Pular para o conteúdo principal

Periquito lutou muito, mas encontrou um ataque Kamikaze

Esta quarta-feira,29, vai ficar na história do Rondoniense SC e, claro do Luziânia. Abertura da 2ª fase da Copa Verde, ou quartas de final como queiram. De um lado o time da casa Luziânia-GO, defendendo o Distrito Federal, do outro a juventude e inexperiência de um Rondoniense com dois anos de profissional.

O jogo

1º tempo

Correria era o esperado, e foi. O time da casa com apoio de seu torcedor partiu pra decidir o jogo nos minutos iniciais, enquanto o Periquito não se assustou e respondia à altura. Mas aos 8' o veloz Dan camisa 11 do Luziânia entrou na área e foi derrubado pelo goleiro Bira, pênalti que ele mesmo cobrou e fez: Luziânia 1 x 0 RSC.

Pensa que o RSC recuou, nada disso. Coube a Fernandinho camisa 10 aos 11' marcar o gol de empate do Periquito. Ai o jogo ficou lá e cá, o time da casa tinha sim um poderio maior, nessas alturas prevaleceu as boas defesas tanto de Bira goleiro do RSC, assim como Sid do Luziânia. Até que aos 34' Alesson nº 21 do RSC, sofreu pênalti - era o segundo da noite marcado pelo árbitro capixaba -, Careca nº 11 foi lá e, de virada é muito mais gostoso. Fez: Luziânia 1 x 2 RSC. Placar que ficou até o apito do árbitro finalizando o primeiro tempo.

2º tempo

Nem Evilásio Almeida do Luziânia, nem Elias Santana fizeram trocas em suas equipes no intervalo de descanso. O RSC parecia está muito contente com o resultado, mas também pudera. Um 2 a 1 na casa do adversário, nem o mais otimista dos Periquitos imaginava. O Luziânia sim, partiu para o empate e, se possível a virada.

Elias Santana foi o primeiro a se manifestar em termos de mudança, tirou Pemaza e colocou Tanaka a ideia era de dar correria ao time. Mas Evilásio também não ficou atrás, quatro minutos após a troca de seu adversário ali por volta dos 24' do 2º tempo, tirou Sena e colocou Watthimen. Depois Williame na vaga de Renatinho, ainda Jefinho no lugar de Thompson. Para fechar o troca troca, no RSC saiu Alesson e entrou Kelvi.

Nessas alturas do campeonato estava se encaminhando para um 2 a 1 RSC. Ainda mais quando aos 44' Fernandinho do RSC já extasiado levantou uma bola na cabeça de Careca, era o 1 a 3 RSC. Bom demais, mas estamos falando de futebol, onde tudo pode acontecer até o apito final do árbitro. Foi ai que apareceu o ataque kamikaze do time azulino. Dan, Jefinho e Williame foram pra cima da defesa do RSC sem dó.

O juizão deu 4' de acréscimos, era a senha. O velocista Dan que havia feito o primeiro para o Luziânia fez o 2 a 3 aos 46' e Castro Jr., empatou aos 48'. Sensacional e heroico empate em 3 a 3, ganhou o torcedor que compareceu e aplaudiu aos dois times. Vale registrar que, aos 35' do primeiro tempo o atleta nº 4 Rodrigo dos Santos Barros da equipe do Luziânia, recebeu cartão verde por informar que a penalidade marcada em desfavor de sua equipe , foi de maneira correta.

As duas equipes voltam a jogar dia 05 de abril, às 20h30 (RO) no Aluizão....,

Escalações

Luziânia-DF com: Sid; Amaral, Cauê, Rodrigo Barros e Rodrguinho; Castro Jr., Thompson(Jeffinho), Robinho e Renatinho(Williame); Dan e Sena(Wathimen). Téc: Evilásio Almeida.

RSC-RO com: Biro; Hércules, Quintino, Dhonathan e Marquinhos Carioca; Cabelo, Paulão e Fernandinho(Biscola); Alesson(Kelvin), Careca e Pemaza(Tanaka). Téc: Elias Santana.
(Periquito precisa de um novo empate em casa para chegar às semifinais da Copa Verde)




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rondoniense de 17 anos vai disputar o concorrido Sub-20 em SP

Olha que notícia maravilhosa. Vem daqui de perto do distrito de Jaci-Paraná, a 80 km de Porto Velho, um filho do distrito chamado Jardson Medeiros, zagueiro de 1,85 m com 17 anos, pé esquerdo, pelo visto um prodígio - na acepção da palavra -, daqueles com habilidades próprias para pessoas com mais idade.
Acompanhe o histórico de Jardson: foi bicampeão da copa treze sub-15 pelo Avaí-PVH; em 2015 disputou o sub-16 pelo SC Genus; já o ano passado foi campeão do Interdistrital pela seleção de Jaci-Paraná, quando foi muito elogiado pela postura em campo e personalidade.
Desta temporada o garoto começou a viajar. Entenda-se viajando para fazer o que mais gosta, e sabe fazer. Foi para Confins-MG, disputou o campeonato mineiro sub-17 pelo Bonsucesso EC, sucesso garantido seu time foi eliminado na semifinal mineira. Algumas equipes de base da terra de Tiradentes tentaram ficar com o zagueiro.
Porém, seu destino acabou sendo São Paulo, primeiro jogou pelo Osvaldo Cruz FC, interior paulista. Ao vol…

Atacante Gabriel Henrique está de partida do SC Genus

Virada do ano já começa bem movimentado pelo lado do time Aurigrená da Capital. Primeiro a polêmica das camisas para 2018, com dois escudos: Genus/Avaí, e hoje(2/jan) a desistência do ótimo atacante Gabriel Henrique, 21 anos, que recebeu uma proposta muito boa de Alagoas.
O novo time de Gabriel chama-se Santa Rita, é da cidade de Boca da Mata e fundado em 25/05/1974. O atleta estava com pré-contrato com SC Genus, para o ano de 2018. (Gabriel Henrique está saindo do Genus - foto: Fanpage do Clube)

Tanaka faz acordo amigável e dá adeus ao Periquito

Foram somente três minutos vestindo a camisa oficial do RSC. Falo de Alessandro Tanaka, camisa 16 que entrou ao final do jogo entre RSC 0 x 0 Cuiabá pela Copa Verde, no último domingo. O ambiente no ninho do periquito já não estava legal para o atleta estrela de Guajará-mirim, ontem, segunda-feira entornou de vez.
E, agora à tarde o rápido atacante Tanaka, entrou em acordo com a diretoria do clube, e deu adeus ao RSC. Agora vem a surpresa maior. Sabe para onde voa o Tanaka, ou melhor, sai do ninho do periquito e vai para o Acre, isso mesmo o novo clube será no estado do Acre. E quem pensava no Tanaka no Galo da BR, tire o cavalo da chuva.
O blog chegou a conversar com Eder Marques, um dos diretores do Jipa, e ele assim se expressou: "Luis, na verdade era intenção da gente trazer o Tanaka para cá, como foi um acordo amigável e ele resolveu ir para o Acre, que seja feliz não vamos entrar em leilão". (Tanaka deixou o RSC nesta terça(7), vai para o Acre)