Pular para o conteúdo principal

Porto Club e Genus um zero a zero graças aos Gabriéis

Esta quarta-feira,28, teve sequência o campeonato sub-20 com: Porto Club 0 x 0 Genus, no estádio Aluizão, às 19h. De um lado o rubro-negro Porto Club com uma meninada muito boa de bola, do outro o atual campeão da categoria o aurigrená SC Genus, com mais de meio time que disputou agora pouco o estadual e a Série D.

Esperava-se mais do Genus? Pra mim não. Nessa faixa entre 16 a 19 anos as forças se equilibram, o que se viu um primeiro tempo de forma eletrizante lá e cá, na segunda etapa caiu um pouco o poder de ambos e, entrou talvez a falta de maior ritmo do Porto. Enquanto o Genus - repito - tinha: Gabriel Sarges, Marcão, Luan Fernando, Formiga, Lucas e Israel, todos vindo do profissional.

O Porto Club chegou até perder seu camisa 10 Guilherme ainda no primeiro tempo, porém, entrou na vaga dele o pequeno Josué, que infernizou a vida dos zagueiros do Genus. Na segunda etapa o técnico Bacú fez as outras três substituições, inclusive com atletas sentindo câimbras. Destaque a boa defesa do Porto com Israel, Iuri duas pedreiras. Jogou muito Marquinhos e Felipe Rocha camisa nr 11.

Agora, um capítulo à parte com relação aos goleiros, aliás, dois Gabriel: o Lopes do Porto e o Sarges do Genus - cada qual o melhor - digo até que Gabriel Lopes do Porto foi o paredão, salvou bola com as mãos (lógico que é a função do goleiro), mas com os pés também, em pelo menos três oportunidades salvou seu time de tomar.

Já Gabriel Sarges do Genus foi menos exigido, porém, no momento preciso ele fez seu papel. Além do mais tem muita sorte - lembro de uma bola de cabeça do Josué, aos 23' do primeiro tempo que bateu no travessão -, e outro chutaço de fora da área do Marquinhos lá na gaveta canto esquerdo alto que ele botou pra escanteio.

No próximo sábado(1º), o Porto Club volta ao Aluizão às 19h para pegar o RSC. No domingo,2, é a vez do Genus às 17h jogar contra o Real Ariquemes.

Arbitragem muito boa do veterano Álvaro Araújo, alguns pecados com relação à vantagem, mas não atrapalhou no geral seu trabalho e dos assistentes.

Outro fator de destaque: a organização dos dois clubes com relação  aos atletas que foram para o jogo, e a cobrança de ingressos por parte do Porto Club com 234 pagantes e $ 1.350,00.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rondoniense de 17 anos vai disputar o concorrido Sub-20 em SP

Olha que notícia maravilhosa. Vem daqui de perto do distrito de Jaci-Paraná, a 80 km de Porto Velho, um filho do distrito chamado Jardson Medeiros, zagueiro de 1,85 m com 17 anos, pé esquerdo, pelo visto um prodígio - na acepção da palavra -, daqueles com habilidades próprias para pessoas com mais idade.
Acompanhe o histórico de Jardson: foi bicampeão da copa treze sub-15 pelo Avaí-PVH; em 2015 disputou o sub-16 pelo SC Genus; já o ano passado foi campeão do Interdistrital pela seleção de Jaci-Paraná, quando foi muito elogiado pela postura em campo e personalidade.
Desta temporada o garoto começou a viajar. Entenda-se viajando para fazer o que mais gosta, e sabe fazer. Foi para Confins-MG, disputou o campeonato mineiro sub-17 pelo Bonsucesso EC, sucesso garantido seu time foi eliminado na semifinal mineira. Algumas equipes de base da terra de Tiradentes tentaram ficar com o zagueiro.
Porém, seu destino acabou sendo São Paulo, primeiro jogou pelo Osvaldo Cruz FC, interior paulista. Ao vol…

Vila Nova FC - GO contrata dois do futebol rondoniense

Um é "veterano" dos seus 34 anos, mas a função talvez exija uma pessoa dessa estirpe, com formação superior em Ciências Contábeis; foi observador da base do próprio Vila Nova; trabalhou como Coordenador de Esportes e, portanto, na formação do Rondoniense SC onde sagrou-se campeão do 1º turno de 2016 no Periquito do Ulisses Guimarães - com às mãos nas costas -, depois saiu e foi especializar-se em Coaching na área esportiva, lá em Manaus-AM.
Falo de Welmer  Bueno(f), que já assumiu o cargo de Coordenador Geral da Base do Vila. Os objetivos traçados para o time goiano são alvissareiros e factiveis, senão vejamos: 1) tornar a base do Vila Nova, uma base profissional; 2) captar recursos financeiros para viabilizar todo o projeto; e 3) trabalhar a formação e liderança da equipe, captação de jogadores para a base, disciplina e compromisso. Falando em compromisso, a primeira grande batalha do Vila é a Copa SP com início dia 3 de janeiro próximo. (Welmer Bueno - reprodução/facebook)
A …

Tanaka faz acordo amigável e dá adeus ao Periquito

Foram somente três minutos vestindo a camisa oficial do RSC. Falo de Alessandro Tanaka, camisa 16 que entrou ao final do jogo entre RSC 0 x 0 Cuiabá pela Copa Verde, no último domingo. O ambiente no ninho do periquito já não estava legal para o atleta estrela de Guajará-mirim, ontem, segunda-feira entornou de vez.
E, agora à tarde o rápido atacante Tanaka, entrou em acordo com a diretoria do clube, e deu adeus ao RSC. Agora vem a surpresa maior. Sabe para onde voa o Tanaka, ou melhor, sai do ninho do periquito e vai para o Acre, isso mesmo o novo clube será no estado do Acre. E quem pensava no Tanaka no Galo da BR, tire o cavalo da chuva.
O blog chegou a conversar com Eder Marques, um dos diretores do Jipa, e ele assim se expressou: "Luis, na verdade era intenção da gente trazer o Tanaka para cá, como foi um acordo amigável e ele resolveu ir para o Acre, que seja feliz não vamos entrar em leilão". (Tanaka deixou o RSC nesta terça(7), vai para o Acre)