Pular para o conteúdo principal

Parece até combinado: Genus e Real perdem e praticamente dão adeus à classificação

Genus em casa e Real fora de casa, coincidência. Ambos perderam seus jogos neste domingo(4), pela Série D do brasileirão. Outra coincidência? Ambos dançaram para o futebol acriano, enquanto no Aluizão derrota do aurigrená por 2 a 1 para o estrelão. Em Rio Branco, o Atlético fez o que quis com nosso campeão do 1º turno o Real Ariquemes 5 a 0 e, perderam mais gols os acrianos.

Mais uma coincidência, os jogos de volta já no próximo domingo(11), o Genus visita ao Rio Branco FC e o Real pega o Atlético no Valerião. E por que o adeus à classificação - por minha conta -, ao Genus há uma nesguinha de esperança - para chegar ao número mágico de 10 pontos - tem que ganhar os três próximos jogos - dois fora de casa e um em casa.

Já ao Real Ariquemes - sem chances alguma - faltam os mesmos três jogos de volta - dois em casa e um fora. Bye bye Série D. Concentração total nas semis do estadual e, tentar o título de 2017. Isso para não perder a temporada, foi o clube de maior investimento. A prova disso é que ainda está contratando, esta sexta-feira,2, foi anunciado Pither ex-RSC.

Voltando ao jogo do Aluizão: Genus 1 x 2 Rio Branco FC

Sem querer dar uma de torcedor, mas bairrista como sempre. Vimos dois times sem as famosas estrelas, porém, com atletas voluntariosos, sem fazer média com o alvirrubro do estado vizinho, mas um dos melhores elencos que já vi por aqui.

Um miolo de zaga muito bom, os dois alas sem comprometer. Veja que Rodolfo o ala direita foi o autor do primeiro gol do Estrelão, e também o homem que levantou a bola na cabeça do Cristiano para decretar os 2 a 1 em seu favor. Tem em Fábio o capitão e o termômetro da equipe, assim como Gustavo Xuxa o corredor, o desafogo.

Some-se a isso o fator treinamento, percebe-se claramente a boa preparação do time com relação às triangulações. Ao sistema tático empregado por Renê Marques, que hoje utilizou e bem as saídas rápidas nos contra ataques.

E do Genus! Jogando em casa, torcida em seu favor, a volta do Gabriel e Luciano Mourão. Um primeiro tempo até equilibrado contra o Rio Branco, é tanto que o time visitante abriu o placar aos 37' e o Genus empatou aos 46'. Ambos os gols de pênalti, vale lembrar que o Rio Branco já havia perdido um pênalti também.

Ao contrário do técnico Renê Marques, nosso Mirandinha não foi muito feliz nas substituições. Não falo dos atletas que entraram, inclusive, entraram bem - falo de quem saiu -, p.ex., Gabriel e Charlinho, se foi problema físico (lesão por exemplo), tudo bem, mas se não foi. Errou nosso ilustre treinador.

O homem pra ter saído hoje era o Tcharles - um dos - não foi bem o ídolo do torcedor aurigrená. Luan Fernando? Não sei o que houve, só sei que dava pra segurar esses três.

Bem, vida que segue. Agora vem o jogo de quinta-feira,8, pela última rodada. Jogo que pode dar o título do 2º turno ao Genus, e o direito de decidir em casa.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rondoniense de 17 anos vai disputar o concorrido Sub-20 em SP

Olha que notícia maravilhosa. Vem daqui de perto do distrito de Jaci-Paraná, a 80 km de Porto Velho, um filho do distrito chamado Jardson Medeiros, zagueiro de 1,85 m com 17 anos, pé esquerdo, pelo visto um prodígio - na acepção da palavra -, daqueles com habilidades próprias para pessoas com mais idade.
Acompanhe o histórico de Jardson: foi bicampeão da copa treze sub-15 pelo Avaí-PVH; em 2015 disputou o sub-16 pelo SC Genus; já o ano passado foi campeão do Interdistrital pela seleção de Jaci-Paraná, quando foi muito elogiado pela postura em campo e personalidade.
Desta temporada o garoto começou a viajar. Entenda-se viajando para fazer o que mais gosta, e sabe fazer. Foi para Confins-MG, disputou o campeonato mineiro sub-17 pelo Bonsucesso EC, sucesso garantido seu time foi eliminado na semifinal mineira. Algumas equipes de base da terra de Tiradentes tentaram ficar com o zagueiro.
Porém, seu destino acabou sendo São Paulo, primeiro jogou pelo Osvaldo Cruz FC, interior paulista. Ao vol…

Tanaka faz acordo amigável e dá adeus ao Periquito

Foram somente três minutos vestindo a camisa oficial do RSC. Falo de Alessandro Tanaka, camisa 16 que entrou ao final do jogo entre RSC 0 x 0 Cuiabá pela Copa Verde, no último domingo. O ambiente no ninho do periquito já não estava legal para o atleta estrela de Guajará-mirim, ontem, segunda-feira entornou de vez.
E, agora à tarde o rápido atacante Tanaka, entrou em acordo com a diretoria do clube, e deu adeus ao RSC. Agora vem a surpresa maior. Sabe para onde voa o Tanaka, ou melhor, sai do ninho do periquito e vai para o Acre, isso mesmo o novo clube será no estado do Acre. E quem pensava no Tanaka no Galo da BR, tire o cavalo da chuva.
O blog chegou a conversar com Eder Marques, um dos diretores do Jipa, e ele assim se expressou: "Luis, na verdade era intenção da gente trazer o Tanaka para cá, como foi um acordo amigável e ele resolveu ir para o Acre, que seja feliz não vamos entrar em leilão". (Tanaka deixou o RSC nesta terça(7), vai para o Acre)

Ariel Mamede e Welmer Bueno, juntos na mesma equipe

É isso mesmo, o mundo do futebol gira rápido demais. Assim como o mundo da política, da economia e das fofocas. Assim foi com o amigo e técnico de futebol Ariel Mamede, saiu daqui de Porto Velho-RO com um pé na taça de campeão-2016, e uma das mãos já levantando a mesma. Antes disso saiu do também RSC o dirigente Welmer Bueno, ambos retornaram ao estado de Goiás.
Enquanto Ariel foi dirigir um time goiano querendo subir da segunda divisão para a primeira, Welmer Bueno voltou para "seu" Vila Nova, no comando administrativo das divisões de base. Nesta copinha que ainda está rolando a bola, o que aconteceu: o Vila saiu de Goiás com status da melhor equipe do paraíso verde na categoria, acabou caindo na fase de grupos.
Enquanto o maior rival do Vila Nova, o Atlético Clube Goianiense ora dirigido por Ariel passou de fase. E aí vem as raquetadas da vida, neste sábado(14) o Vila Nova dispensa Lucas Oliveira, e foi buscar no Dragão o jovem comandante de lá. E agora estarão juntos em um …