sábado, 4 de julho de 2015

Futebol: hoje teremos o grito de campeão pela sexagésima nona vez

Isso mesmo. Neste sábado(4), o torcedor rondoniense irá reverenciar seus ídolos campeões estaduais pela edição de número 69. A Federação foi criada em outubro de 1944, e em 1945 já tínhamos o primeiro Campeão que foi o Ypiranga (Porto Velho). Aliás de 1945 até 1990, foram 44 edições com equipes somente da capital - não houve realização dos campeonatos de 1988 e 1990.

Desde 1991 com a edição 45 até 2015 edição 69 na era profissional, temos ampla maioria dos times do interior do estado como Campeões - aliás a conta é bem simples, somente o CFA em 2002 foi Campeão -, esta é a nona final de um time da capital. São sete(7) vices e um(1) Campeão. Ferroviário(1991), Porto Velho(1993), CFA(2003), Cruzeiro(1996/98) e Genus(2000/009).

Diferentemente do ano de 2009 quando chegou a sua segunda final, e contra este mesmo adversário de hoje o time da capital está mais estruturado, melhor planejado, com elenco mais jovem em relação ao VEC. Outro fator que chama a atenção foi a "falta de vontade de eliminar o Lobo no jogo de ida". Naquele sábado com um placar mais dilatado, o Genus entraria em campo hoje para cumprir tabela.

Mas, como escrevi anteriormente tirou o VEC da UTI. É um perigo o Lobo ferido, e quando a bola rola a crise vai embora. Não sou de ficar em cima do muro, meu palpite é de que será um jogo truncado, amarrado, com o VEC partindo para acabar  com a vantagem de um gol que ele tem. O Genus deve se ressentir da falta de Tcharles - mas tem gente competente para substituí-lo.

Placar final empate, ou magrinho de 1 a 1, ou mais gordinho de 2 a 2. Vale salientar que o Profº Pontin treinou até pênaltis. Será? Bem, precaução e galdo de galinha não faz mal a ninguém.

Quero aproveitar a postagem e compartilhar com vocês minha seleção, que montei para o nosso Raio X Esportivo da Rádio Cultura FM.

Goleiro: Dida
Laterais: Guarate e Edilsinho(VEC)
Zagueiros: André Morosini(Jipa) e Jobert
Volantes: Xana e Dimas
Meias: Rob(Ariquemes) e Fernandinho
Atacantes: Cabixi(VEC) e Tcharles
Revelação: Vitão(Genus)
Craque: Fernandinho
Técnico: Claudemir Pontin

Árbitro: Arnoldo Figarela
Assistentes: Naldo Melo e Valdebrânio da Silva.

Lembrando que o meu time seria agressivo como um timaço comandado por um certo Jorge Sampaoli do Chile. Muitos imaginando mas o Edilsinho de lateral esquerdo, na verdade este mesmo Edilsinho vindo para o meio e liberando o Fernandinho para se juntar a Tcharles e Cabixi, saiam da frente e com o craque de bola Rob. Sei não, é time para não esperar o tal de "ficar por uma bola".

(*) dados dos dois primeiros parágrafos da postagem, aqui


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sub-20: DCO/FFER altera dois jogos

Em função de solicitação de clubes mandantes,e em tempo hábil o DCO/FFER mexeu em dois jogos da tabela do Sub-20, para 3ª e última rodada d...