Pular para o conteúdo principal

Genus faz um primeiro tempo primoroso contra o Jipa, garante vitória e o G4

Quem pensava que o jipa estaria morto para esta segunda etapa do rondoniense, pensou torto. É verdade que o primeiro tempo o Galo da BR não foi aquela "brastemp", porém, no segundo tempo o time jogou como nos velhos tempos de Jipa.

E o Genus? O Genus voltava a atuar em sua "casa", perante sua torcida que exigiu tanto a volta do Aluizão, mas que compareceu um tiquinho assim - penso que ali não havia mais do que 200 pessoas. Vamos esperar a súmula, o borderô.

O Genus então sentindo o desespero do jipa partiu pra cima do time do Neneca, com gosto de gás. Para se ter uma ideia da volúpia do aurigrená, até os 17min só dava Genus. Justamente neste minuto 17 o baixinho bom de bola Railton, tabelando com Claudio Paulista meteu uma bola no travessão do goleiro Alan do Jipa.

Mas, como diz o poeta. Bola na trave não altera o placar, um minuto depois Marcos Canhoto - que ontem voltou a ser o velho Canhoto -, ídolo da torcida do Genus, fez de fora da área: Genus 1 x 0 Jipa.

Ai o Galo começa a "bicar" e, quem entra em ação? O jovem goleiro do Genus Tiago - esse não fica após o campeonato nem a pau -, joga muito Juvenal. Desculpem, não é o do comercial famoso, mas um rapaz que agencia atletas de futebol.

Aos 30min Tiago salvou o gol de empate do Jipa. Aos 34min gol do Genus, Richard zagueirão bateu de pé canhoto uma falta sem a mínima chance de defesa. Genus 2 x 0 Jipa.

Vem o segundo tempo. Nova história do jogo, o Jipa mudou começou com o pequeno Dan na vaga de Klebinho. O time assumiu de vez a área do Genus, a torcida do Genus sentiu que o time arrefeceu tentou o samba, pagode e nada.

O Galo da BR sem pena nem dó, atacava, chutava e tome Tiago defender - quando não era ele a defesa colocava pra escanteio -, enfim pra onde desse o nariz. Vem o gol do Jipa, Dan fez aos 27min numa bobeira do bom zagueiro Alex que ficou esperando por Tiago, vem o Dan quase passa por baixo das pernas do Alex e gol. Genus 2 x 1 Jipa.

Como o Paulo Miranda já havia feito a substituição de seus dois talismã - os garotos Roger e Fernandinho -, coube justamente a Fernandinho levar pelo lado esquerdo de seu ataque, passou até pelo presidente Luciano e deu voltando - até minha mãe faria - Claudio Paulista também um dos melhores em campo, fez e afundo o Jipa. Genus 3 x 1 Jipa.

Final: Genus 3 x 1 Ji-Paraná FC.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Atacante Gabriel Henrique está de partida do SC Genus

Virada do ano já começa bem movimentado pelo lado do time Aurigrená da Capital. Primeiro a polêmica das camisas para 2018, com dois escudos: Genus/Avaí, e hoje(2/jan) a desistência do ótimo atacante Gabriel Henrique, 21 anos, que recebeu uma proposta muito boa de Alagoas.
O novo time de Gabriel chama-se Santa Rita, é da cidade de Boca da Mata e fundado em 25/05/1974. O atleta estava com pré-contrato com SC Genus, para o ano de 2018. (Gabriel Henrique está saindo do Genus - foto: Fanpage do Clube)

Guajará fez Gato e Sapato do Urso

Falta de aviso não foi. Deixar tudo para a última hora, deu no que deu. Agora é juntar os cacos e tentar pontuar fora de casa. O jogo em si não foi um espetáculo por parte do Guajará, o time do Tinho Damasceno tem alguns atletas interessantes, que jogam juntos há algum tempo - não falo no Guajará, mas que ele Tinho trouxe sempre em dupla - por exemplo os dois meias Bibio e Tatico, os atacantes Marcos Bahia e Jaiminho, a zaga com Diego Norberto - seguro, pra passar por ele tem que ter moral.
Sabe qual tinha sido a última vitória do Guajará no estadual? Justamente no dia 1º de abril do ano passado, quando venceu ao Galo da BR por 3 a 1 lá no João Saldanha - e não é que seja o dia consagrado à mentira - pois não é que o Glorioso, quase um ano depois faz 3 a 1 no Genus e no velho Aluizão.
Antes dos primeiros 2 minutos de jogo Marcos Bahia recebeu em profundidade de Bibio, passou pelo meio da zaga do Genus derivando para o lado direito, chutou com força rasteiro no canto direito do goleiro G…

Atletas de Porto Velho são titulares em times goianos

Recebi a informação e, claro que passo à frente. Vários atletas de Porto Velho estão integrados a algumas equipes do futebol goiano: Isaac, volante dos bons no Goiânia; Gabriel, zagueiro no Abecat; Pablo, meia no Abecat; Isaias, atacante rápido pelas pontas no Abecat e Wendell, meia está no Vila Nova. (Wendell camisa 10 é de Porto Velho - foto: facebook)
Alguns disputam a Taça Mané Garrincha que tem o patrocínio da FGF - Federação Goiana de Futebol -, as categorias vão de sub-17 ao sub-19. Nesta quarta-feira,23, já tivemos a estreia de Wendell pelo Vila Nova onde ajudou o Tigrão a fazer 3 a 0 no Hidrolândia. (Vila Nova-GO categorias Sub-17 - foto: facebook)