Pular para o conteúdo principal

Sub-20: Rondoniense como um trator atropela o Porto Club

Ainda não tinha parado para escrever sobre o jogão de bola ontem sábado(1º). Faço agora antes que passe desapercebido, e a memória me traia. Sim, não estou falando do profissional lá em Ariquemes. Aquele deu cãimbra nos olhos - ah, zero a zero ruim -, falo do Sub-20 entre RSC e Porto Club.

Ah mas um jogo onde um time mete 6 a 0 no outro. Tem que se falar alguma coisa? Claro que sim. Tento ser muito justo em minhas análises, por isso vou ao estádio, faço minhas anotações e digo sempre: nessa faixa de idade muitas coisas se equivalem, uma delas a vontade, o vigor físico.

E outras se superam: maior tempo de treinamento, condições de campos, de logística e até de comissão técnica. Nestes quesitos me parece o Periquito leva vantagem em cima do Porto. Dito isso - como um time que apresentou tão belo futebol ontem, no caso do RSC veio a perder do Real no meio de semana.

Alguns detalhes me falaram ontem: p. ex. lá em Ariquemes não jogaram - Biro (goleiro), Alex (meia), Leandro Bú (lat. esquerdo) e Kelvin (meia-atacante). Todos esses foram titulares neste sábado e diga-se muito bem no decorrer do jogo.

Podemos dizer que o Periquito veio assim como um trator em cima do Porto, marcação homem a homem, sufoco na saída de bola, pressão o tempo todo. Para se ter uma ideia aos 7' minutos pênalti em favor do RSC - aliás, foram três pênaltis marcados pelo árbitro Fledes (dois em favor do RSC) -, aos 9' gol do RSC Breno nº 9 com categoria, tirou do goleirão Gabriel Lopes. RSC 1 x 0 Porto Club.

Aos 36' o segundo gol do RSC, ele camisa 11 Kelvin como joga bola o filho da dona Dilma. Canhoto, está sendo trabalhado para assumir de vez a titularidade do Periquito - é atleta para mais 10 a 15 anos - aqui ou na China.

Um minuto depois, a boa surpresa que vi ontem no RSC, o garoto Wesley. Isso mesmo arranjaram um lugar pra ele ali na "meiuca" com a famosa camisa 10. E não é que o homem comeu a bola, fez o terceiro do RSC no jogo e o dele aos 37'. Fim do 1º tempo: RSC 3 x 0 Porto Club.

E o Porto Club nestes primeiros 45'. Bem, enquanto o time teve fôlego também chegou junto, tentou penetrar na defesa do RSC, algumas vezes sim, no entanto sem assombrar ao goleirão Bira.

Para a segunda etapa o diapasão foi o mesmo do time do bairro Ulisses Guimarães, mesmo com várias modificações por parte do técnico Parma Oliveira, a qualidade não caiu e as mesmas personagens que brilharam no primeiro tempo, continuaram na segunda etapa.

Acompanhem o tempo dos gols e vejam se não tenho razão: aos 10' Kelvin sempre ele, driblou até o presidente Jussiê (brincadeira meu nobre!), e fez um golaço na saída do goleiro Gabriel ele guardou.

Aos 19' expulso Pablo do RSC que, acabara de entrar no jogo - carrinho por trás - correto o homem de amarelo. Aos 23' pênalti em favor do Porto Club, Guilherme cobrou e perdeu.

Aos 34' gol do RSC, Breno de pênalti. Aos 36' gol do RSC, mais uma vez Breno numa arrancada sensacional, mostrando que não sabe fazer somente de penal. Foi lá e fez um golaço.

Era o terceiro dele e o 6º do Periquito. Que ainda teve outra chance de aumentar, zagueirão Gabriel aquele mesmo do profissional deu uma de atacante foi derrubado e, pênalti. Gabriel bateu mal, goleiro pegou.
(Breno fez 3 gols - foto: Flávio Daniel)

Fim de jogo: RSC 6 x 0 Porto Club

(Equipe completa do RSC - foto: Flávio Daniel)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rondoniense de 17 anos vai disputar o concorrido Sub-20 em SP

Olha que notícia maravilhosa. Vem daqui de perto do distrito de Jaci-Paraná, a 80 km de Porto Velho, um filho do distrito chamado Jardson Medeiros, zagueiro de 1,85 m com 17 anos, pé esquerdo, pelo visto um prodígio - na acepção da palavra -, daqueles com habilidades próprias para pessoas com mais idade.
Acompanhe o histórico de Jardson: foi bicampeão da copa treze sub-15 pelo Avaí-PVH; em 2015 disputou o sub-16 pelo SC Genus; já o ano passado foi campeão do Interdistrital pela seleção de Jaci-Paraná, quando foi muito elogiado pela postura em campo e personalidade.
Desta temporada o garoto começou a viajar. Entenda-se viajando para fazer o que mais gosta, e sabe fazer. Foi para Confins-MG, disputou o campeonato mineiro sub-17 pelo Bonsucesso EC, sucesso garantido seu time foi eliminado na semifinal mineira. Algumas equipes de base da terra de Tiradentes tentaram ficar com o zagueiro.
Porém, seu destino acabou sendo São Paulo, primeiro jogou pelo Osvaldo Cruz FC, interior paulista. Ao vol…

Tanaka faz acordo amigável e dá adeus ao Periquito

Foram somente três minutos vestindo a camisa oficial do RSC. Falo de Alessandro Tanaka, camisa 16 que entrou ao final do jogo entre RSC 0 x 0 Cuiabá pela Copa Verde, no último domingo. O ambiente no ninho do periquito já não estava legal para o atleta estrela de Guajará-mirim, ontem, segunda-feira entornou de vez.
E, agora à tarde o rápido atacante Tanaka, entrou em acordo com a diretoria do clube, e deu adeus ao RSC. Agora vem a surpresa maior. Sabe para onde voa o Tanaka, ou melhor, sai do ninho do periquito e vai para o Acre, isso mesmo o novo clube será no estado do Acre. E quem pensava no Tanaka no Galo da BR, tire o cavalo da chuva.
O blog chegou a conversar com Eder Marques, um dos diretores do Jipa, e ele assim se expressou: "Luis, na verdade era intenção da gente trazer o Tanaka para cá, como foi um acordo amigável e ele resolveu ir para o Acre, que seja feliz não vamos entrar em leilão". (Tanaka deixou o RSC nesta terça(7), vai para o Acre)

Ariel Mamede e Welmer Bueno, juntos na mesma equipe

É isso mesmo, o mundo do futebol gira rápido demais. Assim como o mundo da política, da economia e das fofocas. Assim foi com o amigo e técnico de futebol Ariel Mamede, saiu daqui de Porto Velho-RO com um pé na taça de campeão-2016, e uma das mãos já levantando a mesma. Antes disso saiu do também RSC o dirigente Welmer Bueno, ambos retornaram ao estado de Goiás.
Enquanto Ariel foi dirigir um time goiano querendo subir da segunda divisão para a primeira, Welmer Bueno voltou para "seu" Vila Nova, no comando administrativo das divisões de base. Nesta copinha que ainda está rolando a bola, o que aconteceu: o Vila saiu de Goiás com status da melhor equipe do paraíso verde na categoria, acabou caindo na fase de grupos.
Enquanto o maior rival do Vila Nova, o Atlético Clube Goianiense ora dirigido por Ariel passou de fase. E aí vem as raquetadas da vida, neste sábado(14) o Vila Nova dispensa Lucas Oliveira, e foi buscar no Dragão o jovem comandante de lá. E agora estarão juntos em um …