Pular para o conteúdo principal

Ariel Mamede um ex-volante grosso, mas como técnico gosta do futebol bonito

Quem nunca ouviu, ou leu essa expressão: "a primeira impressão é a que fica", sendo assim posso garantir que a impressão deixada pela apresentação do jovem técnico Ariel Mamede e seus pares da direção técnica do Rondoniense SC neste sábado, 9, foi a melhor possível.

E a recíproca também é verdadeira, pelas palavras de Ariel em entrevista para este blogueiro e companheiros da imprensa esportiva, como: Naldo Dias (Rádio Globo AM), Raferson (Rondonianoar), Daniela e Francisco (Globo Esporte).

A programação teve início com o primeiro contato do técnico e os atletas do sub-20, assim como os do Projeto Avaliar, em torno de 35 atletas no geral. Quase um tempo de jogo, com variações táticas, ensaios de bolas recuperadas, passes curtos, raciocínio lógico e companheirismo. Em separado, os goleiros.

Vocês pensam que goleiro tem vida mansa, cheguem a ver um treinamento com Odilon Júnior. Cansei, preguei só em olhar. Enquanto isso, Ariel Mamede, Higo e Elias pareciam não querer terminar nunca os treinamentos com o restante do elenco.
(da esq/dir: Elias, Odilon, Higo, Ariel, Welmer e Tadeu/fotos: Blog)

Final do primeiro dia de trabalho em campo com os prováveis atletas deste ano, ficou uma grande interrogação no ar para se saber quem continua para a próxima semana. Hoje, 10 atletas já deram adeus ao sonho de vestir a camisa do Periquito. Temos que ter calma, pois ainda haverá uma nova chamada, foi o que ouvi da boca do jovem treinador.
(Atletas: sub-20 e Avaliar - foto: Blog)

Aliás, acompanhem aqui o que falou Ariel às perguntas formuladas:

Blog - Ariel até pouco tempo atrás alguns técnicos falavam que tiravam do currículo, sua passagem pelo futebol rondoniense. Qual nível de conhecimento você tem do futebol local?

Ariel - Rondônia tem um cenário de crescimento, isso simpatiza com minha carreira. Tenho certeza  que será um degrau a mais em minha carreira.

Naldo Dias - Qual a impressão que você teve aqui do Rondoniense, já que você citou o MT e o MS como estados de crescimentos extraordinários, evidentemente  que Rondônia é apontado em pesquisas como um estado promissor. Enfim, a impressão no RSC?

Ariel - O esforço da diretoria, as obras de ampliações do CT, a garra e determinação dos jovens do sub-20, tudo isso me deu uma excelente impressão.

Blog - Ariel a bola rola oficialmente daqui a 50 dias, os atletas contratados chegam dia 20 você pretende marcar amistosos, e contra quem?

Ariel - Bom, eu queria fazer um amistoso contra o Rio Branco-AC, parece que acabou não dando certo. Não sou muito a favor de amistosos contra times amadores, se for possível contra um dos que estão no campeonato - exemplo, aquele que vamos jogar por último contra eles no 1º turno.

Naldo Dias - As equipes aqui do estado de RO, não usam suas bases em seus elencos de profissionais. Você com toda experiência de Vila Nova pretende utilizar esses jovens do sub-20 do RSC?

Ariel - Com toda certeza, a filosofia do clube é esta e eu vim pra isso, fortalecer esses jovens jogadores, poder passar o máximo de conhecimento possível e ajudar na formação, tem vários jogadores que ainda não encerraram esse ciclo de formação e, espero que eles extraiam todo o meu conhecimento e os ajude no crescimento.

Blog - Ariel até hoje(9), sete reforços já contratados: goleiro Ciro, zagueiro João Paulo, volante Dhonathan, meias André Júnior e Fernandinho e atacantes Marco Aurélio e Wesley. Pretende contratar mais algum atleta já dito profissional?

Ariel - Bom, em princípio não. Mas, devemos ficar em aberto para uma questão pontual ou outra, agora vamos extrair o máximo do sub-20 e sub-17 e estes que treinaram hoje comigo, assim como jogadores da região, talvez lá para o dia 15 de fevereiro e início da competição traremos uma contratação.

Blog - Ariel Mamede você ganhou tudo lá em Goiânia nestes três últimos anos: em 2012 campeão pelo Jardim América no sub-15, em 2014 campeão pelo Vila Nova no sub-17 e ano passado campeão invicto pelo Vila Nova no sub-20. Este timaço do Vila Nova que está fazendo bonito na atual Copa SP tem atletas que foram comandados por você?

Ariel - Com certeza, este time que você citou de 2014 o qual fomos campeões em cima do Goiás é o que está hoje na copinha. Um trabalho de longo prazo, formatando, contratando, há um ano e oito meses. Por isso esse sucesso.

Blog - Ariel você aprecia o futebol de qual equipe no Brasil e no Mundo, hoje?

Ariel - Bom, eu aprecio o jogo em si. Sou muito apaixonado pela maneira de jogar. Gosto do jogo ofensivo de um Barcelona sou até suspeito de falar, gosto de um Bayern de Munique. Mas admiro muito os treinadores com ideias mais conservadoras ou mais defensivas, tipo um Mourinho, Ancelotti ou até o próprio Tite. Admiro qualquer maneira de jogar o jogo, não devemos nos apegar muito a uma maneira única,  ofensiva e nem muito defensiva. Cada cultura em cada estado em cada clube, há uma filosofia de jogo e pretendo utilizar a minha aqui.

Blog - Ariel, pra fechar nossa primeira entrevista. Você quando jogador, qual tua posição?

Ariel - Volante, e volante bem ruim desses bem grosso mesmo.

Globo Esporte - Ariel, boa sorte bom trabalho. Eu te pergunto: já que você se inspira tanto no futebol do Barcelona, você pretende colocar no rondoniense um time mais ofensivo ou retranqueiro?

Ariel - Não, minha ideia é mais ofensivo, mais rápido, mais solto, os meus times em si tem a identidade de defender muito bem, porque atacam muito mais do que defendem. Eu espero trazer como filosofia, vamos ver claro, os jogadores que temos em mãos. Minha ideia é sempre ditar a  ofensividade e a intensidade em alta.
 (Eu e o técnico Ariel Mamede - foto: Blog)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rondoniense de 17 anos vai disputar o concorrido Sub-20 em SP

Olha que notícia maravilhosa. Vem daqui de perto do distrito de Jaci-Paraná, a 80 km de Porto Velho, um filho do distrito chamado Jardson Medeiros, zagueiro de 1,85 m com 17 anos, pé esquerdo, pelo visto um prodígio - na acepção da palavra -, daqueles com habilidades próprias para pessoas com mais idade.
Acompanhe o histórico de Jardson: foi bicampeão da copa treze sub-15 pelo Avaí-PVH; em 2015 disputou o sub-16 pelo SC Genus; já o ano passado foi campeão do Interdistrital pela seleção de Jaci-Paraná, quando foi muito elogiado pela postura em campo e personalidade.
Desta temporada o garoto começou a viajar. Entenda-se viajando para fazer o que mais gosta, e sabe fazer. Foi para Confins-MG, disputou o campeonato mineiro sub-17 pelo Bonsucesso EC, sucesso garantido seu time foi eliminado na semifinal mineira. Algumas equipes de base da terra de Tiradentes tentaram ficar com o zagueiro.
Porém, seu destino acabou sendo São Paulo, primeiro jogou pelo Osvaldo Cruz FC, interior paulista. Ao vol…

Tanaka faz acordo amigável e dá adeus ao Periquito

Foram somente três minutos vestindo a camisa oficial do RSC. Falo de Alessandro Tanaka, camisa 16 que entrou ao final do jogo entre RSC 0 x 0 Cuiabá pela Copa Verde, no último domingo. O ambiente no ninho do periquito já não estava legal para o atleta estrela de Guajará-mirim, ontem, segunda-feira entornou de vez.
E, agora à tarde o rápido atacante Tanaka, entrou em acordo com a diretoria do clube, e deu adeus ao RSC. Agora vem a surpresa maior. Sabe para onde voa o Tanaka, ou melhor, sai do ninho do periquito e vai para o Acre, isso mesmo o novo clube será no estado do Acre. E quem pensava no Tanaka no Galo da BR, tire o cavalo da chuva.
O blog chegou a conversar com Eder Marques, um dos diretores do Jipa, e ele assim se expressou: "Luis, na verdade era intenção da gente trazer o Tanaka para cá, como foi um acordo amigável e ele resolveu ir para o Acre, que seja feliz não vamos entrar em leilão". (Tanaka deixou o RSC nesta terça(7), vai para o Acre)

Ariel Mamede e Welmer Bueno, juntos na mesma equipe

É isso mesmo, o mundo do futebol gira rápido demais. Assim como o mundo da política, da economia e das fofocas. Assim foi com o amigo e técnico de futebol Ariel Mamede, saiu daqui de Porto Velho-RO com um pé na taça de campeão-2016, e uma das mãos já levantando a mesma. Antes disso saiu do também RSC o dirigente Welmer Bueno, ambos retornaram ao estado de Goiás.
Enquanto Ariel foi dirigir um time goiano querendo subir da segunda divisão para a primeira, Welmer Bueno voltou para "seu" Vila Nova, no comando administrativo das divisões de base. Nesta copinha que ainda está rolando a bola, o que aconteceu: o Vila saiu de Goiás com status da melhor equipe do paraíso verde na categoria, acabou caindo na fase de grupos.
Enquanto o maior rival do Vila Nova, o Atlético Clube Goianiense ora dirigido por Ariel passou de fase. E aí vem as raquetadas da vida, neste sábado(14) o Vila Nova dispensa Lucas Oliveira, e foi buscar no Dragão o jovem comandante de lá. E agora estarão juntos em um …