Pular para o conteúdo principal

Genus Feminino empate com sabor de derrota

Com temperatura de 30ºC e sensação térmica de 35ºC, Genus e Assemurb entraram em campo no velho Aluizão na tarde desta quarta-feira, 4, no criminoso horário de 4 da tarde no "planeta" Amzônia. Queria o quê. As cerca de 400 pessoas que foram ao Aluizão. Pelo menos raça, e isto não faltou a ambas equipes - diga-se a Assemurb é um time muito bom.

O Genus pareceu um pouco diferente do time que treinou várias vezes, é tanto que Angelina aparecia mais no miolo da zaga, ela que é lateral de ofício. Mas o técnico Lion Silva resolveu entrar com Ellen de titular, onde se provou que a entrada de Michele mudou o lado esquerdo do time aurigrená. Para melhor na segunda etapa.

Aos 8 min de jogo, coube justamente a Angelina cometer um pênalti infantil - ela que tem quatro copas no currículo -, empurrou a baixinha Nilcy, dentro da área é pênalti. Taty correu bateu no canto esquerdo a goleirona Isa espalmou e depois pegou firme.



Aos 38 min um dos bons momentos da equipe do Genus. Correa pegou lado esquerdo de ataque do Genus, pedalou e levantou para fora da grande área. A bola caiu no peito de Flavinha, e na descida antes que a redondinha chegasse ao gramado, ela mandou um tubaço de pé direito que a grande goleira Sol do Assemurb não saiu nem na foto. Golaço!

Assemurb cresce novamente, ataca e bem. Num desses ataques já aos 46 min em cobrança de escanteio, bate rebate na pequena área do Genus. Alguem toca escancaradamente com a mão na bola, e ai? Pênalti, mais uma vez a boa colocação do jovem árbitro fez com que ele marcasse com convicção o segundo pênalti da tarde.

Desta vez quem cobra. Ela, Ju da Assemurb com raiva pé direito e tome bola no travessão de Isa, ele balança até agora. Final do primeiro tempo: Genus 1 x 0 Assemurb-AC.

Para a segunda etapa. Ah, Assemurb volta muito melhor o Sol já esfriava um pouco e a Sol goleira acreana nada de ser incomodada, a não ser uma tentativa de bicicleta da "enjoada" Correa do Genus. Mas, continua jogando sozinha lá na frente seu Lion. Encosta a Flavinha com a atacante ou sobe um pouco a Isamara. Essa maranhense precisa de alguém perto dela. Sabe muito.

E o que falar do time acreano. Segundo informações, foi feito uma mesclagem das melhores meninas do vizinho estado para a disputa desta Copa BR. Muito bom o time verde. Aos 18 min Tatinha levou sozinha e na saida da goleira Isa chutou de leve - muitos dizem que foi frango - pra mim não, apesar da bola ter entrado mansamente no gol aurigrená.

Final: Genus 1 x 1 Assemurb-AC, péssimo resultado para o genus - sabor de derrota -, o mais bonito da tarde quente desta quarta, foi a presença de pelo menos 400 pessoas prestigiando as meninas. Foram respeitosos, não ouvi vaias - mas ficou um gostinho
amargo.



Proxima quarta-feira, 11, no estádio Florestão à noite (segundo informações do time mandante), pois neste horário, acaba alguém infartando.

FICHA TÉCNICA DE GENUS 1 X 1 ASSEMURB (AC)

Data: 04/02/2015 (quarta-feira)
Hora: 16:00 hs
Local: Estádio Aluízio Ferreira/Porto Velho (RO)
Validade: Copa do Brasil Futebol feminino/Jogo de Ida

Árbitro: Jhonatan Antero Silva
Assistentes: Arnildo Lino dos Santos e Valdebrânio da Silva
4º árbitro: Fledes Rodrigues santos

Gols: Flávia aos 38/1º T. (Genus) e Nilcy 18/2º T. (Assemurb)

GENUS: Izabel: Elen (Michele), Angelina, Sirly (Josy) e Adelaine: Viviane, Rosinha, Flávia, Isamara (Nátila) e Karina; Monique.
Técnico: Lion Silva.

ASSEMURB: Sol; Leila (Vanessa) (Isa), Krica, Taty e Pequena; Dany, Carol, Leninha e Tatinha; Ju (Dunga) e Nilcy.
Técnica: Maria do Socorro

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rondoniense de 17 anos vai disputar o concorrido Sub-20 em SP

Olha que notícia maravilhosa. Vem daqui de perto do distrito de Jaci-Paraná, a 80 km de Porto Velho, um filho do distrito chamado Jardson Medeiros, zagueiro de 1,85 m com 17 anos, pé esquerdo, pelo visto um prodígio - na acepção da palavra -, daqueles com habilidades próprias para pessoas com mais idade.
Acompanhe o histórico de Jardson: foi bicampeão da copa treze sub-15 pelo Avaí-PVH; em 2015 disputou o sub-16 pelo SC Genus; já o ano passado foi campeão do Interdistrital pela seleção de Jaci-Paraná, quando foi muito elogiado pela postura em campo e personalidade.
Desta temporada o garoto começou a viajar. Entenda-se viajando para fazer o que mais gosta, e sabe fazer. Foi para Confins-MG, disputou o campeonato mineiro sub-17 pelo Bonsucesso EC, sucesso garantido seu time foi eliminado na semifinal mineira. Algumas equipes de base da terra de Tiradentes tentaram ficar com o zagueiro.
Porém, seu destino acabou sendo São Paulo, primeiro jogou pelo Osvaldo Cruz FC, interior paulista. Ao vol…

Vila Nova FC - GO contrata dois do futebol rondoniense

Um é "veterano" dos seus 34 anos, mas a função talvez exija uma pessoa dessa estirpe, com formação superior em Ciências Contábeis; foi observador da base do próprio Vila Nova; trabalhou como Coordenador de Esportes e, portanto, na formação do Rondoniense SC onde sagrou-se campeão do 1º turno de 2016 no Periquito do Ulisses Guimarães - com às mãos nas costas -, depois saiu e foi especializar-se em Coaching na área esportiva, lá em Manaus-AM.
Falo de Welmer  Bueno(f), que já assumiu o cargo de Coordenador Geral da Base do Vila. Os objetivos traçados para o time goiano são alvissareiros e factiveis, senão vejamos: 1) tornar a base do Vila Nova, uma base profissional; 2) captar recursos financeiros para viabilizar todo o projeto; e 3) trabalhar a formação e liderança da equipe, captação de jogadores para a base, disciplina e compromisso. Falando em compromisso, a primeira grande batalha do Vila é a Copa SP com início dia 3 de janeiro próximo. (Welmer Bueno - reprodução/facebook)
A …

Tanaka faz acordo amigável e dá adeus ao Periquito

Foram somente três minutos vestindo a camisa oficial do RSC. Falo de Alessandro Tanaka, camisa 16 que entrou ao final do jogo entre RSC 0 x 0 Cuiabá pela Copa Verde, no último domingo. O ambiente no ninho do periquito já não estava legal para o atleta estrela de Guajará-mirim, ontem, segunda-feira entornou de vez.
E, agora à tarde o rápido atacante Tanaka, entrou em acordo com a diretoria do clube, e deu adeus ao RSC. Agora vem a surpresa maior. Sabe para onde voa o Tanaka, ou melhor, sai do ninho do periquito e vai para o Acre, isso mesmo o novo clube será no estado do Acre. E quem pensava no Tanaka no Galo da BR, tire o cavalo da chuva.
O blog chegou a conversar com Eder Marques, um dos diretores do Jipa, e ele assim se expressou: "Luis, na verdade era intenção da gente trazer o Tanaka para cá, como foi um acordo amigável e ele resolveu ir para o Acre, que seja feliz não vamos entrar em leilão". (Tanaka deixou o RSC nesta terça(7), vai para o Acre)