Porto Velho estão integrados a algumas equipes do futebol goiano: Isaac, volante dos bons no Goiânia; Gabriel, zagueiro no Abecat; Pablo, meia no Abecat; Isaias, atacante rápido pelas pontas no Abecat e Wendell, meia está no Vila Nova. (Wendell camisa 10 é de Porto Velho - foto: facebook)
Alguns disputam a Taça Mané Garrincha que tem o patrocínio da FGF - Federação Goiana de Futebol -, as categorias vão de sub-17 ao sub-19. Nesta quarta-feira,23, já tivemos a estreia de Wendell pelo Vila Nova onde ajudou o Tigrão a fazer 3 a 0 no Hidrolândia. (Vila Nova-GO categorias Sub-17 - foto: facebook)